Cruise suspende operações dos seus robotaxis após cassação de licença

Empresa de transporte por carros autônomos suspende seus serviços em Austin, Houston, Phoenix, São Francisco e Miami; robotaxis com motoristas seguem operando

Felipe Freitas
Por
(Imagem: Divulgação/Cruise)
Cruise anunciou na quinta-feira a suspensão do serviço de robotaxis (Imagem: Divulgação/Cruise)

A Cruise anunciou na noite desta quinta-feira a suspensão das suas operações de táxi autônomos nas cinco cidades onde atua. A interrupção das atividades só afeta os serviços dos veículos autônomos, enquanto os robotaxis com motoristas humanos supervisionando o transporte continuam ativos. Na terça-feira, a Cruise perdeu a licença para operar os táxis autônomos na Califórnia.

No comunicado feito pelo X/Twitter, a Cruise, que é uma subsidiária da GM Motors, disse que espera recuperar a confiança do público. A companhia ainda afirma que a decisão não tem nenhuma relação com nenhum novo acidente envolvendo seus veículos. A declaração soa como uma resposta a um dos motivos apresentados pela DMV da Califórnia para cassar (sim, com dois S) a licença da Cruise no estado.

Cruise interrompe operações dos robotaxis

Cruise escreve em comunicado que quer recuperar a confiança do público (Imagem: Reprodução/X/Twitter)
Cruise escreve em comunicado que quer recuperar a confiança do público (Imagem: Reprodução/X/Twitter)

A suspensão das atividades dos carros autônomos acontece dois dias depois da Califórnia proibir a operação da Cruise no estado. O Departamento de Veículos Automotores (DMV, na sigla em inglês) cassou a licença da empresa após acidentes envolvendo os robotaxis da companhia. O DMV também acusa a Cruise de omitir informações relativas à segurança de seus carros.

Na nota publicada no Twitter, a empresa afirma que enquanto as atividades dos veículos autônomos estiverem suspensas, trabalhará para examinar processos, sistemas e ferramentas para melhorar a operação dos seus robotaxis.

Em partes, o que a Cruise está fazendo é o básico para recuperar a sua licença de atuação na Califórnia. O DMV do estado americano deverá olhar com mais atenção para o serviço da empresa. O órgão acusou a Cruise de omitir dados sobre acidentes, afirmando que a companhia não revelou um vídeo de um atropelamento ocorrido no dia 2 de outubro — em que a vítima ficou em estado grave.

Com a Cruise suspendendo seus robotaxis em todo o território dos Estados Unidos, a Waymo, concorrente subsidiária do Google, ganhará tempo sobre a concorrente — as duas empresas operam em três cidades em comum: Austin, Phoenix e São Francisco. A Cruise usa seus robotaxis também em Houston e Miami, cujas operações iniciaram justamente nesta quinta-feira.

Com informações: TechCrunch

Receba mais sobre São Francisco na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Relacionados