Primeiro protótipo funcional do carro autônomo do Google está pronto

Emerson Alecrim
Por

Assim, na primeira olhada, o veículo parece um brinquedo com dimensões generosas. Mas, acredite: este é o primeiro protótipo totalmente funcional do carro autônomo do Google. É o que nos diz um anúncio feito nesta segunda-feira (22) em um post curto, mas com pitadas de empolgação.

Do veículo apresentado em maio – quando o projeto foi revelado – para este, muita coisa mudou: o carro passou por um refinamento no design externo, recebeu faróis de verdade (no primeiro havia só contornos), ganhou retrovisores, entre outros itens.

Primeiro protótipo totalmente funcional

Primeiro protótipo funcional

Mas a mudança mais impactante, certamente, está no aprimoramento da tecnologia que permite ao veículo andar sozinho pelas ruas, sem intervenções do motorista – na verdade, passageiro, dadas as circunstâncias.

Os engenheiros do Google explicaram que, para a fase atual ser alcançada, vários protótipos tiveram que ser criados, cada um focado em um aspecto diferente da tecnologia: um para avaliar os sistemas de frenagem, outro para medir a precisão dos sensores e assim por diante.

Também foi necessário direcionar esforços na adequação às leis. No projeto original, o automóvel tinha, basicamente, apenas um painel para mostrar aos passageiros (o veículo transporta até duas pessoas) o caminho percorrido e outras informações, mas o Google adicionou um volante e pedais em resposta a novas regras da Califórnia, onde o automóvel está sendo desenvolvido.

Versão mostrada em maio

Versão mostrada em maio

Mas estes itens servem apenas para emergências ou, quando muito, ajudar os engenheiros nos ajustes. A ideia é fazer com que, com auxílio de sensores e subsistemas, uma tecnologia de inteligência artificial controle o veículo em todos os aspectos, como aceleração, frenagem e desvio de obstáculos.

O protótipo recente está “cru” em várias características – desvio de buracos e locomoção em pontos não mapeados, por exemplo. Mas, como reúne os recursos testados separadamente, o carrinho já consegue muito mais do que simplesmente ir para frente e para trás.

Bom, pelo menos é que os engenheiros esperam, pois o veículo ainda não foi plenamente testado. Não deve demorar muito para que isso seja feito, de todo modo: o Google quer levar o veículo para as ruas da Califórnia já em 2015.

Com informações: VentureBeat

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados

Relacionados