Início » Negócios » Netflix ganha 10 milhões de assinantes, mas lucro decepciona

Netflix ganha 10 milhões de assinantes, mas lucro decepciona

Em meio à pandemia, com mais pessoas em casa, lucro da Netflix ficou abaixo do esperado no segundo trimestre

Paulo Higa Por

A Netflix divulgou nesta quinta-feira (16) seu relatório financeiro do segundo trimestre de 2020 com números mistos: a adição de usuários bateu as expectativas, com 10,09 milhões de assinantes novos em meio ao confinamento das famílias em casa, mas o lucro ficou abaixo das previsões dos analistas. As ações da plataforma de streaming caem mais de 10%.

Isaac Quesada / Unsplash / Netflix

Entre abril e junho de 2020, a Netflix faturou US$ 6,15 bilhões, um aumento de 25% em relação ao segundo trimestre de 2019. O lucro líquido foi de US$ 720 milhões, o que representa um ganho de apenas US$ 1,59 por ação. Em média, os analistas trabalhavam com uma estimativa de lucro de US$ 1,81 por ação, segundo a CNBC.

Com mais pessoas em casa em meio à pandemia de coronavírus, a Netflix tem crescido rapidamente em número de assinantes: ela já havia ganho 15,77 milhões de pagantes no primeiro trimestre de 2020, um crescimento recorde, que representou mais que o dobro da previsão inicial da empresa de mídia.

No entanto, a Netflix adiantou aos investidores que o crescimento ficará mais lento: a expectativa da companhia é adicionar apenas 2,5 milhões de assinantes no terceiro trimestre. Os investidores esperavam um crescimento líquido de 5,27 milhões entre julho e setembro de 2020.

Segundo a Netflix, os lançamentos previstos para 2020 estão em sua maioria intactos, ainda que a empresa tenha interrompido as produções em todo o mundo durante a crise da COVID-19. Para 2021, a empresa acredita que essa pausa leve a um segundo semestre mais recheado de grandes produções, mas “antecipamos que o número total de originais para o ano inteiro ainda será maior que em 2020”.

Em conjunto com a divulgação dos resultados financeiros, a Netflix anunciou que o diretor de conteúdo Ted Sarandos se tornará co-CEO, trabalhando ao lado do atual CEO Reed Hastings. Já o diretor de produtos Greg Peters acumulará a função de COO da Netflix.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

E tá caro esse negócio !!! Eu devo pagar uns 50 pila…
Mas é bom…
Não dá pra ficar sem esses serviços. Não tem mágica, o negócio é ir assinando e alternado entre eles conforme as temporadas das séries chegam. Mas igual, NETFLIX é um sempre constante, sempre tem coisa pra ver.