Início / TB Responde / Celular /

O que muda entre as memórias UFS 2.1, 2.2, 3.0 e 3.1?

Saiba o que muda entre as memórias UFS 2.1, 2.2, 3.0 e 3.1; esses padrões estão presentes em smartphones de diversas fabricantes

Wagner Pedro

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Processador, memória RAM e quantidade de armazenamento interno, por exemplo, são alguns componentes de hardware que analisamos na compra de um novo smartphone. Apesar deles serem fundamentais para um bom desempenho, existem outros pontos que precisam de uma certa atenção, como o padrão UFS, presente na memória flash de diversos aparelho. Há quatro versões disponíveis no mercado, mas o que muda entre elas? Abaixo, vou te explicar as diferenças entre UFS 2.1, 2.2, 3.0 e 3.1.

Chips UFS da Samsung
Memórias UFS da Samsung (Imagem: Divulgação/Samsung)

Qual a importância do padrão UFS?

O padrão UFS (Universal Flash Storage) fornece velocidades de leitura e escrita de dados semelhantes a um SSD de computador. Com essa tecnologia, é possível copiar arquivos ou instalar aplicativos, por exemplo, em menos tempo quando comparado ao padrão eMMC. Isso acontece porque, além de ler e gravar dados simultaneamente, o UFS tem dois canais para realizar essas funções.

Em outras palavras, o padrão UFS é importante porque ele aumenta a performance do celular, fazendo com que o aparelho consiga abrir e instalar aplicativos mais rapidamente, salvar fotos e vídeos com maior velocidade e até entregar um desempenho melhor no multitarefas ou em qualquer área que envolva leitura e escrita de dados — aleatória ou sequencial.

UFS 2.1

Moto G60 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Moto G60 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Apesar de ser antigo, o UFS 2.1 ainda é usado por muitas fabricantes, sendo basicamente a versão intermediária da tecnologia. Com velocidade de leitura de 860 MB/s e velocidade de gravação de 255 MB/s, esse padrão é rápido o suficiente para eliminar quase todo tipo de gargalo.

  • Data de lançamento: abril de 2016;
  • Aparelhos lançados com o padrão: Moto G60, Galaxy M31, Galaxy Note 10 Lite e Redmi Note 9 Pro.

UFS 2.2

Xiaomi 11 Lite 5G NE (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Xiaomi 11 Lite 5G NE (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O UFS 2.2 pode ser considerado uma versão aprimorada do UFS 2.1. Esse novo padrão manteve a velocidade de leitura e gravação do antecessor, tendo como diferencial a tecnologia Write Booster, que utiliza uma memória não volátil para acelerar a escrita em armazenamento e diminuir o tempo de abertura de aplicativos e cópias de arquivos.

  • Data de lançamento: agosto de 2020;
  • Aparelhos lançados com o padrão: Redmi Note 11, Poco M4 Pro 5G, Xiaomi 11 Lite 5G NE e Infinix Note 10 Pro.

UFS 3.0

Galaxy Note 20 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Galaxy Note 20 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O UFS 3.0 trouxe algumas melhorias, começando pela velocidade de leitura e gravação, que saltou para 2.100 MB/s e 410 MB/s, respectivamente. Além disso, essa memória também funciona com 2,5 V para diminuir o consumo de energia e, assim como o UFS 2.2, oferece a tecnologia Write Booster.

  • Data de lançamento: janeiro de 2018;
  • Aparelhos lançados com o padrão: Galaxy Note 20 Ultra, OnePlus 8 Pro, Huawei P40 Pro e Xiaomi Mi 10 5G.

UFS 3.1

Samsung Galaxy S22+ tem memória USF 3.1 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O UFS 3.1 é o padrão mais recente. Com velocidade de leitura de 2.100 MB/s e velocidade de gravação de 1.200 MB/s, essa versão chegou ao mercado com suporte a tecnologia Performance Throttling Notification, que informa ao sistema que a unidade UFS está sendo afetada por aquecimento excessivo, e a DeepSleep, que pode prolongar a vida útil da bateria entrando em um modo de baixo consumo de energia.

  • Data de lançamento: fevereiro de 2020;
  • Aparelhos lançados com o padrão: Galaxy S22, Galaxy S22+, Galaxy S22 Ultra, Xiaomi 12 Pro, OnePlus 9 Pro e Moto G200 5G.

Pronto, agora você já sabe o que muda entre as memórias UFS 2.1, 2.2, 3.0 e 3.1.