Xiaomi não vai lançar Mi Max nem Mi Note este ano, confirma CEO

Xiaomi não terá novos modelos do Mi Max, celular focado em baterias grandes; e do Mi Note, com telas grandes

Felipe Ventura
Por

A Xiaomi pode estar se despedindo de duas linhas de celulares: o CEO Lei Jun confirmou que a empresa não lançará em 2019 novos modelos do Mi Max, focado em baterias grandes; e do Mi Note, com telas grandes. Os smartphones da fabricante já possuem displays acima de 6 polegadas e oferecem boa autonomia, incluindo os da marca independente Redmi.

Xiaomi Mi Max 3

Xiaomi Mi Max 3

“Não há planos para novos Mi Max e Mi Note este ano”, disse o CEO na rede social Weibo. Ele não deu motivos para tanto, mas alguns sinais indicam que as duas linhas estão chegando ao fim.

O Mi Max era certamente um aparelho de nicho, testando os limites entre smartphone e tablet com tela bem grande e bateria idem. Por exemplo, o Mi Max 2 tem 6,44 polegadas e 5.300 mAh. Seu sucessor, o Mi Max 3, foi ainda além: display de 6,9 polegadas e capacidade de 5.500 mAh.

Enquanto isso, o Mi Note surgiu em uma época na qual celulares com tela grande eram a exceção. Ele foi perdendo sua razão de ser à medida que o mercado migrou para displays maiores.

O Mi Note 2 tinha design bem semelhante ao Galaxy Note 7, mas não pegava fogo. Enquanto isso, o Mi Note 3 adotou uma tela ligeiramente menor e um processador intermediário; ele foi lançado em 2017.

Xiaomi Mi Note 2

Xiaomi Mi Note 2

Xiaomi vai se concentrar em celulares Mi, Mi Mix e CC

Os celulares mais recentes da Xiaomi já possuem tela grande, graças ao notch e a câmeras retráteis; e vários deles trazem bateria de 4.000 mAh. É o caso do Mi 9, Redmi K20 Pro e Redmi Note 7.

E, claro, a Xiaomi já lançou 15 celulares novos entre janeiro e junho. Ela vai até restringir a MIUI Beta global para modelos com menos de um ano de lançamento. A empresa já tem muitas linhas de smartphone, e por isso mesmo poderia se livrar de algumas — como o Mi Max e o Mi Note.

O CEO da Xiaomi explica que a empresa se concentrará na linha Mi principal e na série experimental Mi Mix, além da nova CC para jovens. Enquanto isso, a marca independente Redmi foca em dispositivos com maior custo-benefício para venda online, nas linhas Redmi Note, Redmi K e Redmi A (de celulares básicos como o Redmi 7A).

Com informações: XDA Developers, Gizmochina.

Relacionados

Relacionados