Início » Aplicativos e Software » Facebook testa clone de Clubhouse com recursos de Instagram Live

Facebook testa clone de Clubhouse com recursos de Instagram Live

Resposta do Facebook ao Clubhouse, Hotline ganha versão de testes aberta com gravação de conversas e opção para ligar a câmera

Bruno Gall De BlasiPor

O Facebook começou a testar a sua resposta ao Clubhouse. Conhecida como Hotline, a plataforma para conversas em salas de voz ganhou uma versão experimental aberta ao público nesta quarta-feira (7). O serviço, que traz recursos do Instagram Live e grava o áudio e vídeo das sessões, ainda não está disponível aos brasileiros.

Hotline: Facebook testa clone de Clubhouse (Imagem: Reprodução/TechCrunch)

Hotline: Facebook testa clone de Clubhouse (Imagem: Reprodução/TechCrunch)

A plataforma é uma iniciativa da equipe de pesquisa e desenvolvimento da rede social. O projeto é liderado por Eric Hazzard, conhecido por desenvolver o tbh, um app de perguntas e respostas adquirido pelo Facebook em 2017.

Segundo o TechCrunch, o Hotline lembra plataformas como o Clubhouse e o Twitter Spaces. Ao acessá-lo, os usuários podem criar salas de voz, cuja interface é dividida em duas seções. De um lado, encontra-se quem está falando, mas com uma diferença: a pessoa também pode ativar a sua câmera, ao contrário do Clubhouse, enquanto fala.

A outra parte é voltada para os ouvintes. Nela, há uma parte que mostra quem está acompanhando da conversa e uma outra que apresenta as perguntas feitas pelos participantes, que podem ser realizadas por texto ou áudio. Os usuários também contam com a opção para reagir com emojis de aplausos, coração, risada e mais.

Hotline (Imagem: Reprodução/TechCrunch)

Hotline (Imagem: Reprodução/TechCrunch)

Os anfitriões contam com total controle da sala. Além disso, as conversas são gravadas automaticamente. Em outras palavras: ao final de cada sessão, o responsável recebe um arquivo MP3 (áudio) e outro MP4 (vídeo) com o conteúdo da conversa.

“Com o Hotline, esperamos entender como as perguntas e respostas multimídia interativas e ao vivo podem ajudar as pessoas a aprender com especialistas em áreas como habilidades profissionais, assim como ajuda esses especialistas a construir seus negócios”, afirmou um porta-voz do Facebook.

O Hotline pode ser acessado através do navegador (hotline.co), mas a sua disponibilidade ainda é limitada. Ao acessá-lo no Brasil, o site retorna o seguinte aviso: “O Hotline não está disponível no seu país, mas estaremos em breve”. Além disso, é preciso participar de uma lista de espera para utilizá-lo.

Até o momento, não se sabe se o Hotline, caso ganhe uma versão final, será lançado como um aplicativo independente ou será portado ao Facebook no futuro. Da mesma maneira, não há informações sobre a sua disponibilidade no Brasil.

Hotline, resposta do Facebook ao Clubhouse, ainda não está disponível no Brasil (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Hotline, resposta do Facebook ao Clubhouse, ainda não está disponível no Brasil (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Discord ganha recurso similar ao Clubhouse

Não é só o Facebook que estreou uma alternativa ao Clubhouse. Na semana passada, o Discord lançou uma nova ferramenta que leva as salas de áudio ao aplicativo de mensagens, conhecida como Stage Channels. A novidade já está disponível nos apps para Android, iOS, Linux, macOS, Windows e na versão web.

Outros serviços também buscam implementar o recurso em suas plataformas. O LinkedIn, por exemplo, confirmou o desenvolvimento de uma ferramenta para oferecer conversas de áudio no último dia 30. O Spotify e Slack também pretendem seguir a tendência. Ainda no mês passado, o Telegram expandiu seus chats de voz.

Com informações: TechCrunch

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Agora é RIP Clubhouse. hahaha

wesley soares (@wesley_soares)

Eu entendo que num mercado competitivo, se você não consegue criar um produto muito bem diferenciado fica fácil de copiarem, mas particularmente não gosto dessas atitudes do Facebook. Ou eles compram o concorrente, ou usam seu poder de mercado pra derrubar todos eles, isso quando não jogam sujo com no caso do tik Tok.

Ainda torço bastante pra aparecer outra rede social pra acabar com isso aí.

Alessandro Cristiano da Silva (@AlessandroCristiano)

Concordo completamente… já ta um saco isso, se uma empresa pedia, todos querem peidar também (principalmente o Facebook), mal uso o Instagram pra postar uma foto ou outra de vez enquando, e mal sei mexer na tela de criação de Stories justamente por isso, cada dia que passa tem uma função nova de algo que copiaram de alguem porque o menino Zuck emburradinho e mimado não conseguiu comprar.

Acho que seria legal o Mobilon, Riga e equipe fazerem um Tecnocast comentando sobre isso.