Início » Finanças » WhatsApp Pagamentos terá que garantir proteção de dados, diz BC

WhatsApp Pagamentos terá que garantir proteção de dados, diz BC

Banco Central promete liberar WhatsApp Pagamentos no Brasil se Facebook comprovar que serviço é competitivo e protege dados

Felipe Ventura Por

O WhatsApp Pagamentos foi suspenso pelo Banco Central, que avalia eventuais riscos ao funcionamento adequado do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB). O presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirma que o serviço ainda pode ser liberado no país, mas o Facebook precisa comprovar que ele será competitivo e que vai proteger os dados dos clientes.

WhatsApp Pagamentos

“Um arranjo que começa com 120 milhões de clientes não é pequeno”, disse o presidente do BC em uma transmissão ao vivo organizada pelo Correio Braziliense. “Precisa passar pelo mesmo trilho que os outros; assim que for comprovado que é um arranjo competitivo e tem a proteção de dados necessária, será aprovado.”

O BC precisa garantir que o WhatsApp Pagamentos vai proteger os dados bancários dos usuários, e que não vai prejudicar a concorrência. O sistema de pagamentos instantâneos PIX está previsto para ser lançado em novembro, mas poderia estrear em desvantagem porque o app de mensagens tem mais usuários do que qualquer banco.

“Só queremos que nos mostrem o arranjo para termos certeza que vai ser competitivo”, afirma Campos Neto. “E tem outro ponto que é a proteção de dados. Entendendo que o sistema é competitivo e que os dados das pessoas serão protegidos de forma adequada, o BC está disposto a autorizar, assim que for seguido o mesmo trilho dos outros arranjos.”

WhatsApp Pagamentos “poderia gerar danos irreparáveis”

No final de junho, o BC afirmou que o WhatsApp Pagamentos deveria passar por uma análise porque “poderia gerar danos irreparáveis ao SPB notadamente no que se refere à competição, eficiência e privacidade de dados”. A instituição mudou um regulamento interno para poder aplicar suspensões sem aviso prévio caso exista “risco ao normal funcionamento das transações”.

Por sua vez, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) impôs medida cautelar para suspender o serviço no país citando “consideráveis riscos à concorrência”. O órgão voltou atrás após Facebook e Cielo oferecem mais detalhes sobre o funcionamento.

Clientes do Nubank, Sicredi, Woop e Banco do Brasil poderão cadastrar cartões de débito na carteira Facebook Pay e fazer transferências para amigos e familiares. Também será possível realizar pagamentos no débito e crédito para empresas no WhatsApp Business; neste caso, as transações têm taxa de 3,99% cobrada pela Cielo.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Espero que dê certo!

Lucas Gasparotto (@TyrMenethil)

O Governo é totalmente incoerente com as coisas que faz, incrível. Na PL das Fake News dizem pra acabar com a criptografia de ponta-a-ponta, e aqui pede pra garantir proteção de dados.
Olha, não faz sentido.