Início » Gadgets » Este cartão de banco tem tela e-ink e antena celular para ser reprogramado

Este cartão de banco tem tela e-ink e antena celular para ser reprogramado

Por
12/01/2018 às 17h23
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Nós vimos por aqui diversas tentativas de reinventar o cartão de crédito. Eram ideias vindas de startups dependendo de crowdfunding para lançar seus produtos, que em geral foram fracassos. O Wallet Card, no entanto, tem mais chances de vingar.

A empresa de serviços financeiros Dynamics Inc. e a operadora Sprint anunciaram na CES 2018 um cartão de pagamentos reprogramável, com conexão celular e tela e-ink. Ele será usado por bancos nos EUA e em outros países.

É possível incluir modalidades de débito, crédito, fidelidade e qualquer outra transação que use uma tarja magnética. Vale notar que o chip EMV e o chip para transações contactless também são reprogramáveis.

A antena celular permite que o cartão se comunique diretamente com o banco, através da rede da Sprint, para bloqueá-lo em caso de roubo, baixar dados de segurança, ou receber ofertas na tela frontal.

Há um display e-ink de 65 mil pixels que exibirá informações como o número do cartão, data de validade e código de segurança. Acima dele, temos dois botões clicáveis para você alternar entre as modalidades do cartão.

A energia para tudo isso vem de um chip pequeno e orgânico que se recarrega. O cartão tem uma leve protuberância para a bateria, mas se encaixa em uma carteira normal.

O Wallet Card será usado pelas emissoras Visa, Mastercard e JCB, e por bancos como Sumitomo Mitsui Card (Japão), Emirates NBD (Emirados Árabes Unidos), IndusInd (Índia), CIBC (Canadá) e outros.

Com informações: Dynamics, Mashable, Gizmodo.

  • David Diniz

    Era o que faltava SPAM no cartão de crédito…

    • antônio

      Isso é muito Black Mirror hahaha

    • Claudio Roberto Cussuol

      De tudo que eu li, o que mais me chamou a atenção foi: “… receber ofertas na tela …”

    • John Smith

      Só vim comentar isso também.

    • CtbaBr©

      Pensa só, tipo ADS do Google…
      Você compra um torradeira e passa o dia todo recebendo ofertas de torradeiras…
      Mais baratas, mais bonitas, mais modernas…

    • Keaton

      Bom, não falta mais. ahuehauheuaea

  • Não ficou bem claro como ele se carrega

    • tuneman

      Talvez algum mecanismo piezoelétrico

    • Cesar Osvaldo Müller

      talvez ao utiliza-lo ele roube um pouco de energia das leitoras….

    • Ulisses 8 Bits

      A tecnologia e-ink, presente em Kobos etc não precisa de energia constante. Basta que se grave uma vez a informação e ela fica “marcada” na tela, tipo uma tinta mesmo. Por isso mesmo é que leitores digitais consomem energia apenas em transições de tela. Uma tela escrita em e-ink, uma vez escrita, não consome mais energia. Tipo um papel impresso.

    • iamyourfather – your mom likes

      Deve ser por carregador wireless, penso eu. Padrão Qi, provavelmente.

  • Mozart Rozendo

    Em tempos que já se está aposentando o cartão… como o uso do celular ou até chip na pele, não vejo essa tecnologia nos cartões sendo necessária.

    • CtbaBr©

      Chip na pele?… Tô fora…
      Fico com o celular… Ou, vida longa ao cartão!

    • David Diniz

      Fala isso para o itaú que até hoje não tem convênio nem com android PAY e nem Samsung PAY…. E o banco se diz “digital”.

  • Victor Serrão

    Pra mim isso significa passar batom no porco. Teria sido engraçado por exemplo ver um talão de cheques sair com tarja de cartão de débito. O cartão de crédito estará morto dentro de pouco tempo.

    • Não sei onde que o crédito vai morrer

      • Maicon Bruisma

        Não o crédito, o cartão. Tudo será digital

        • Victor Serrão

          Exato!

      • Nicolas Gleiser

        o/ pruuh

    • zoiuduu .

      de onde é essa gíria? passar batom no porco?

      • Victor Serrão

        Sei lá… Rs

    • tuneman

      Defina “pouco tempo”

      • Victor Serrão

        Estimo em cinco anos.

    • David Diniz

      Mas ainda se usa Cheque? Eu leio a palavra “Cheque” eu vou para a década de 1980 e volto.

  • Ah que legal, agora você pode ter seu cartão clonado sem nem precisa passar numa máquina adulterada ou passar os números para um site falso, ele pode ser hackeado dentro da sua carteira. Era isso mesmo que eu queria em 2018.

    • Tiago Menezes

      A unica diferença é que o charlatão agora só vai precisar hackear no seu bolso, deve até jogar a maquina adulterada fora!

    • zoiuduu .

      Por que vc que ruma coisa dessas? tem fetiche em ser hackeada?

  • betacaroteno

    Pra mim não serve. Eu quebro todos os meus cartões por usar a carteira no bolso de trás da calça. Só sentar, todos empenam e vão quebrando ao longo do tempo.

  • Rodrigo

    Antena, reprogramável.. perfeito! Será uma bela apresentação na próxima DEF CON®

  • Luiz Claudio Eudes Corrêa

    O que queremos: usar nossos celulares pra substituir os cartões de débito/crédito.
    O que bancos oferecem: um cartão que mostra anúncios. 🤦🏻‍♂️

    • David Diniz

      “Um Itau de vantagens” que faz você andar com o cartão plástico ao invés de usar o celular…

  • Jose X.

    o que poderia dar errado ?

  • iamyourfather – your mom likes

    Aí você vai ver uma matéria assim:

    “Hacker roda Doom no cartão de crédito”