Por anos, um dos conceitos futuristas mais populares é o smartphone que vira tablet: basta desdobrá-lo e aproveitar a tela maior. A Lenovo fez um protótipo seguindo essa ideia, e ele deu as caras (de novo) em um evento da empresa.

O Folio estava disponível na conferência Lenovo Tech World 2017 em Xangai, e o site China Mobile teve a oportunidade de experimentá-lo.

O dispositivo possui um display flexível de 1920 x 1440 pixels e alterna entre 7,8 polegadas no modo tablet e 5,5 polegadas no modo smartphone. Ao dobrá-lo, a borda curva da tela exibe informações como passos caminhados, previsão do tempo e música sendo reproduzida.

Normalmente, o Folio em modo smartphone exibe a interface apenas em uma metade da tela; a outra parte (na traseira) mostra o logotipo da Lenovo. Isso muda quando você tira uma foto: os dois lados do display mostram o que a câmera está vendo.

A Lenovo diz que o Folio tem mais espaço para a bateria por ser dobrável. A dobradiça, aliás, é semelhante ao que vemos na linha de laptops Yoga.

O desafio aqui é posicionar os componentes eletrônicos — memória, processador, câmera — longe das dobradiças e manter a integridade do dispositivo. Por dentro, temos um eSIM (chip de celular embutido) e um processador da série Snapdragon 800 (pode ser um 820).

O Folio foi demonstrado pela primeira vez no ano passado, junto a outro protótipo — o smartphone CPlus que se curva para caber no pulso. Pode demorar algum tempo até que eles virem produtos reais, no entanto, se isso realmente ocorrer.

A Samsung, por exemplo, demonstrou um conceito de smartphone dobrável em 2013 que ainda não se concretizou. Rumores diziam que o aparelho flexível seria anunciado este ano em fevereiro, durante a feira MWC, o que não aconteceu.

Com informações: MSPowerUser.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

tiorobin
Também acho que ele ia ficar meio incômodo pra uso "na rua". Na verdade. acredito que o público seja mais restrito. Só vejo usando tablets quem trabalha com eles ou crianças.
Keaton
imagina o seguinte, tu tá usando como tablet... e ele escorrega da mão e cai com a lateral dobrada diretinho no chão (Lei de Murphy, okok... a Lei de Murphy dizia outra coisa.). :p
Eric Viana
Como protótipo funciona super bem. Mas sim, vão precisar refinar bastante o produto. Não pode haver lag na passagem de celular para tablet e vice versa, o que deu para perceber nessa demonstração. É preciso pensar na resistência da dobradiça e da tela (com ela desligada é possível perceber a curvatura) mesmo com várias arestas, para mim, é a melhor aplicação de tela dobrável no momento.
Rodrigo Silva Barretos
Acho engraçado esse comentário pq se for ver eu sempre acho legal qualquer coisa nova por mais idiota que possa parecer. Inclusive gostei muito dessa ideia. Meu comentários foram pra mostrar o que achei que pode ser melhorado. Sou do tipo que já se sente incomodado de adar com uma carteira meio gordinha no bolso, por isso comentei que seria estranho andar com isso no bolso, mas futuramente pode ter uma versão mais fina. A versão atual, PRA MIM, não rola. Não ditei regra dizendo que ninguém iria usar. Afinal, a tecnologia é pra ser discutida ou não?
gust4v8
rola sim e muito bem, deixa de ser daqueles chatos reclamões de tudo!!
Maico Andrade
The XX - VCR
Vitor Mikaelson
Você só ouviu falar do HoloLens quando lançaram, e estava há 5 anos em desenvolvimento.
Fagner Ribeiro
A probabilidade de o pão cair com o lado da manteiga no chão nesse caso é de 100% (quando dobrado). A lei de Murphy será cruel com quem deixar escorregar esse gadget da mão.
Marcus Araújo
A questão agora seria a película líquida proteger alguma coisa, já que nos testes do YT falharam ridiculamente. Aliás, se funcionasse mesmo, não seria impensável uma fabricante aplicá-la na fábrica em vez de gastar uma nota com Gorilla Glass e Dragontail.
Rodrigo Silva Barretos
Assim esperamos. Pra andar com ele na rua como gadget principal em substituição ao smartphone acho que não rola... mas ele é bacana pra outras aplicações
Marcus Araújo
Com o desinteresse das pessoas pelo tablet, sobrou ser um instrumento de venda conjunta: notebook 2 em 1, e agora smartphone 2 em 1. Acho curioso que não aumentem a espessura dos smartphones pra colocar uma bateria maior (oi, Moto Z2), mas acham que talvez as pessoas se interessem por isso. Enfim, é um protótipo, mas achei bem esquisito. E nem vou entrar no mérito da qualidade de construção dos hardwares da Lenovo...
vin
Logo no começo do vídeo você consegue vê-lo em modo tablet e praticamente não dá para ver a marca de dobra com o display ligado. No minuto 1:22 mostra que há uma pequena elevação. Como protótipo está muito bom, creio que estará bem mais refinado no lançamento.
D. P.

Se o notebook / ultrabook Yoga já dá problema, imagina isso ai...

Dian de Paula
Se o notebook / ultrabook Yoga já dá problema, imagina isso ai...
João Munhoz
por fim essa tenologia foi utilizada de um jeito interessante na telefonia móvel
Exibir mais comentários