Início » Negócios » A compra da Opera por US$ 1,2 bilhão deu errado

A compra da Opera por US$ 1,2 bilhão deu errado

Consórcio chinês não conseguiu aprovação dos órgãos regulatórios a tempo e fez oferta alternativa

Paulo Higa Por

As empresas chinesas Beijing Kunlun Tech e Qihoo 360 anunciaram em fevereiro a compra da Opera Software por US$ 1,2 bilhão. Mas o negócio não deu certo. Nesta segunda-feira (18), a empresa do navegador norueguês informou que as agências regulatórias não aprovaram a compra até o prazo estabelecido, de 15 de julho, impedindo a conclusão da aquisição.

Em vez de comprar a Opera Software, o consórcio chinês vai fazer uma oferta menor, de US$ 600 milhões, para adquirir determinadas partes da empresa. Pelo acordo, serão vendidos os navegadores para computadores e dispositivos móveis, a tecnologia de licenciamento da Opera e a divisão de aplicativos de privacidade e desempenho. Os negócios de publicidade, TV e jogos da Opera não seriam mais vendidos.

opera-software

Não sabemos quem ainda não havia aprovado a compra. A transação precisava receber o sinal verde das agências regulatórias dos Estados Unidos e da China. A agência de notícias Reuters diz que os norte-americanos estavam preocupados com questões de privacidade relacionadas a uma das empresas chinesas. Isso levaria a uma investigação, o que poderia atrasar a compra em até um ano.

Para não correr riscos, os chineses retiraram a oferta original. Eles acreditam que a compra de apenas uma parte da empresa pode facilitar a aprovação dos órgãos regulatórios. Oficialmente, a Opera Software diz que “nenhum regulador disse não”, e que eles apenas não receberam uma resposta das agências no prazo acordado por ambas as partes.

Como explicamos anteriormente, tanto a Beijing Kunlun Tech quanto a Qihoo 360 têm em seu histórico investimentos em outras empresas de tecnologia. A primeira trabalha no ramo de games online, enquanto a segunda é especializada em soluções de segurança. Mas a Qihoo 360, que está por trás do antivírus brasileiro PSafe, já se envolveu em polêmicas por práticas antiéticas e anticompetitivas — em 2015, por exemplo, foi pega trapaceando em testes de antivírus.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

PinPortal ✔️

Gil, em relação a demitir os engenheiros noruegueses e contratar os chineses, eu não vi nada falando sobre isso. Você tem a fonte para que eu possa ler mais sobre?

Gil Araújo

PinPortal, muito bom a sua resposta com relação ao meu comentário. Estou usando também o Opera, pois o partido chinês, mandou dois agentes aqui em casa e me ameaçou, mostrando que os outros browsers, n tem a qualidade que o deles tem. Mostraram no meu Desktop,  aqui em casa, onde o Google e Microsoft, também colhem. Eles viram o Yandex e Firefox, onde fez um sinal de positivo. Então, estou usando os três....sem brincadeira agora. Continuo por que é o mais leve, intuitivo, interface que vc coloca ao seu gosto e os vídeos no Netflix, passam em HD, como o Yandex. Estamos juntos..

Obter o Outlook para Android

PinPortal ✔️

Gil Araújo, eu também uso o Opera browser no pc e no smartphone.
A Opera Software (dos chineses) abriu capital em julho de 2018 (mês passado) na Nasdaq, então atualmente ela é fiscalizada pela SEC dos EUA.

É óbvio que teve redução de custo. Se ligarmos os pontinhos, a compra foi concluída em novembro de 2016.
No primeiro e segundo trimestre de 2017 (os chineses ainda estavam fazendo as mudanças necessárias dentro da empresa) a Opera Software teve prejuízo trimestral de US$ 2 milhões, por ai.

Em 2018, nesses dois trimestres que passaram, eles tiveram lucro de US$ 7 milhões em cada trimestre.
Ou seja, reverteram o prejuízo e agora são lucrativos.
O mesmo Opera que eles compraram por US$ 575 milhões em 2016 (quando compraram só uma parte da empresa), hoje vale US$ 1,4 bilhão na bolsa. Eles conseguiram aumentar em 50% a receita nesse período e se tornaram lucrativos. Uma das formas foi tornar a empresa, que antes era da Noruega (Opera Software), uma empresa das Ilhas Cayman (Opera Limited), ou seja, paraíso fiscal, o qual paga menos impostos. E a norueguesa é só uma subsidiária, não mais a principal.

