Os primeiros smartphones com 5G vão chegar mais rápido do que você imagina: a Qualcomm revelou nesta segunda-feira (17) o Snapdragon X50, o primeiro modem 5G comercial, que funcionará com as frequências de teste da próxima geração de internet móvel e atingirá velocidades de 5 gigabits por segundo.

Inicialmente, o Snapdragon X50 vai suportar a frequência de 28 GHz (mmWave), que está sendo testada para o 5G. Como você pode imaginar, com uma frequência tão alta (nosso 4G é 2,5 GHz), a penetração de sinal acaba sendo baixíssima — por isso, o modem da Qualcomm possui algumas tecnologias para lidar com essas limitações. O Snapdragon X50 pode, por exemplo, direcionar toda a energia do conjunto de antenas para a onda mmWave, reduzindo os obstáculos entre o aparelho e a torre de celular.

5g-qualcomm

Ele vai funcionar em conjunto com os processadores Snapdragon, suportará MIMO (mantém vários fluxos de dados simultâneos, melhorando o desempenho) e poderá se conectar a redes 4G e 5G ao mesmo tempo (uia!). Se não houver sinal 4G no local, o modem ainda será capaz de voltar para redes 3G. E se não tiver nem 3G… bom, espero que você tenha suas músicas offline também.

Aliás, apesar de ser voltado para smartphones e outros dispositivos móveis, a Qualcomm acredita que o Snapdragon X50 pode ser útil até mesmo em aplicações fixas. Em tese, a tecnologia permitiria substituir conexões de banda larga por fibra óptica (FTTH) pelo 5G, eliminando cabos — mas a gente só vai descobrir se isso realmente será viável quando o padrão 5G for finalizado.

O Snapdragon X50 será enviado às fabricantes na segunda metade de 2017 e a expectativa é que os primeiros smartphones com o modem 5G da Qualcomm cheguem no início de 2018. Quando será que teremos 4G no Brasil?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce

E em pergunta retórica, já ouviu falar?

Ramon Gonzalez
E em pergunta retórica, já ouviu falar?
Porto Velho

Aqui no interior de RO funciona que é uma beleza. 3G sempre fica na casa dos 10 e 4G na casa dos 40.

Emanuel Schott
Aqui no interior de RO funciona que é uma beleza. 3G sempre fica na casa dos 10 e 4G na casa dos 40.
Wellington Gabriel de Borba

Essas ultra frequencias num são para as operadoras?

Wellington Gabriel de Borba
Essas ultra frequencias num são para as operadoras?
André G

Sim, a Tim está investindo muito na cobertura e planeja investir 14 bilhões de reais nos próximos 3 anos.

Fonte: http://g1.globo.com/economi...

André G
Sim, a Tim está investindo muito na cobertura e planeja investir 14 bilhões de reais nos próximos 3 anos. Fonte: http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2016/02/controladora-da-tim-preve-investir-r14-bi-no-brasil-nos-proximos-3-anos-20160216075006943943.html
André G

Em algumas cidades do interior de São Paulo com apenas 2 mil habitantes já é possível encontrar 4G, enquanto isso tem cidades com mais de 40 mil habitantes em outros estados que não tem nem 3G de todas as operadoras e é comum achar cidades com mais de 5 mil habitantes apenas com 2G.
É difícil levar a fibra até pontos mais distantes dos grandes centros.

André G
Em algumas cidades do interior de São Paulo com apenas 2 mil habitantes já é possível encontrar 4G, enquanto isso tem cidades com mais de 40 mil habitantes em outros estados que não tem nem 3G de todas as operadoras e é comum achar cidades com mais de 5 mil habitantes apenas com 2G. É difícil levar a fibra até pontos mais distantes dos grandes centros.
Jefferson Rodrigues

Existe uma preocupação da TIM para melhorar os serviços no Brasil?

Jefferson Rodrigues
Existe uma preocupação da TIM para melhorar os serviços no Brasil?
Jefferson Rodrigues

Eu já tenho!

Jefferson Rodrigues

Houve uma reunião, semana passada, na anatel, para falar sobre isso. Deu até matéria jornalística.

Jefferson Rodrigues
Eu já tenho!
Exibir mais comentários