O YouTube está sofrendo um boicote de grandes empresas por exibir anúncios junto a vídeos extremistas. O Google quer evitar um êxodo maior e vem se esforçando mais para detectar esse tipo de conteúdo. A empresa também está adotando uma nova política para restringir canais que podem lucrar com propagandas.

Foto por Rego Korosi/Flickr

O Programa de Parceiros agora exige que um canal do YouTube tenha pelo menos 10 mil visualizações para que possa exibir anúncios. Ou seja, se seu canal tem 10 vídeos com mil visualizações cada, ele será elegível.

Canais que atualmente possuem menos de 10 mil visualizações, mas já ganham dinheiro com anúncios, não serão afetados. Enquanto isso, novos candidatos ao Programa de Parceiros serão avaliados para que canais ilegítimos sejam impedidos de lucrar com a plataforma.

Nos últimos cinco anos, o programa de parceiros era aberto para todos: qualquer um poderia se inscrever, enviar vídeos e imediatamente ganhar dinheiro. Isto ajudou o YouTube a se tornar a maior plataforma de vídeo da web, mas acabava estimulando violações de direitos autorais (pessoas enviavam conteúdo de estúdios de cinema ou de canais populares).

O YouTube explica em seu blog que o limite de 10 mil fornece informações suficientes para “determinar a validade de um canal” ao mesmo tempo que garante “um impacto mínimo em nossos aspirantes a criadores”.

Além disso, essa é uma forma de impedir que canais ofensivos lucrem com anúncios. “Isso nos permite confirmar se um canal está seguindo as diretrizes da comunidade e as políticas do anunciante”, escreve Ariel Bardin, vice-presidente de gerenciamento de produtos do YouTube.

No mês passado, o jornal britânico The Times descobriu que anúncios de grandes marcas apareciam junto a vídeos extremistas. Mais de duzentas empresas fizeram um boicote ao YouTube, incluindo McDonald’s, Toyota, Starbucks, Walmart, PepsiCo e Johnson & Johnson.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rosa RC
concordo, deveria existir uma revisão de conteúdo para melhorar a qualidade e dar oportunidade para quem trabalha serio
FELIPE FERREIRA ROCHA
gostei tb, ele ta de para bens, tudo oque ele disse é verdade :D
Eli Rarvor
Por outro lado, pode incentivar os pequenos YouTubers que realmente queiram fazer diferença a evoluir seu conteúdo. Se você ganha uns trocados com vídeos de baixa qualidade editorial de design de som, o cara não melhora.
Adriano
Tem muito conteúdo lixo no YouTube, mas infelizmente, esses canais tem milhões de views. Essa medida não afeta os canais cujo conteúdo não tem qualidade alguma.
Samuel Cesar
Deve ter escolhido um desses grandes bancos do país pra receber o dinheiro do Google. O melhor pra se receber do Adsense, ainda continua o Banco Rendimento.
Comprei e Testei
tem os dois lados da moeda, youtube e youtubers saberem dosar de maneira correta seus adds, e quem assiste os vídeos... Talvez o termo "acabar" que usei esteja incorreto mesmo, mas seria interessante trabalharem uma forma de transformar a experiência de ambas as partes aceitáveis e possíveis. Obvio que nenhuma vai boicotar a outra pq sao gigantes do mercado.
Coxinha Opressora
adblock? pelo próprio windows da pra bloquear as propagandas pelo arquivo hosts e ai? vai acabar com o windows também?
Comprei e Testei
e os bancos lucram milhares de reais todos os meses, pois cobram essas taxas absurdas por cada saque... =/
Comprei e Testei
minha vontade era de ser chefe por uma semana desses caras, reunir os times de engenharia e dizer: Agora quero que verifiquem pq varios inscritos estão sendo desinscritos, pq varios youtubers estão perdendo milhares de visualizações do dia pra noite, pq a monetização não está sendo coesa com o número de views, e quando irão fazer algo que acabe de vez dom addblocks... =/ triste isso.
Comprei e Testei
100% vdd
Trovalds
YT tá é ferrando com seus parceiros e não é de hoje. Notificação que não chega, Live que só é anunciada horas depois de já ter ido ao ar, quem faz live tem conteúdo do canal prejudicado, views somem, inscritos somem, monetização errática (e injusta) e etc. Claro, tem o povo que trapaceia mas quem quer trabalhar sério na plataforma está cada vez mais no prejuízo. Como essas mudanças só vão ser válidas pros que entrarem agora então pra quem já está inscrito não vai mudar nada. Aliás muitos criadores de conteúdo estão migrando pra twitch (lives), facebook, etc. Menor monetização (ou até nenhuma) mas melhor retenção de inscritos. Daí pra arrecadar acaba apelando pra outras plataformas como patreon.
Leonardo Spricigo
Isso não significa muita coisa, já que não é um valor exato por numero de views.
Leonardo Spricigo
"pequenos youtubers" :P Não vai afetar ninguém na verdade. Quem não tem nem 10.000 views no canal todo já não está ganhando nada amigo, não vai fazer diferença pra essa galera.
CtbaBr©

Não acho que isso evitara que a publicidade seja apresentada em vídeos extremistas, afinal um conteúdo polêmico geralmente tem muitas visualizações, e o extremismo é polêmico!

O que eu vejo é o Google aproveitando a ocasião para descartar os "pequenos YouTubers".
Eu considero isso ruim, pois acabara desestimulando quem esta começando, e nem todos começam com o canal bombando! Mas o negocio é deles, então...

CtbaBr
Não acho isso ira evitar que a publicidade seja apresentada em videos extremistas, afinal um conteúdo polêmico geralmente tem muitas visualizações, e o extremismo é polêmico! O que eu vejo é o Google aproveitando a ocasião para descartar os "pequenos YouTubers". Eu considero isso ruim, pois acabara desestimulando quem esta começando, e nem todos começam com o canal bombando! Mas o negocio é deles, então...
Exibir mais comentários