Em relação a demitir os engenheiros noruegueses e contratar os chineses, eu não vi nada falando sobre isso. Você tem a fonte para que eu possa ler mais sobre? Mas é bem provável que tenham feito isso, como a Lenovo fez com os engenheiros americanos da Motorola Mobility, foram trocados por chineses. Mão de obra muito mais barata. Salário de americano e europeu é muito elevado.

PS: Duas coisas que eu percebi nesse período que podem ter aumentado a receita deles: 1) Eles lançaram um app exclusivo de notícias chamado Opera News, o qual é mantido por publicidade. 2) O Opera Mini atualmente mostra anúncios que cobrem toda a tela conforme a pessoa vai usando o app, talvez de 30 em 30 minutos, não sei. Por isso uso o Opera Browser normal, não tem isso. Mas o Opera Mini é o que tem mais usuários, então com certeza aumentou a receita deles.

Gil Araújo

PinPortal...vc é fera. Tive uma aula de economia depois de 2 anos sobre empresas chinesas. A Qihoo, sócia da Psafe, que investiu na start-up brasileira, baiana, tem engine da Avira alemã. Eles n conseguem construir um AV tem que usar de terceiros, inclusive a Psafe. O Opera browser, que estou testando, há 3 dias, se mostra muito intuitivo, leve, fluídico, segurança, acho nem tanto, como vc descreveu acima, ela é reconhecida como burlar teste e colher dados dos usuários e, com certeza colheu o meu há 3 dias...kkk. Fiquei sabendo que a Qihoo, demitiu vários engenheiros noruagueses, substituindo-os por chineses.

Carlos Aurélio

Verdade mudei também para o Opera, o único problema que estou tendo com ele é em relação há plataformas de vídeo não sei por que até com Youtube dá alguns erros estranhos.

Carlos Aurélio
Verdade mudei também para o Opera, o único problema que estou tendo com ele é em relação há plataformas de vídeo não sei por que até com Youtube dá alguns erros estranhos.
Tiago Celestino
A time por trás do Opera (desenvolvedores) é sem dúvidas um dos melhores. Uma pena que provavelmente vão deixar a empresa com essa futura venda em partes.
Thiago Sabaia
exatamente, comecei usar internet no celular em 2010, Opera Mini era o melhor navegador java disponível na época, pois além de ser leve e funcional, ele tinha o VPN que acelerava o carregamento das páginas, o que ajudava bastante no acesso via GPRS, sim, na época o aparelho que tinha nem EDGE suportava. Foi muito útil, gerenciei minha empresa por ele, usei para colar em provas na escola, pesquisas na rua, entre outras coisas.
Eddy

hahaha, claro que uma galerinha #hue iria fazer piadas sobre o uso do navegador...
Experimentem usar por um dia, depois voltem aqui para comentar. Eu achava que o Chrome era o pica das galáxias, mesmo devorando ram loucamente, até que dei o braço a torcer e instalei o Opera. Muito mais fluido, infinitamente melhor design, várias features úteis e tem uma dieta de RAM bem mais light.

_KJ
hahaha, claro que uma galerinha #hue iria fazer piadas sobre o uso do navegador... Experimentem usar por um dia, depois voltem aqui para comentar. Eu achava que o Chrome era o pica das galáxias, mesmo devorando ram loucamente, até que dei o braço a torcer e instalei o Opera. Muito mais fluido, infinitamente melhor design, várias features úteis e tem uma dieta de RAM bem mais light.
Keaton
Estava lendo e até ficando feliz... ai leio que venderam os navegadores. Po... a parte mais legal foi vendida para suspeitos. ._. #RIPOpera
@Sckillfer

A base do sistema da opera para TV e o navegador Opera pra TV é o Opera... Como dividiriam isso? Nada bom a se esperar da dona do P(honeNão)Safe

F. S.
A base do sistema da opera para TV e o navegador Opera pra TV é o Opera... Como dividiriam isso? Nada bom a se esperar da dona do P(honeNão)Safe
Yago G. Oliveira

Cara, qualquer pessoa que veio dos navegadores mobile antigos sabe o quanto a Opera contribuiu para chegarmos até hoje.

Yago G.
Cara, qualquer pessoa que veio dos navegadores mobile antigos sabe o quanto a Opera contribuiu para chegarmos até hoje.
Exibir mais comentários