Apple, Google, Microsoft e Mozilla lançam Speedometer 3.0 para testar browsers

Speedometer 3.0 inclui aplicativos de tarefas, editores de texto e código, ferramentas de gráficos e exibição de páginas simples

Giovanni Santa Rosa
Por
Tela do Speedometer 3.0
Nova versão do Speedometer inclui renderização de gráficos (Imagem: Reprodução / Tecnoblog)

Apple, Google, Microsoft e Mozilla lançaram o Speedometer 3.0, nova versão do teste de desempenho para navegadores. O teste agora envolve aplicativos web maiores e mais complicados, além de mais funções e APIs, para refletir a evolução da internet nos seis anos desde o Speedometer 2.0.

O Speedometer foi criado originalmente pela equipe do WebKit, da Apple, e lançado em 2014. Quatro anos depois, veio a versão 2.0, resultado de uma parceria com o Google. Em 2022, foi liberada uma atualização pequena para a versão 2.1.

Ícones de Edge, Firefox, Chrome, Opera e Brave lado a lado
Web apps se tornaram maiores e mais complicados (Imagem: Denny Müller / Unsplash)

Agora, com a chegada da Mozilla, os três principais motores de renderização do mercado estão representados: Blink/V8 (Google Chrome), Gecko/SpiderMonkey (Mozilla Firefox) e WebKit/JavaScriptCore (Apple Safari). O Microsoft Edge usa a mesma base do Google Chrome, mas a empresa deu sua contribuição mesmo assim.

Speedometer 3.0 é mais abrangente

Até agora, todos os testes envolviam variações de um aplicativo de tarefas fictício, usado para medir a responsividade e o desempenho ao adicionar, organizar e concluir itens neste app. O Speedometer 3.0 vai além, incluindo páginas de notícias, ferramentas de gráficos e editores de textos e códigos. Com isso, o teste vai passar por frameworks que hoje são mais populares, como React, Vue e Angular, entre outras.

Speedometer
Speedometer 3.0 testa renderização de página web (Imagem: Reprodução / Google)

“A principal meta do Speedometer 3 é refletir a web do mundo real o melhor possível, de maneira que os usuários se beneficiem à medida que um navegador melhor sua pontuação no benchmark”, diz o comunicado do anúncio.

O novo teste está disponível para quem quiser ter uma ideia de como seu navegador de preferência está funcionando no computador.

Com informações: BrowserBench.org, Apple, Google, Microsoft, Mozilla

Relacionados