Início / Notícias / Brasil /

Entenda a banda larga popular da Telefônica

Operadora vai usar Speedy e Vivo para fornecer conexão de 1 Mega.

Por

A banda larga popular vai sair, mais ou menos seguindo as diretrizes do governo para levar conexões de 1 Mega por preço acessível. Para evitar confusão, eu conversei com representantes da Telefônica sobre as ofertas que a empresa terá para o consumidor — esteja ele em São Paulo ou nos demais estados da federação — em 90 dias.

Banda larga popular será oferecida em conjunto pelas empresas do Grupo Telefônica

Pelo que me foi explicado, a Telefônica vai atacar o problema da universalização do acesso à internet por meio de duas frentes: a banda larga convencional (que vem sendo chamada de fixa), graças ao Speedy, e a Vivo, que agora propriedade integral da companhia.

Numa situação hipotética, o consumidor interessado na banda larga popular que ligar para a central de vendas da Telefônica terá que responder a seguinte pergunta: “o senhor já possui ou deseja contratar o serviço de telefonia fixa?”.

Se a resposta for não, ele deverá contratar a banda larga popular móvel. A Vivo vai prestar o serviço por R$ 29,90 mensais. O assinante terá direito à conexão de 1 Mbps, com franquia mensal de 150 MB — muito pouco, eu sei.

Se a resposta for sim, a empresa vai oferecer um “plano alternativo” de telefonia fixa com valor mensal de R$ 65. Desse total, R$ 35 são referentes à banda larga cabeada, também com conexão de 1 Mbps, e franquia mensal de R$ 35.

Embora as diretrizes do PNBL digam que a venda casada de serviços seja proibida, tanto a Telefônica como o Ministério das Comunicações, ambos consultados pelo TB, entendem que o “plano alternativo” não fere esse princípio porque o cliente sempre terá a banda larga da Vivo à disposição por menos de R$ 30 mensais (10 centavos a menos).

Assim como a Oi, a companhia vai diminuir a velocidade da conexão quando o limite mensal for atingido. A Telefônica informa que a velocidade mínima para esses casos (que tendem a ser bem frequentes) ainda não foi definida, nem se a empresa vai cobrar taxa excedente para manter a velocidade no 1 Mega.