Na semana passada foram feitas as apresentações do TED, evento no qual pensadores importantes (e outros nem tanto assim) expõem suas ideias sobre tecnologia, design, meio ambiente e entretenimento, entre outros assuntos. Blaise Agüera y Arcas, arquiteto da Microsoft que trabalha no desenvolvimento do Bing Maps, foi um dos convidados. Ele apresentou fascinantes implementações que o serviço de mapas da MS pode ganhar em breve, incluindo a tão falada realidade aumentada.

Confira no vídeo abaixo.

A partir dos 02 minutos e 20 segundos, Arcas demonstra uma nova tecnologia que permite que o usuário “voe” até uma determinada localidade e movimente a câmera de forma bastante suave, diminuindo a diferença de iluminação e qualidade entre as diversas imagens que compõem as vistas panorâmicas em 360º. A equipe do Bing Maps trabalhou em parceria com o Flickr numa integração entre o serviço de mapas da Microsoft e as fotos publicadas no Flickr que contêm informações de localização geográfica. Assim, o Bing sobrepõe fotos de usuários do Flickr sobre panorâmicas feitas por carros desenhados com a finalidade de fazer esse tipo de captura.

Aparentemente o Bing Maps também vai poder mostrar imagens feitas não por carros como o do Street View, que são limitadas às ruas e vias das cidades, mas também de ambientes internos, por meio de uma mochila que promete fazer essa digitalização. Em 04:00, Arcas começa a demonstrar essa tecnologia, que ainda vai permitir transmissão de vídeos em tempo real (através da rede 4G). Conforme o operador da câmera se movimentava, o espaço no mapa a partir de onde o vídeo era gerado se movimentava junto. A impressão que se tem é de estar andando junto com o cameraman.

Imagens feitas por telescópio também poderão ser vistas por meio do Bing Maps. Ao olhar para cima em uma vista panorâmica, o usuário vai encontrar informações sobre constelações e demais dados astrológicos específicos daquela posição geográfica na qual se encontra.

Ainda não há informações sobre quando esses novos recursos estarão disponíveis para usuários. Por enquanto, somente a integração com Flickr pode ser visualizada, e apenas para as cidades de Seattle e San Francisco, nos Estados Unidos, e Vancouver, no Canadá.

[Com informações: Neowin]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

GRZ
Enquanto for nos EUA não me impressiona. As tecnologias lá são modernas a MS tem disposição lá e concorrentes lá. Quando essas ferramentas começarem a chegar aqui no Brasil ai sim eu ficarei impressionado.
kingvithor
Acho que sim, permite um realismo e uma informação muito maior no serviço.
Eduardo
Caramba, isso é incrivel! Eu achei muito interessante a parte que ele mostra dentro do local ( com o vídeo...isso foi fod.......stico! )
Thássius Veloso
Vamos ver se essa implementação vai para frente.
Thiago Araújo
A parte do vídeo é desesperadora de tão fod*. Imaginem as aplicações para esse tipo de conteúdo. Mas, o mais interessante é eles utilizando a tecnologia do Photosynth e as fotos do Flickr sobrepostas no mapa. Sensacional.