Início » Inteligência Artificial » Robôs previnem brigas e rebeliões em prisão na Coreia do Sul

Robôs previnem brigas e rebeliões em prisão na Coreia do Sul

Por
7 anos atrás

Parece coisa de ficção científica, mas detentos da prisão da cidade de Pohang, na Coreia do Sul, agora estão sob a vigilância de três carcereiros robô. Desenvolvidos por um tal Fórum Asiático das Conexões, os modelos, que estão em fase inicial de testes, são capazes de identificar padrões humanos, prever problemas de comportamento e, olha só, de serem controlados remotamente por um iPad.

Equipados com uma câmera 3D, microfones e alto-falante, os robôs andam pelos corredores da prisão sobre quatro rodas, impulsionadas por um motor elétrico. Seu sistema de inteligência artificial é capaz de reconhecer padrões de comportamento e prevenir brigas, rebeliões e suicídios. Veja o modelo em ação:

http://youtu.be/HCIYGdlH9Y0
(Vídeo do YouTube)

Parcialmente autônomos, os aparelhos podem andar sozinhos pelos corredores da instituição. Caso identifiquem alguma mudança no padrão de comportamento dos prisioneiros, são capazes de enviar alertas aos humanos no comando no local, que podem verificar a situação a distância através de um iPad. O tablet da Apple também é usado para o controle manual dos robôs, que podem operar por até 8 horas com uma carga de bateria e se encaminhar para um posto de recarga quando sua bateria está abaixo de 20%.

Ainda não existe uma data para que os carcereiros robóticos cheguem às lojas. Cada um dos três aparelhos foi construído a um custo de US$ 300 mil e deverão ficar em testes por um mês.

Com informações: Mashable.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.