Notícias Brasil

Hurb e 123 Milhas são alvo de reclamações por cancelarem passagens aéreas

123 Milhas afirma que erro em processo interno gerou avisos, mas promete não cancelar; Hurb diz que está difícil encontrar promoções

Giovanni Santa Rosa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O sonho de viajar pagando pouco virou pesadelo para clientes de duas empresas: 123 Milhas e Hurb. Desde semana passada, consumidores têm relatado, nas redes sociais, cancelamentos de viagens e passagens não emitidas. As empresas alegam erros internos e dificuldade de encontrar bilhetes a preços promocionais.

Aeroporto
Aeroporto (Imagem: Erik Odiin / Unsplash)

123 Milhas cancela viagens, mas diz que foi erro

Segundo o UOL, a 123 Milhas — cujo modelo de negócio se baseia na compra e venda de milhas excedentes — teve mais de 800 reclamações entre 25 e 26 de agosto.

Em um dos casos, uma consumidora pagou R$ 4.200 para passagens de ida e volta para Madri, mas, na semana anterior ao embarque, foi informada que os bilhetes haviam sido cancelados.

Em outro caso, um almoxarife hospitalar comprou pacotes com passagens e reservas em hotel para passar férias em Porto Seguro (BA), mas não recebeu nenhum dos dois.

Há também clientes que compraram passagens para o Rio de Janeiro (RJ) no período do Rock in Rio, e outros que tinham planos de viajar para participar de casamentos e concursos.

Na maioria dos casos, a 123 Milhas alega que os passageiros não mandaram um formulário que deveria ser preenchido 60 dias antes da viagem. Alguns consumidores garantem que a etapa foi concluída, enquanto outros afirmam que o documento não foi enviado para seu e-mail.

123 milhas
Site da 123 Milhas (Imagem: Reprodução / 123 Milhas)

Uma arquiteta ouvida pelo Estadão — que havia comprado passagens de Natal (RN) para o Rio por R$ 550 — diz ter entrado em contato com a 123 Milhas após não ter recebido o formulário, mas o atendimento da empresa não retornou sua mensagem.

Ao Estadão e ao UOL, a 123 Milhas diz que houve um erro interno no envio do formulário para preenchimento, o que fez com que alguns clientes fossem avisados do cancelamento. A empresa diz que as viagens não serão canceladas e as passagens serão emitidas.

Hurb não entrega passagens e relata dificuldades

Antigamente conhecida como Hotel Urbano, a Hurb tem um modelo de negócios baseado na venda de pacotes com datas flexíveis e muita antecedência.

Muitas viagens foram vendidas em 2020, no período mais crítico do isolamento social, em que a indústria do turismo estava parada. Agora, chegou a hora das viagens, e os passageiros têm encontrado problemas.

Relatos de cancelamentos têm aparecido em redes sociais, do TikTok ao LinkedIn. As reclamações no Procon estão 75% acima da média de 200 queixas mensais, e a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) recebeu mais de 2,7 mil reclamações nos últimos 30 dias.

Segundo a Istoé Dinheiro, a Hurb diz aos consumidores que está com dificuldade de encontrar tarifas promocionais. Além disso, a empresa vende os pacotes como créditos de viagem — ou seja, existe a possibilidade daqueles créditos não serem suficientes para efetivar uma compra.

A empresa oferece aos clientes três possibilidades: novas datas de embarque para 2023, converter o pacote em créditos, ou cancelar o pacote com estorno do valor pago em até 60 dias.

Com informações: UOL 1, 2, Estadão, Istoé Dinheiro, Valor.

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque