Início » Negócios » Facebook já prepara clone do Clubhouse, rede social de áudio

Facebook já prepara clone do Clubhouse, rede social de áudio

Zuckerberg não brinca em serviço e pode lançar rival para o Clubhouse em breve; fundador do Facebook já esteve na outra rede

Ana MarquesPor

O Clubhouse é a rede social que vem dando o que falar no momento. Disponível só para iOS, por enquanto, a plataforma baseada em conversas por áudio vem chamando a atenção de muitas personalidades. Na última semana, Elon Musk foi um dos grandes nomes que passaram por lá, assim como Mark Zuckerberg – o fundador do Facebook parece ter gostado tanto, que planeja um clone para concorrer com o app.

Facebook

Facebook app (Imagem: Thomas Ulrich/Pixabay)

As informações são do The New York Times, que afirma ter ouvido duas pessoas próximas ao assunto. De acordo com as fontes, o Facebook teria pedido a funcionários que criassem um produto semelhante – o projeto estaria em fase inicial de desenvolvimento.

O Facebook não comentou o rumor, mas um rival para o Clubhouse não seria uma surpresa. A empresa tem um vasto histórico em criar serviços que “copiam” recursos de novos aplicativos que conquistam a internet. Alguns exemplos são o Instagram Stories, criado para acabar com o Snapchat, e o Reels, que tenta superar o TikTok.

Além disso, não seria uma surpresa se o Facebook tentasse comprar o Clubhouse, visto que a companhia já mirou em potenciais fortes concorrentes anteriormente, comprando o próprio Instagram e o WhatsApp, à medida em que eles faziam cada vez mais sucesso.

Mais sobre o Clubhouse

O Clubhouse é uma rede social bastante recente, fundada em 2020 no Vale do Silício pelos empresários Paul Davison e Rohan Seth. A plataforma ainda está em fase de testes e, no momento, é exclusiva para usuários de iPhone, mas um app para Android já está em desenvolvimento. Além disso, apenas pessoas convidadas por membros podem participar.

A comunicação no Clubhouse é baseada em mensagens de áudio. Após fazer o cadastro, é possível criar salas com os mais diversos tópicos, que podem ser mais intimistas ou abertas a milhares de pessoas. Você pode entrar em uma sala como ouvinte ou participante. Atualmente, a rede social conta com uma média de 2 milhões de usuários semanais.

Com informações: The New York Times

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João Almeida (@Joao_Almeida)

Kkkk o Facebook só conseguiu emplacar os stories pq o Instagram estava em alta na época. Agora que todas as redes deles estão decaindo, não emplaca nada

Edinho Kunzler (@ekunzler)

No Facebook, nada se cria; ou se compra, ou se copia…

Pedro Willyam Calheiros (@pedrowillyam)

O Reels mesmo é um pé no saco, queria tanto o fim dele, acho que a última novidade do Instagram que realmente vingou e depois de muito tempo foram os vídeos ao vivo justamente por conta da pandemia.

Mickey Sigrist (@Mickey)

O Reels desaparecer é um sonho que provavelmente não veremos acontecer, infelizmente.

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Bem isso. Quando o Instagram copiou o Snapchat, a rede social do fantasma tinha apenas 158 milhões de usuários ativos. O Tik Tok tem, hoje, próximo a 1 bilhão de usuários. A briga é completamente diferente.