Oi está obrigada por lei a desbloquear FaceTime e tethering do iPhone 4

Thássius Veloso
Por

Liberdade total é poder usar um aparelho com todos os seus serviços e funções, certo? Não para os clientes da Oi, que podem encontrar várias dificuldades na hora de habilitar funções específicas do iPhone 4. Um advogado, cliente da operadora, recorreu à Justiça para garantir o funcionamento do tethering e do FaceTime. E o melhor: ele ganhou a ação.

José Augusto Zen Ferri comprou um iPhone 4 e correu para Oi, a operadora que não tem multas nem nada do tipo (é o que eles dizem, ok?). Depois de testar o aparelho das mais variadas maneiras, percebeu que tanto o compartilhamento da conexão por tethering como o videochat via FaceTime não funcionavam de maneira nenhuma.

Liberdade total? Sei não...

Junto com a documentação do processo, o advogado inclui um anúncio publicitário da Oi no qual a operadora afirmava oferecer o iPhone desbloqueado, listando tanto o tethering como o FaceTime como recursos do aparelho. Não é por acaso que a Comarca de Jaú, no interior de São Paulo, decidiu de forma favorável ao advogado.

A Oi está juridicamente obrigada a ativar os dois serviços no iPhone 4 do José Augusto o quanto antes. Caso não cumpra a decisão, a telecom terá que arcar com uma multa de R$ 100 por dia.

Por enquanto, a decisão da Justiça é válida somente para o caso específico de José Augusto Zen Ferri. O advogado, porém, garante que vai encaminhar uma representação ao Ministério Público, para que a Oi seja obrigada a ativar FaceTime e tethering em todos os iPhones 4 de clientes. Nada mais justo, oras.

Os amigos do Gizmodo Brasil ponderaram algo interessante: o FaceTime é um recurso que depende do Wi-Fi. Em outras palavras, nada tem a ver com a rede 3G da Oi. Por que diabos a operadora bloqueia até mesmo algo tão simples?

Com informações: Gizmodo Brasil, G1.com.br.