Netflix aposta em 50 jogos até final de 2022 para tentar segurar assinantes

Diante da primeira queda de assinantes em uma década e forte concorrência no mercado de streaming, Netflix se diversifica e aposta no universo de games para se manter

Bruno Ignacio
Por

A Netflix está apostando fortemente nos videogames, e agora foi revelado que cerca de cinquenta títulos mobile serão oferecidos pela plataforma de streaming até o final de 2022. Trata-se de uma tentativa da companhia para segurar assinantes, já que somente eles poderão acessar os games que serão disponibilizados para Android e iOS. A estratégia surge após a empresa registrar a primeira queda de usuários pagantes em dez anos.

Netflix
Netflix (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A Netflix divulgou no dia 19 de abril seu relatório financeiro para o primeiro trimestre de 2022. Os resultados não foram positivos: a plataforma de streaming perdeu cerca de 200 mil assinantes no período, a primeira queda em usuários pagantes registrada em uma década. Além disso, o serviço disse que perdeu 700 mil assinantes após sair da Rússia devido à invasão da Ucrânia.

No documento, a empresa culpabilizou principalmente o compartilhamento de senhas entre usuários que dividem contas e o aumento da concorrência. Naquele dia, as ações da empresa chegaram a perder mais de 25% de seu valor.

Independentemente dos motivos por trás da perda de assinantes, a Netflix parece determinada em se diversificar com novos projetos para tentar manter as assinaturas. Uma luz para o problema poderia ser apostar no quentíssimo mercado de games mobile, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto que conversaram com oThe Washington Post.

Netflix apela para espectadores e jogadores

Na realidade, podemos ver que sua estratégia para explorar o universo dos videogames já está sendo posta em prática há algum tempo, e tem funcionado muito bem nesse primeiro momento. Desde julho do ano passado, o serviço de streaming vem contratando vários executivos para posições significativas na área de jogos ao longo dos últimos meses. Enquanto isso, lançava games para celular como Stranger Things: 1984.

Stranger Things: 1984 é jogo mobile da Netflix baseado na série original da empresa
Stranger Things: 1984 é jogo mobile da Netflix baseado na série original da empresa (Imagem: Divulgação/ Netflix)

A Netflix também está analisando oportunidades de conteúdos relacionados a jogos em todas as direções, de acordo com a fonte ouvida pelo The Washington Post. Seu mais recente anuncio revelou que a empresa usará o popular jogo de cartas de mesa Exploding Kittens para produzir uma série e um game para celular.

Outra peça importante nesse tabuleiro é a adaptação de videogames já existentes para a criação de séries. Assim como Stranger Things já virou alguns jogos, outros games foram incorporados em programas televisivos, como a série animada Arcane baseada em League of Legends. Essa última produção em particular se provou um grande sucesso mundial. Há ainda as adaptações em vídeo de Castlevania, Cuphead e DOTA no catálogo da plataforma.

Jinx é uma das personagens em Arcane, na Netflix (Imagem: Divulgação/Riot Games)
Jinx é uma das personagens em Arcane, na Netflix (Imagem: Divulgação/Riot Games)

Nessa mesma linha, também podemos mencionar The Witcher. Ainda que a série da Netflix seja baseada mais nos livros, a plataforma chamou jogadores da aclamada trilogia de jogos da CD Projekt Red para assistir à adaptação em vídeo. Essa parece ser a carta na manga da companhia de streaming: atrair um público mais amplo ao atuar em duas frentes que se complementam.

Cerca de 50 games mobile da Netflix chegarão em 2022

A Netflix está se aprofundando no desenvolvimento de jogos de terceiros e originais, embora o cronograma para o lançamento de seus próprios games esteja mais distante.

Exploding Kittens virará jogo mobile e série na Netflix
Exploding Kittens virará jogo mobile e série na Netflix (Imagem: Divulgação/ Exploding Kittens)

“A entrada selvagem da Netflix nos jogos foi uma indicação de que ela precisa olhar além do streaming de vídeo para manter seus negócios funcionando”, disse Joost van Dreunen, palestrante sobre negócios de jogos na NYU Stern School of Business, ao The Washington Post. “O anúncio de um lançamento de categoria cruzada de Exploding Kittens mostra a vontade da Netflix de tentar coisas novas”, concluiu.

Enquanto a empresa está focada em criar mais programas de sucesso, como Round 6 e Bridgerton, para competir com a crescente concorrência, ela também está comprando estúdios de jogos como parte de um projeto a longo prazo.

Até agora, a Netflix já comprou três estúdios de games. As aquisições da empresa Boss Fight Entertainment, com sede no Texas, e da desenvolvedora finlandesa Next Games, foram anunciadas em março de 2021. Em setembro passado, o serviço de streaming adquiriu o Night School Studio, que fez o jogo de aventura sobrenatural Oxenfree. A Next Games lançou Stranger Things: Puzzle Tales no ano passado, antes do anúncio da aquisição.

Em um primeiro momento, o plano da Netflix é ficar somente nos jogos para celular, à medida que começa a explorar o vasto e crescente mercado de games. Por isso, a empresa oferecerá cerca de 50 novos títulos mobile (não especificados) até o final deste ano. Os aplicativos estarão disponíveis para Android e iOS através da Apple App Store e Google Play Store. No entanto, somente apenas assinantes da Netflix terão acesso aos jogos.

Netflix e Disney+ (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
App da Netflix pode ser usado para descobrir jogos da empresa (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Atualmente, o aplicativo Netflix anuncia seus games ao lado de séries e filmes. Os usuários podem ainda pesquisar por jogos dentro do app e resultados como Stranger Things: 1984 aparecerão com um redirecionamento para baixá-los.

O próximo grande projeto da divisão de jogos são as adaptações de Exploding Kittens. O game para celular chegará primeiro, com lançamento previsto para o próximo mês. Enquanto isso, a adaptação para uma série é uma comédia adulta animada que deve chegar em 2023, tratando de dois gatos que vêm à Terra como encarnações de Deus e do Diabo.

Com informações: The Washington Post

Relacionados

Relacionados