Arquivo Internet

Lucrativo acordo da Mozilla com o Google pode ter acabado

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A busca do Google que todo mundo vê no seu Firefox atualmente não está lá a toa. Há alguns anos a Mozilla fez um acordo com o maior buscador do mundo para implementar a pesquisa no navegador. Esse acordo foi renovado em novembro de 2008 e teria como data de término o último dia do mês passado. Alguns dias já se passaram, mas até agora a Mozilla não revelou se o acordo foi renovado ou não, o que põe em xeque o futuro da companhia.

Enquanto isso, na sede da Mozilla...

Desde que foi criado, o acordo sempre trouxe lucrativos frutos para a Mozilla. Em 2010 as buscas personalizadas por meio da barra do Firefox geraram uma receita que foi responsável por 98% do seu faturamento, embora a empresa não revele exatamente qual a participação do Google nesse total – acordos similares com a Amazon, Microsoft e o Yahoo também estão incluídos. Então é um pouco incomum que nenhum anúncio tenha sido feito em torno disso ainda.

Da sua parte, o Google disse ao BusinessInsider que ainda tem um acordo com a Mozilla, mas não entra em detalhes sobre o que ele trata. E como a busca do Google ainda não foi retirada com uma atualização do Firefox, pode-se deduzir que ele ainda vai se estender pelo menos até o fim do ano, dando tempo da Mozilla se adaptar para uma possível mudança.

Mas o que acontece depois? Veremos um Firefox com Yahoo ou Bing como buscador padrão? Ou a Mozilla vai se vender para algum outro que pagar mais, já que a empresa se tornou extremamente dependente desses acordos para ter um bom retorno financeiro? Vale lembrar que o Firefox já tem uma versão com o Bing, só que ela não é a versão padrão.

Fato é que o Google tem o seu próprio navegador que já tem tração o bastante para ultrapassar o Firefox, então é natural que o buscador repense o contrato que tem com a Mozilla. Resta saber se, em primeiro, a Mozilla vai mesmo deixar essa galinha dos ovos de ouro escapar, em segundo lugar, como os usuários vão reagir à uma possível mudança.

Eu não vejo problema em ter o Bing ou Yahoo como mecanismo de busca padrão do Firefox, desde que eu possa alterar. E você?

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque