Notícias Aplicativos e Software

Word, Excel e outros apps da Microsoft vão deixar de suportar o Windows 7

Empresa anunciou que a partir de 10 de janeiro de 2023, atualizações e funcionalidades não serão mais feitas nos apps

Ricardo Syozi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Microsoft confirmou que vai encerrar totalmente o suporte aos aplicativos ligados ao Microsoft 365 para Windows 7. O comunicado foi feito nesta segunda-feira (11) e já é uma verdade que o serviço não é suportado nesse sistema operacional. Porém, os apps recebem atualizações de segurança através da “Política de Ciclo de Vida Moderna”. Em outras palavras, a partir de janeiro de 2023, isso também será finalizado.

Microsoft 365
Microsoft 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Na postagem em sua comunidade, a Microsoft afirmou que vai encerrar os três anos de atualizações de segurança estendidas (também conhecida como ESU) tanto para Windows 7 quanto para Windows Server 2008 R2.

Dessa maneira, usuários não poderão mais garantir os suportes contínuos de acordo com os requisitos de manutenção e sistema. Ou seja, não será possível instalar ou atualizar apps como Word, PowerPoint, Teams, entre outros do 365. Além disso, nem mesmo aquela garantia no quesito proteção ocorrerá mais.

A empresa sugere para que as pessoas façam o upgrade para um Windows suportado até dezembro de 2022, pois essa é a única forma de manter todo o conteúdo e segurança do Microsoft 365 em dia.

Windows 8.1 também perderá o suporte

Mas não para por aí. A companhia de Redmond anunciou na mesma postagem, que o Windows 8.1 também faz parte dos sistemas operacionais que vão ficar de lado. A partir de 10 de janeiro do ano que vem, nada de atualizações de segurança ou instalações do 365.

O fim do ciclo do 8.1 vai ocorrer quase seis anos após o fim do suporte para o Windows 8, que ocorreu em 2016. Por causa disso, o Extended Security Update também deixará de fazer parte do pacote.

Com o encerramento, computadores que fazem uso do 8.1 ficarão mais vulneráveis, já que nenhuma nova correção de segurança ou software será oferecida. Assim, apenas os mais puristas acabarão mantendo suas máquinas sem fazer o upgrade para outro tipo de SO.

De qualquer forma, é verdade que o Windows 8.1 não é unanimidade entre os usuários da plataforma. Ele nunca alcançou uma popularidade desde seu lançamento em 2013, sendo substituído pelo Windows 10 em 2015.

Se estiver pensando em seguir para o Windows 11, pode ser interessante conhecer tudo sobre o assunto no especial do Tecnoblog.

Com informações: Neowin.

Ricardo Syozi

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral. Entrou para o Tecnoblog em 2021.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque