Samsung renova contrato com a Qualcomm para usar Socs Snapdragon

Qualcomm confirmou que contrato de fornecimento de processadores foi renovado. Acordo entre as empresas seguirá por mais alguns anos

Felipe Freitas
Por
Linha Samsung Galaxy S24 (imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Samsung e Qualcomm renovam contrato e Galaxy S devem seguir usando chips diferentes (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

A Qualcomm seguirá fornecendo processadores Snapdragon para os celulares da Samsung. A empresa americana, em sua apresentação dos resultados trimestrais do fim de 2023, revelou que o contrato plurianual entre as duas companhias foi renovado. Assim, os smartphones Galaxy S, Galaxy Z Fold e Z Flip continuarão usando os chips.

Em 2022, a Qualcomm e a Samsung firmaram a primeira parceria desse tipo. Na época, como revelou a própria empresa americana, o acordo levou o Snapdragon para todos os Galaxy S23 do mundo. Agora, seguindo a estratégia do Galaxy S24, os processadores da Qualcomm devem equipar algumas versões Ultra dos futuros Galaxy S.

Mais Snapdragon e mais Exynos nos Galaxy S

Dois celulares S23 FE, um branco e um verde, em suportes de acrílico transparente
Galaxy S23 FE utiliza Exynos 2200 (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Com a renovação do contrato, temos a certeza de que não será dessa vez que a Samsung encerrará o uso de Snapdragon nos seus smartphones. A fabricante sul-coreana está investindo pesado na linha Exynos.

O chip da Samsung retornou ao mercado com o Galaxy S23 FE (Exynos 2200) e está presente no Galaxy S24 e S24 Plus (Exynos 2400). Os reviews indicam que os SoCs estão com um bom desempenho e sem os superaquecimentos que fizeram sua má fama.

Os processadores da Qualcomm são usados nos dobráveis da Samsung desde o primeiro Galaxy Z Fold, lançado em 2019. Já que o acordo seguirá por mais uns anos, o cenário da linha Galaxy Z não será alterado: veremos Folds e Flips usando Snapdragon — a dúvida é até quando.

Com o grande investimento em seus próprios chips, o caminho natural da Samsung é usar os Exynos em todos os seus dispositivos. Logo, em alguns anos, é provável que o SoC da empresa equipe todos os dobráveis da marca. Mas até isso acontecer, a Samsung precisa lançar um Exynos com desempenho do nível do Snapdragon.

Com informações: SamMobile

Relacionados