Uber vai transformar os celulares dos motoristas em câmera de segurança

Smartphones serão usados como câmera de segurança na Uber; ainda em fase piloto, o recurso é opcional e poderá ser usado no Brasil

Bruno Gall De Blasi
Por

Uber flexibilizou o uso de câmeras de segurança. Nesta quinta-feira (27), a companhia revelou o piloto de uma função para gravar o que acontece durante uma corrida com o celular do motorista. Assim, o condutor não precisa instalar um equipamento específico para registrar incidentes que podem ocorrer em uma viagem.

Logotipo da Uber com carro
Uber (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A solução é opcional e facilita o uso do recurso para registrar as corridas. Através da gravação de vídeo in-app, os motoristas parceiros conseguem utilizar seus smartphones para substituir as câmeras de segurança. Dessa forma, é possível ter acesso ao recurso sem ter que adquirir um novo equipamento.

A novidade é similar ao U-Áudio. Através do aplicativo, os condutores só precisam fazer a configuração da função. Depois, a ferramenta será acionada automaticamente após o início da corrida, sem a necessidade de interferência do motorista. A gravação vai durar até vinte segundos após o fim da viagem.

“Uma vez habilitado o novo recurso, os motoristas parceiros poderão gravar vídeo e áudio de todas as viagens”, anunciaram.

Uber vai ganhar opção para filmar corridas com o celular (Imagem: Divulgação)
Uber vai ganhar opção para filmar corridas com o celular (Imagem: Divulgação)

Filmagens serão criptografadas e terão acesso limitado

Como era de se esperar, o acesso às filmagens será restrito. Em nota à imprensa, a Uber afirmou que a visualização das gravações acontece mediante à sinalização de um incidente de segurança. Ou seja, caso não tenha problemas na corrida, o conteúdo será excluído sete dias após a gravação.

“Se o motorista parceiro abrir uma reclamação, ele terá a opção de adicionar o arquivo com o vídeo em questão. Só então a Uber – que tem a chave da criptografia – terá acesso às imagens”, explicaram. “No caso de investigações, as autoridades competentes também podem solicitar acesso a essas imagens para a Uber, na forma da lei.”

Os passageiros também vão receber um aviso quando houver uma filmagem em andamento, como já ocorria antes com câmeras de segurança instaladas nos carros.

Passageiros serão avisados quando houver uma gravação (Imagem: Divulgação/Uber)
Passageiros serão avisados quando houver uma gravação (Imagem: Divulgação/Uber)

Gravação no app da Uber estará disponível no Brasil

A novidade está em fase de testes. Mas a companhia vai liberar o recurso para alguns motoristas brasileiros que atuam em Santos (SP) e João Pessoa (PB), além de três cidades dos Estados Unidos. “A partir do feedback dos motoristas parceiros envolvidos nesse piloto serão definidos os passos seguintes”, explicaram.

O recurso também é gratuito. Em outras palavras: os motoristas não precisarão pagar taxas para fazer as gravações de segurança no seu carro.

Relacionados

Relacionados