Tecnoblog
Início » Gadgets » TV QLED Samsung Q80R: muito espaço para o 4K

TV QLED Samsung Q80R: muito espaço para o 4K

Com painel excelente e poucos defeitos, Q80R é a TV mais interessante da Samsung para quem se importa com imagem

A Q80R é a TV 4K mais avançada da Samsung no mercado brasileiro. Com tamanhos de 55 a 75 polegadas e preços sugeridos de até R$ 20.999, o modelo é o último degrau antes da Q900R 8K e oferece os principais recursos das TVs premium da marca, como a iluminação controlada por zonas para mostrar pretos mais profundos e o HDR 1500 para aumentar o alcance dinâmico das cenas.

Será que vale a pena gastar mais e comprar a TV QLED 4K mais cara da Samsung? E o que ela traz de diferente em relação aos televisores mais acessíveis da marca? Eu passei as últimas semanas com a Samsung Q80R de 65 polegadas e conto minhas impressões nos próximos minutos.

Análise da TV QLED Samsung Q80R em vídeo

Design, conexões e controle remoto

A Q80R é a terceira QLED da geração atual da Samsung que eu analiso, depois da Q60R e da Q900R. E, apesar de ficar no meio desses modelos, o visual é o mais sofisticado dos três: o corpo da TV tem bordas finas, a base metálica é prateada e até a moldura traz detalhes especiais, como o aspecto chanfrado e os cantos arredondados no revestimento da tela.

Em compensação, do ponto de vista funcional, a base é uma das piores que eu já vi na Samsung: é até elegante e aparenta ser bem robusta (só ela pesa 3 kg), mas ocupa muito espaço. Se você não pretende fixar a TV na parede e quer instalar uma soundbar, vai precisar encontrar outro lugar que não seja embaixo ou logo à frente da tela.

Todas as conexões ficam concentradas em um equipamento externo, chamado One Connect, que me agrada bastante por evitar a bagunça dos cabos. Um fio semitransparente vai da tela até o One Connect, onde você encontra a entrada de energia, quatro portas HDMI, três USB, saída de áudio óptica, Bluetooth, Wi-Fi, Ethernet e o coaxial para a antena de TV aberta.

O controle remoto é o mesmo das outras TVs 4K mais básicas da Samsung, com microfone para comandos de voz, tamanho compacto e poucos botões. O recurso mais bacana é o Controle Remoto Único, que permite trocar os canais ou até acessar o guia de programação no decodificador da TV por assinatura. Na primeira vez em liguei a TV, todos os dispositivos já foram detectados para serem controlados pelo mesmo acessório (inclusive uma Apple TV).

Qualidade de imagem

Eu tinha altas expectativas quanto à qualidade de imagem e todas elas foram atendidas. Apesar de não ter o brilho absurdo da Q900R 8K, a tela da Q80R é excelente em todos os aspectos e até surpreende para uma TV com painel LCD do tipo VA. Em números, estamos falando de uma tela de 120 Hz nativos, com local dimming completo (FALD) e profundidade de cores de 10 bits.

Com relação ao ângulo de visão, mesmo olhando a TV a 45 graus, quase não dá para notar perda de cores ou brilho. Isso é algo que eu só esperaria de um painel com tecnologia IPS e torna a Q80R adequada mesmo para quem tem uma sala de estar mais larga, em que nem todo mundo senta exatamente de frente para a tela.

O preto se mostrou muito uniforme, sem nenhum vazamento de backlight perceptível. Em conjunto com o controle de iluminação por zonas bem eficiente, o resultado foi uma imagem com excelente contraste e bons picos de brilho, inclusive em cenas mais desafiadoras, como um céu noturno estrelado. Em uma TV mais simples, como uma Samsung RU7100 ou até a Q60R, o alcance dinâmico de todo o quadro seria prejudicado.

Nos testes sintéticos, percebi um backlight inconsistente, com iluminação mais escura nos cantos do que no centro da tela, mas isso não parece ter afetado conteúdos reais — quem consome muito conteúdo esportivo, ou com muitos tons de cores semelhantes, não deve notar nenhum problema na prática.

Qualidade de som

Já a qualidade de áudio da Q80R é boa para um conjunto de alto-falantes integrado, com um grande porém: o volume é muito baixo. Mesmo alterando as configurações e desativando um recurso de volume automático, eu constantemente assistia a filmes com o nível no 80/100 ou 85/100 em uma sala de estar pequena — e às vezes com vontade de subir um pouco mais.

