Início » Gadgets » Apple M1 é o primeiro chip ARM para Macs

Apple M1 é o primeiro chip ARM para Macs

Apple M1 é um SoC que agrega itens como CPU, RAM e GPU no mesmo local, com 5 nanômetros e consumindo bem menos energia

André Fogaça Por

Exatamente como previam os rumores e depois com a própria Apple confirmando, o primeiro chip da empresa baseado em ARM para Macs chega antes do fim do ano e seu nome é M1. Com ele a empresa da maçã promete ganhos substanciais em velocidade do sistema e maior economia de energia.

Chip Apple M1 (Imagem: divulgação/Apple)

Chip Apple M1 (Imagem: divulgação/Apple)

Três são os principais pontos de vantagem para o Mac adotar um chip ARM no lugar da solução da Intel em x86: maior desempenho em menor tempo, menor consumo de energia e menos espaço ocupado dentro da placa que acomoda o Apple M1. Começando pelo desempenho, a promessa é de o dobro de performance quando comparado ao processador x86 enquanto ambos estão consumindo 10 watts.

Apple M1 consome (bem) menos energia

No pico de carga possível para o chip, que é quando o processador trabalha em sua máxima capacidade, o consumo é de 25% quando em comparação ao chip para PCs mais recente. Em GPU a história é mais ou menos a mesma, com o dobro de desempenho dentro dos mesmos 10 watts da comparação.

Gráfico comparando o chip Apple M1 com concorrente no PC (Imagem: divulgação/Apple)

Gráfico comparando o chip Apple M1 com concorrente no PC (Imagem: divulgação/Apple)

Por dentro são oito núcleos para o processador e oito para a placa gráfica, em tamanho físico de cinco nanômetros, muito semelhante ao que ocupa o atual chip A14 Bionic dos iPhones deste ano – junto do iPad Air de 2020. Assim como acontece em aparelhos móveis, os núcleos do processador são divididos em grupos sendo quatro de alto e outros quatro para baixo desempenho.

O ganho energético por trabalhar desta forma resultam em seis horas extras para reprodução de vídeo em um MacBook Air com o chip Apple M1, quando comparado com o mesmo modelo com processador Intel.

Dentro do SoC ainda existe controlador para USB 4, a RAM, engines para trabalhar com codificação e decodificação de mídia, 16 núcleos para a Neural Engine (aprendizado de máquina para inteligência artificial) e tudo isso protegido por criptografia diretamente no silício.

Alguns apps já estão otimizados para o Apple M1

De nada adianta um processador, por melhor que seja, sem nenhum app ou programa desenvolvido para ele. A Adobe está neste barco com promessa de entregar versões do Photoshop e Lightroom no ano que vem, o DaVinci Resolve também apareceu durante a apresentação.

O pacote de apps nativos do sistema já está pronto, mas outras promessas deram as caras como o aplicativo do HBO Max e Among Us, que rodam utilizando compatibilidade que vem de suas versões para iOS.

Onde encontrar o Apple M1

MacBook Air com chip M1 (Imagem: divulgação/Apple)

MacBook Air com chip M1 (Imagem: divulgação/Apple)

O chip M1 está presente em alguns modelos de MacBook Air, MacBook Pro de 13 polegadas e o Mac Mini lançados junto do silício.

Com informações: Apple.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vinicius Vicentini (@ViniciusHVC)

Sinto que essa primeira geração de macbooks com ARM terá tantos problemas #medo