Início » Negócios » AliExpress usará 9 armazéns automatizados e 80 voos em Black Friday chinesa

AliExpress usará 9 armazéns automatizados e 80 voos em Black Friday chinesa

AliExpress implementa melhorias logísticas para atender a demanda do festival de 11 de novembro, a Black Friday chinesa

Por

O AliExpress já está se preparando para o festival de ofertas “11.11”. A plataforma de e-commerce anunciou que utilizará 80 voos fretados e nove centros de distribuição automatizados para agilizar as entregas pelo mundo. A iniciativa visa atender a demanda esperada para a Black Friday chinesa, que acontecerá no mês que vem.

AliExpress implementa melhorias em seu esquema logístico para atender demanda da Black Friday chinesa (Imagem: Marco Verch/Flickr)
AliExpress implementa melhorias em seu esquema logístico para atender demanda da Black Friday chinesa (Imagem: Marco Verch/Flickr)

O esforço se aproveita de avanços implementados pela Cainiao, braço de logística do grupo Alibaba. Entre eles, estão a modernização de armazéns de seleção na China e a criação de centros de triagem automatizados. A companhia também adotou voos fretados semanais para diversos países e uma rede de auto coleta nos países de destino, além da abertura de novos centros de distribuição fora da China.

As melhorias visam fortalecer o esquema logístico da loja virtual para o festival de ofertas de 11 de novembro e serão mantidas após o evento. Assim, a empresa espera acelerar o tempo para realizar entregas de encomendas internacionais a partir de lojas chinesas. Segundo a companhia, o festival movimentou US$ 74,1 bilhões em 2020.

“Nossos clientes internacionais estão demandando um tempo eficiente de entrega e por meio do uso de novas tecnologias e parcerias estratégicas com empresas de logística, como a Cainiao, atingimos um patamar de eficiência incrível para mercados como o Brasil e a Europa”, disse Wang Mingqian, gerente-geral do AliExpress.

App do AliExpress para Android, plataforma do grupo Alibaba (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)
App do AliExpress para Android, plataforma do grupo Alibaba (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

AliExpress abre marketplace para vendedores no Brasil

O AliExpress vem trazendo uma série de novidades nos últimos meses. Em agosto, a companhia começou a liberar o acesso ao seu marketplace a lojistas do Brasil. A oportunidade permite que os comerciantes possam usar tanto a base de usuários da plataforma quanto a malha logística oferecida pela Cainiao para a entrega de produtos.

O e-commerce também passou a aceitar pagamentos via Pix para compras internacionais no mesmo mês. Isto significa que, além do boleto e cartões de crédito e débito, também é possível fazer pagamentos com a nova plataforma brasileira. A transação é feita através de um QR Code ou por uma chave de transferência.

Além disso, a companhia prometeu entregas internacionais em até sete dias no Brasil. O prazo foi anunciado pela companhia em junho e tornou-se possível com o auxílio de cinco voos fretados. Antes, em maio, o AliExpress informou que as remessas de outros países para São Paulo seriam feitas em até doze dias.