Início » Brasil » Motoristas do Uber e 99 ameaçam paralisação no Brasil devido à falta de segurança

Motoristas do Uber e 99 ameaçam paralisação no Brasil devido à falta de segurança

Greve pode afetar Uber e 99 em todo o Brasil em 20 de janeiro; motoristas querem cadastro mais rigoroso dos passageiros

Felipe Ventura Por

Motoristas do Uber e 99 no Rio Grande do Sul não farão corridas nesta segunda-feira (14) como protesto contra a violência. Além disso, uma mensagem vem se espalhando em grupos do WhatsApp convocando uma paralisação em todo o Brasil no dia 20 de janeiro. Os apps estão sendo pressionados a adotar mais medidas de segurança, como obter um cadastro mais rigoroso dos passageiros e mostrar o endereço de destino.

Aplicativo Uber

A Alma-RS (Associação de Motoristas de Aplicativos do Rio Grande do Sul) estima que oito mil motoristas no estado — cerca de 60% do total — devem aderir à paralisação. Ela começou nesta manhã em Porto Alegre, Nova Hamburgo e outras cidades. A orientação é não aceitar qualquer corrida durante 24 horas.

Motoristas querem cadastro mais rigoroso de passageiros

Segundo o UOL Tecnologia, estas são as principais exigências dos motoristas:

  • realizar um cadastro mais rigoroso dos passageiros, assim como é feito para os condutores;
  • mostrar o endereço de origem e destino antes de a corrida ser aceita;
  • permitir que o motorista não aceite dinheiro como pagamento, especialmente à noite;
  • mostrar a foto do passageiro;
  • pedir que o usuário insira uma senha ao solicitar uma corrida, para evitar que criminosos façam o pedido com um celular roubado.

Algumas dessas medidas poderiam ter efeitos colaterais. “Os aplicativos se negam a mostrar a foto dos passageiros por medo de que haja uma seleção, o que para os apps é ruim e para experiência dos passageiros também”, explica Marlon Luz ao UOL Tecnologia. Ele é vice-presidente da Amasp (Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo).

E quanto a deixar que o condutor não aceite dinheiro? “A 99 oferece e tem muitos crimes também”, lembra Luz.

Algumas associações de motoristas defendem uma paralisação no Brasil, mas não há consenso sobre a data — mensagens em grupos do WhatsApp sugerem o dia 20 de janeiro, um domingo. “Queremos que o motorista trabalhe e ganhe dinheiro, paralisar significa deixar de ganhar dinheiro, e isso é ruim”, diz o vice-presidente da Amasp.

Detentos criticam mortes de motoristas do Uber e 99

Dois motoristas do RS foram mortos nas últimas semanas. Antônio Everton Pereira dos Santos, de 21 anos, foi baleado na cabeça enquanto fazia uma corrida pelo Uber na quinta-feira (10). Paulo Júnior da Costa, de 22 anos, desapareceu na noite de 31 de dezembro enquanto trabalhava pelo Uber; seu corpo foi encontrado dias depois em Santa Catarina.

Além disso, três condutores do RS foram baleados nas últimas semanas — um deles na madrugada de hoje, horas antes de a paralisação começar. Ele foi atingido no pescoço, mas não corre risco de morte.

A situação está tão grave que até mesmo os detentos no RS estão criticando a onda de assassinatos dos motoristas. Os presos dizem que não há necessidade de matar após o roubo, segundo áudios de WhatsApp obtidos pelo Correio do Povo. Eles também temem que o governo reforce o policiamento nos bairros, prejudicando atividades criminosas.

Os detentos acreditam que esses ataques vêm de criminosos menos experientes que ainda estão começando. “Veterano não faz isso aí… essa piazada aí, pra dizer que é bandidão, vai ali e toca uma faca, vai ali e dá um tiro e seguinte, chega na cadeia, ‘bah, matei dez, vinte’, mas não tem um pra apoiar ele”, diz uma das mensagens de voz.

Uber e 99 ressaltam medidas de segurança

Em comunicado, a Uber diz que usa machine learning “para bloquear viagens de risco, e lançou uma ferramenta de segurança para motoristas, incluindo um botão de pânico para acionar a polícia“. Ela também mostra qual será a forma de pagamento antes de o usuário embarcar. A empresa pede informações extras, como CPF e data de nascimento, para quem paga somente em dinheiro.

Enquanto isso, a 99 lembra que “montou uma equipe especialmente dedicada, composta por mais de 70 pessoas incluindo ex-militares, engenheiros de dados e psicólogos”, que “foi responsável pela redução em 82% dos incidentes na plataforma em 2018”.

Além disso, ela usa inteligência artificial que veta as áreas de risco para motoristas; exige CPF e cartão de crédito antes da primeira corrida; e dá a opção aos condutores de não aceitar dinheiro.

