Início » Aplicativos e Software » Por que você não deveria comprar seguidores no Instagram

Por que você não deveria comprar seguidores no Instagram

Embora pareça uma boa ideia, o ato de comprar seguidores no Instagram é, na maioria das vezes, uma enorme fonte de dores de cabeça

Ronaldo Gogoni Por

Todo mundo quer ter mais seguidores em suas redes sociais, e no Instagram isso não é exceção. No entanto, várias pessoas em busca de números optam por comprar seguidores, o que parece ser uma boa ideia: uma solução barata, simples e de resultados aparentemente imediatos. Um pagamento e pronto, sua conta pessoal ou de seu negócio consegue centenas ou milhares de seguidores.

Só que o barato pode sair caro, e listamos aqui motivos para você não cair nessa armadilha.

Katka Pavlickova / Instagram / Unsplash

O que leva alguém a comprar seguidores no Instagram?

Basicamente, usuários e empresas que preferem pagar para conseguir usuários querem resultados imediatos, pois acreditam que um número inflado de seguidores é o mesmo que uma conta de primeira linha, capaz de atrair parceiros comerciais e o próprio Instagram, que passaria a promover a conta e sugeri-la para mais pessoas. É uma maneira de tentar burlar o sistema, que se baseia em engajamento orgânico.

No passado, o próprio Facebook já teve muitos problemas com "fazendas de likes" que vendiam curtidas para páginas e usuários, algo que sempre foi combatido pela rede social, que também é dona do Instagram. No entanto, segundo denúncias, a plataforma também se beneficiava com o esquema.

Quem compra seguidores no Instagram segue o mesmo princípio: o desejo de inflar artificialmente as estatísticas de seu perfil, a fim de torná-lo mais relevante e atraente para a plataforma e anunciantes. Só que apelar para tal jogada dificilmente trará os resultados desejados, além de oferecer uma série de riscos para o usuário.

Então, comprar seguidores no Instagram não vale a pena?

Não, e por uma série de motivos, mas o principal deles é que os seguidores comprados são inúteis. Isso porque o Instagram não se baseia apenas nesse número para determinar que um perfil está bombando ou não; o fator mais relevante para a rede social é o engajamento, a capacidade que determinada conta tem de movimentar seus seguidores em torno de suas publicações.

Por exemplo: digamos que uma empresa X, que comprou 5.000 seguidores, coloque uma publicação no Stories em um excelente dia e horário, esperando algum retorno por parte do público. Só que a postagem causa um impacto muito baixo, quase não é visualizada durante as 24 horas em que está disponível.

E por que isso? O motivo é simples, os seguidores comprados não interagem. Eles não comentam, não curtem fotos, não republicam postagens, não clicam nos links patrocinados e, consequentemente, não compram produtos endossados pelo usuário ou empresa. Eles não passam de perfis falsos, muitas vezes bots que só servem para seguir uma grande quantidade de usuários pagantes e nada mais.

Tought Catalog / Instagram / Unsplash

Ao analisar o ROI (Return Over Investment, ou Retorno Sobre Investimento) dessas publicações, o usuário logo perceberá que todo o dinheiro gasto com seguidores não servirá de nada, porque aquele número grande e lustroso é vazio, já que o perfil não consegue movimentar seu público, que não existe.

Comprar seguidores pode inclusive ter um efeito contrário: usuários legítimos logo perceberão que algo muito errado está acontecendo com tal perfil, e vão deixar de segui-lo. Com isso, o engajamento vai diminuir ou invés de aumentar, e logo a conta só terá seguidores fantasmas que não fazem nada além de volume.

Comprar seguidores afeta a segurança e a sua imagem

Outra razão para não comprar seguidores no Instagram diz respeito à segurança: como boa parte desses perfis usados para inflar números são bots, uma vez que eles são ligados à uma conta eles podem adquirir a lista de contatos e seguidores legítimos do mesmo, abrindo espaço para o envio de spam e vírus, o que pode levar inclusive ao roubo de dados de contas.

Além desses problemas, comprar seguidores mata toda a métrica da sua conta. Por se basear em um número enganoso de perfis que o seguem, é impossível traçar uma estratégia eficiente para engajá-los, até porque eles não interagem de qualquer forma. Se você possui uma conta comercial, o fato de ter 50.000 seguidores não significa nada se não for possível converter nem 1% desse número em vendas.

Com seguidores reais é diferente: o administrador do perfil sabe com quem está falando, conhece o perfil dos seguidores, quando ele acessa a conta, quais fotos ele curtiu, quais Stories assistiu, em que links patrocinados clicou e se isso se reverteu em vendas. Com engajamento orgânico alto, um perfil tem muito mais chances de ganhar destaque no Instagram, mesmo se tiver menos de mil seguidores.

Katka Pavlickova / Instagram / Unsplash

E como o algoritmo do Instagram está sendo sempre aprimorado, e por dar preferência ao engajamento orgânico, quem optar por comprar seguidores perderá relevância na rede social e não conseguirá aumentar o alcance de seu perfil, diferente do planejado. No fim, seu conteúdo será considerado desinteressante e suas chances de alcançar usuários legítimos será limada.

Crime e castigo

Como se não bastassem todos os pontos negativos, quem compra seguidores no Instagram assume o risco ao infringir os Termos de Uso da rede social, que proíbe práticas que prejudiquem o uso ou que tragam risco a outros usuários, como por exemplo aumentar o alcance de bots potencialmente prejudiciais.

No geral, o algoritmo do Instagram é instruído para caçar e eliminar perfis falsos e bots, e contas com um grande número de seguidores desse tipo também são um alvo. Por isso, são grandes as chances de que a compra de seguidores acabe por causar a exclusão do perfil do Instagram, pois essas contas estão entre os principais responsáveis pela proliferação de perfis falsos.

E então, você ainda acha que comprar seguidores no Instagram é uma boa ideia?