Início » Computador Software » Microsoft promete mais de 24 horas de bateria em laptops com Windows 10 ARM

Microsoft promete mais de 24 horas de bateria em laptops com Windows 10 ARM

Por
1 ano atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Esta semana, a Microsoft compartilhou mais detalhes sobre computadores com Windows 10 e processador Snapdragon 835. Sabemos que eles vão emular aplicativos x86 sem exigir nenhuma modificação; e que serão lançados até o final do ano.

Agora, a Microsoft diz que esses laptops terão autonomia “para além de um dia”, ou seja, sua bateria vai durar mais de 24 horas de uso contínuo. É bastante coisa!

O executivo Pete Bernard, da Microsoft, conta uma história interessante em entrevista ao ZDNet. “Distribuímos esses dispositivos para todos os nossos diretores e líderes de desenvolvimento na divisão de Windows, e começamos a receber relatos de bugs dizendo: ‘o medidor de bateria não está funcionando, diz que ainda tenho uma carga total’. Descobrimos que não era um bug: a duração de bateria na verdade era excelente.”

Enquanto isso, Don McGuire — executivo da Qualcommdisse no evento 5G Summit: “é o tipo de duração de bateria que me permite usá-lo o dia inteiro. Eu não levo meu carregador comigo. Eu posso carregar a bateria a cada dois dias, mais ou menos”.

Além da bateria, Microsoft e Qualcomm estão focando em conectividade a qualquer momento. Estes PCs terão um chip eSIM embutido para acessar redes 4G; as duas empresas já negociam com operadoras para vender pacotes de dados aos usuários.

E, como a Microsoft demonstrou no ano passado, será possível rodar programas x86 — como o Photoshop e Office — sem que o desenvolvedor precise fazer adaptações:

No entanto, isso deixou a Intel bem irritada, já que ela detém a arquitetura proprietária x86. Ela diz que “não admite a violação ilegal de suas patentes”, e espera que “outras empresas continuem respeitando os direitos de propriedade intelectual”.

Ainda assim, a Qualcomm afirma que os PCs com processador Snapdragon serão lançados até o final do ano, vindos de fabricantes como Asus, HP e Lenovo. A Microsoft diz estar nos últimos estágios de testes destes PCs.

Com informações: ZDNet, Trusted Reviews, MSPowerUser.