Com informações: UOL Tecnologia, Correio do Povo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vanessa Young
Tiago Freitas

Já é tanta regulação por parte do Estado que daqui há algum tempo esses App's irão virarem táxis. Irão perder a atratividade.
O dito protesto deveria ser nas prefeituras e nos estados. Quem cuida das empresas é o mercado.
Até associação pra motoristas de aplicativos já existe. Eu iria morrer sem saber disso se não essa matéria.

leoleonardo85

Eu só olho a placa, se tá certo eu entro no carro.

Michael

Exatamente como o passageiro faz quando o motorista é negro.

Fernando Aloia

Horário!? Expressa-te melhor meu caro.

Fernando Aloia

Palhaçada!!? Eu acho que antecedentes criminais são FUNDAMENTAIS pro cadastro do passageiro.

Adriana Araujo

Tenho cadastro de passageiro no Uber e pop, e eles nunca pediram para enviar RG nem CPF nem foto do meu rosto. O cadastro de passageiro deveria ser mais rigoroso. Pois permite jogar qualquer CPF no cadastro sem nenhuma confirmação. Devia pedir CPF e rg e foto do rosto, e na hora de chamar a viagem para confirmar o pedido deveria pedir para bater a foto de novo para confirmar de novo. E nan deveria poder chamar para terceiros, só parentes, filhos mãe irmã e estar cadastrado no aplicativo com CPF RG e foto como dependente. Aí sim iria ficar bem melhor. E não ter pagamento de dinheiro , seria cartac ou um pagamento pré pago no cadastro.

Frederico Martins

Ô Vânta. Kkkkk

Luís Carlos

Na verdade, o aplicativo ja faria isso, então se tornaria algo implicito. A partir do momento q somos nos, os motoristas, que nos arriscamos a diversas situações pra ganhar o nosso, e contribuir com o aplicativo, nada melhor que a propria empresa zelar pelos seus colaboradores. E afinal das contas, quem não deve, não teme.
Voce não é obrigado a utilizar os servicos, e continue andando de bike, faz bem pra saude.

Thiago Mocci

Temos que achar meios de aumentar a segurança sem criar brecha pra motorista ficar escolhendo corrida, se não vira táxi.

Se o cadastro de quem pede fosse mais completo, com CPF, mandando RG e confirmado tudo, além de, na hora de pedir, exigir uma selfie, algo que impeça um ladrão que acabou de roubar seu celular de pedir uma corrida, já diminui muito o problema.

Thiago Mocci

Apenas uma confirmação que é o próprio usuário que está pedindo, automatico de sistema, não pro motorista ver.

Pereira

To pra ver trupezinha mais ordinária que oficina mecânica quando o cliente é empresa/órgão público.

Heitor costa de moraes

Exijo que apps Uber e 99 precisa de mas rigorisadade quanto a passageiro e quanto drive motorista apps cadrastal drive tinha que ser ometida na empresa muito facil criar conta drive iniciar uma corrida ,quanto passageiro tinha que ser mas regido alimentar por causa de assaltos e tals, devia colocar 3 vezes CPF e data de nascimento pra conseguir uma corrida e uma foto mostrar ao condutor quem estamos aceitando corridas ,ou ate mesmo digital na tela do passageiro ante de colocar o CPF tinha que ter registro digital passageiro mostrar condutor. Essa analise deveria ir direto a empresa uber e 99 depois averiguar a policia se estamos aceitando criminosos ou não ocorrido ficha suja sera apreendido assim que for sera detido ficha suja através do apps serao apreendido assim nao tera muito assaltos e mortes contra nós..
Divulgue a isso ante que sejamos a vitima dos malfeitores.
Sou cristão anulo isso de criminalidade.
Nao sabemos quem estamos pegando na pista.
Piso de perigorasidade e rigoralisidade.
Deus acima de tudo! !

Ruideglan Lucena

Quase que por completo, concordo com seu comentário.
A avaliação escrita de passageiros, seria sim um método eficaz de educar-los.
Mostrar a foto do passageiro também é importante, tanto porque as do motoristas aparecem para eles.
Destino final, sempre fui a favor de mostrar, para os manés que cancelam corrida por distância, que exista os bloqueios temporários após X corrida curta recusada. Assim, eles sairiam perdendo, e cancelariam somente as de área vermelha.

Gafanhoto da Pata Torta

Quando forem obrigatórios cabines blindadas nos carros de transporte coletivo os crimes seriam mínimos. Obrigando a ter tal cabine os preços delas iriam baratear (como em new york e afins) e somente quem tem interesse legitimo no ramo estaria trabalhando. ENTÃO PAREM DE DESVIAR DO PRINCIPAL. Mais fácil essa abordagem porque estão esquecendo do quesito VIDA antes! Não quer morrer não trabalha onde tem risco. Espere ter condições, mesma situação do local insalubre e com risco de vida ao trabalhador, arrisca quem precisa e aceita quem não pondera.

Exibir mais comentários