Início » Celular » Samsung deve acabar com linhas Galaxy J e On para substituí-las por Galaxy M

Samsung deve acabar com linhas Galaxy J e On para substituí-las por Galaxy M

Samsung deve lançar Galaxy M e substituir linhas Galaxy J e Galaxy On para simplificar portfólio de celulares

Felipe Ventura Por

A Samsung vende uma constelação de celulares Galaxy diferentes, e é fácil se confundir com as diversas linhas da empresa (A, J, On, C, S, Note). Ela estaria planejando simplificar seu portfólio, acabando com o Galaxy J e Galaxy On para substituí-los pelo novo Galaxy M.

Samsung Galaxy J4

Samsung Galaxy J4

Segundo a coreana ETNews, a Samsung vai fazer uma reorganização em sua linha de celulares. Dispositivos Galaxy M seriam lançados durante o ano que vem; enquanto as séries Galaxy J, Galaxy On e Galaxy C iriam desaparecer.

O SamMobile descobriu referências a dois aparelhos da linha Galaxy M. Eles têm números de modelo SM-M205F e SM-M305F, e devem se chamar Galaxy M20 e Galaxy M30. A ETNews menciona ainda o Galaxy M40 com tela LCD, e o Galaxy M50 com display OLED.

A série Galaxy A também deve adotar essa nomenclatura com dois dígitos. Teríamos o Galaxy A30, Galaxy A40, Galaxy A70 e Galaxy A80 com tela OLED no ano que vem; mais o Galaxy A50 e Galaxy A60 com display LCD.

Dessa forma, a linha de smartphones da Samsung ficaria assim:

Atualmente, a linha popular consiste em três séries: Galaxy J, Galaxy On e Galaxy C.

Samsung lançou mais de dez modelos Galaxy J este ano

Vale lembrar que a série Galaxy J é uma das mais bem-sucedidas no Brasil. Segundo a consultoria GFK, 47% dos celulares vendidos no país durante o primeiro semestre foram dessa linha da Samsung. Em outros países emergentes, a história é semelhante.

Por isso, não é surpresa que a coreana lançou uma infinidade de variantes. Só este ano, tivemos:

Haverá também o J4 Core com Android Go em breve. Se os rumores estiverem certos, ele pode ser o último da linha Galaxy J.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ricardo Loureiro (Ricky)

Imagine a situação: Você é proprietário de um Samsung de mais de 1000€ e viaja para o exterior a trabalho. No primeiro dia, deixa sua preciosa e importante ferramenta de trabalho cair e a tela se parte. O seu super-aparelho não funciona. Desesperado, você se dirige ao representante da Samsung local e solicita o reparo, em caráter emergencial. O atendente afirma que poderia consertar o equipamento em 2 horas, mas não poderá fazê-lo porque a Samsung não permite!

Inacreditável?
Não Lamentavelmente é REAL.

A SAMSUNG ME PROIBE DE CONSERTAR o meu dispositivo em Portugal porque o aparelho foi comprado fora de Portugal. Um absurdo!

Uma empresa supostamente global pensa localmente, como as empresas faziam no Século XIX. Clientes ficam sem assistência. Cuidado com isso no momento de sua escolha.

O tema foi apresentado à Samsung que limitou-se a repetir a afirmação do representante. NÃO PODE E PRONTO.
Azar o meu, que comprei um Samsung.

Celso

J Prime, a princípio, foi a Samsung querendo vender Galaxy On no varejo (Galaxy On originalmente era só vendido em lojas online, como o próprio nome indicava).
Só que daí ela apresentou o J3 Pop e o J7 Pop para atender o mercado estadunidense, e o próprio conceito de J Prime foi desvirtuado, já que algumas operadoras vendiam os dois aparelhos respectivamente como J3 Prime e J7 Prime (que não era o mesmo J7 Prime vendido no Brasil).
Além do próprio J2 Prime, que foi a Samsung receosa de apresentar o aparelho como Galaxy Grand Prime, já que a marca já estava mal vista.

O Pro já é uma interpretação equivocada sua e de muita gente.
O J5 Pro e o J7 Pro não deixam de ser J5 2017 e J7 2017.
O Pro apenas indicava uma versão turbinada dos aparelhos (no caso, no armazenamento).

Agora quanto a aparelhos dela se chocarem, de fato, embora seja uma estratégia com vantagens, é um erro, já que confunde o consumidor menos atento.

André G

E aí polui a linha J lançando J Prime, J Pro.
Aí você tem um J5 Pro e J7 Prime pelo mesmo preço e hardware muito parecidos, um aparelho concorre com o outro, isso é burrice.

André G

Quer ícones e uma interface do seu jeito? Só mesmo com launcher. Eu usaria Launcher mesmo que tivesse um Android puro.

André G

Comprou com o seu Nubank e usa ele com um chip Tim Beta?

André G

Quando estavam apenas com o J3, J5, J7, A3, A5, A7, S e Note a linha estava ótima. Já é um grande número de aparelhos e eles tinham todos um público diferente.
Mas aí não demorou muito e a Samsung começou a lançar um monte de aparelhos e bagunçar as linhas, chegando ao ponto de ter 3 aparelhos da Samsung na mesma faixa de preço e com hardware parecido. E não tô falando de aparelhos com anos de lançamentos diferentes, a Samsung chega a lançar 2 aparelhos extremamente parecidos no mesmo ano, é uma bagunça total.

Celso

Interessante ver a Samsung ressuscitando marcas que ela utilizou anteriormente.
Ela já tinha feito isso com as marcas Galaxy A e Galaxy J em 2015.
Agora ela vai fazer o mesmo com Galaxy M, e supostamente com Galaxy R.
Talvez ressuscitar a marca Galaxy E também fosse uma boa.

Celso

Pelo menos a intenção era que as séries se distinguissem bem.
Mas isso só era perceptível até o primeiro semestre de 2016, mesmo.

A coisa desandou quando a Samsung lançou a marca Galaxy On, que não sabia se era Galaxy J ou Galaxy E (este que também não sabia se era Galaxy J ou Galaxy A, e por isso foi descontinuada).

Juninho

Ainda continua tendo variações desnecessárias, acho que no máximo duas por linha já seria o ideal, mas se essa é uma estratégia que fazem eles venderem mais, acho que tão cedo eles param com isso

Franco Luiz

mano esses do google e o mesenger o aplicativo padrao ja tem essa moldura , isso é do icone deles

Franco Luiz

Entao baixe um tema de icone na loja que n tenha isso e use ele , Estranho pq no meu j5 pro que ta no android 8 eu tirei da forma que te falei indo em config

Vítor Hugo

No Android puro tbm tem isso 😆
Não foi a Samsung que fez kkkkk

Wilson Nunes Hirata

Põe aparente nisso... Porque se ela lançar 6 Galaxy A e 4 Galaxy M só aí vão ser 10 modelos. Bastante coisa ainda.

Arthur V.*

Isso é com o Google, porque o fundo dos ícones dos apps do Google é branco.

Wellington Gabriel de Borba

Aff, nem vou falar nada. :/

Exibir mais comentários