Se você não se importar com um volume baixo, que deve ser insuficiente para ambientes maiores que 15 metros quadrados, o som que sai do sistema integrado é decente. A Q80R foi até melhor que a Q900R 8K, por ter graves mais profundos, que deixaram os filmes mais imersivos e as músicas mais divertidas. Os médios e agudos não têm picos desagradáveis mesmo com o volume no máximo (que não é tão alto assim).

É um som integrado de qualidade “boa o suficiente” para mim — mas quem quiser mais pressão sonora precisa instalar uma soundbar ou um sistema de som dedicado. E encontrar um lugar para instalar os alto-falantes extras, claro.

Software e funções de Smart TV

O sistema operacional da Q80R é o Tizen em sua versão completa. Todas as animações nos menus estão presentes, a navegação é bastante fluida e os aplicativos carregam rapidamente. Os ícones personalizados para a Apple TV, o Nintendo Switch e vários outros dispositivos estão aqui, mostrando um nível de cuidado que eu não vejo com tanta frequência em TVs.

Os serviços de streaming mais populares, como YouTube, Netflix e Amazon Prime Video, já vêm pré-instalados. Na loja de aplicativos, é possível encontrar Globoplay, Globosat Play, Tidal, Fox, Spotify e muito mais. Os programas são bem desenvolvidos e se integram com o menu inferior da TV, permitindo acessar um conteúdo específico antes mesmo de abrir o aplicativo.

Assim como as outras TVs de 2019 da Samsung, a Q80R já vem com suporte nativo ao AirPlay 2, o que é uma boa notícia para quem quer reproduzir conteúdo a partir de um iPhone, iPad ou Mac. E, como parte da parceria com a Apple, o aplicativo Apple TV vem pré-instalado, com filmes e séries para alugar na iTunes Store ou consumir no serviço de streaming Apple TV+.

Vale a pena?

A Samsung Q80R é uma das melhores TVs que eu analisei no último ano. Ela certamente não é barata e tem alguns detalhes chatos, como a base espaçosa demais e os alto-falantes muito tímidos, mas que não são suficientes para diminuir o brilho do televisor (literalmente).

Na geração atual, a Samsung decidiu não lançar a Q90R, que é a melhor TV 4K da marca a nível global, deixando a coroa de modelo mais premium no Brasil para a Q900R 8K. Ainda assim, a Q80R é uma TV de excelente qualidade: o brilho é forte o suficiente para se dar bem em qualquer ambiente, o ângulo de visão impressiona e o nível de preto está muito profundo, não devendo em quase nada para uma OLED em conteúdos reais.

No momento em que eu faço este review, os preços oficiais das TVs de 2019 da Samsung, todas de 65 polegadas, são de R$ 4.549 para a RU7100 (de entrada), R$ 7.899 para a Q60R (uma “quase” intermediária) e R$ 22.999 para a Q900R (topo de linha 8K). A Q80R sai por R$ 12.999 e, para quem é mais exigente com qualidade de imagem, é o custo-benefício mais interessante da geração atual da marca.

Especificações técnicas

  • Modelo: Samsung QN65Q80R
  • Tamanho do painel: 64,5 polegadas (164 cm)
  • Resolução: 3840×2160 pixels
  • Taxa de atualização: 120 Hz
  • Tipo de painel: VA LCD
  • Tecnologias de imagem suportadas: HDR (HDR1500), HDR10+, HLG
  • Potência dos alto-falantes: 4x 5 watts + 1x 20 watts (subwoofers)
  • Tecnologias de áudio suportadas: Dolby Digital Plus
  • Sistema operacional: Tizen 5.0
  • Consumo de energia: 230 watts (máximo), 0,4 watt (mínimo)
  • Entradas de vídeo: 4 HDMI, 2 RF, vídeo componente
  • Saídas de áudio: 1 saída de áudio óptica digital
  • Outras conexões: 3 USB 2.0, Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth, Ethernet
  • Dimensões (largura x altura x profundidade): 145×83,1×6,2cm (sem a base) e 145×91,8×32,3 cm (com a base)
  • Peso: 25,1 kg (sem a base), 28,1 kg (com a base)