Exynos, o retorno: Samsung tem planos de equipar Galaxy S24 com chip próprio

Chip Exynos 2400, com dez núcleos de CPU, pode marcar volta da linha aos celulares de alto desempenho da Samsung, começando pelo Galaxy S24

Emerson Alecrim
Por
Samsung Exynos (imagem: reprodução/Samsung)
Samsung Exynos (imagem: reprodução/Samsung)

Houve um clima de alívio quando a Samsung confirmou que a linha Galaxy S23 só teria processadores Snapdragon 8 Gen 2. Mas isso não quer dizer que é o fim dos chips Samsung Exynos na família Galaxy S. Nesta semana, a companhia deu sinais de que o Exynos 2400 pode equipar o futuro Galaxy S24.

Os tais sinais surgiram em uma teleconferência sobre os resultados financeiros da Samsung no primeiro trimestre de 2023. Ali, a companhia confirmou que está tentando reintroduzir os chips Exynos em seus dispositivos móveis sofisticados.

O assunto foi abordado em resposta a uma pergunta sobre a possibilidade de o Galaxy S24 marcar o retorno dos chips Exynos à série S. Dada por um executivo da divisão Samsung LSI, que desenvolve os chips, a resposta foi esta:

A divisão MX [Mobile Experience] é um grande cliente e foca em desenvolver negócios com uma linha de produtos que pode ser aplicada a todos os segmentos da série Galaxy. Também estamos trabalhando na reentrada [dos chips Exynos].

Note que a resposta não menciona especificamente o modelo Exynos 2400, tampouco o Galaxy S24. Mas não é difícil relacionar uma coisa com a outra. Pelo o que se sabe, esse é o único Exynos de alto desempenho que está em desenvolvimento pela Samsung.

Exynos 2400 e seus (supostos) dez núcleos

Os burburinhos que circulam em sites especializados e redes sociais dão conta de que o Exynos 2400 será um chip com dez núcleos de CPU, na seguinte configuração:

  • Um núcleo Cortex-X4 de máximo desempenho
  • Cinco núcleos Cortex-A720 de alto desempenho
  • Quatro núcleos Cortex-A520 de eficiência energética

É um conjunto que tende a superar as expectativas. O perfil @OreXDA postou no Twitter o que seriam resultados do Exynos 2400 no Geekbench 5. O benchmark mostra 1.711 pontos no teste de núcleo único e 6.967 no de múltiplos núcleos.

São números que superam a média do Snapdragon 8 Gen 2 que equipa a linha Galaxy S23: 1.578 e 5.081 pontos, respectivamente.

Galaxy S23 Ultra (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Galaxy S23 Ultra (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Mas ainda existe desconfiança

Na linha Galaxy S, a Samsung equipava parte dos modelos com chips Exynos e outra com unidades Snapdragon. Mas, de modo geral, os celulares com chips da Qualcomm apresentam desempenho e eficiência energética superiores em relação aos chips da Samsung.

É por isso que há tanta “implicância” com os chips Exynos. E também está aí o motivo para a decisão de equipar a linha Galaxy S23 com unidades Snapdragon ter sido tão celebrada.

A pergunta que fica no ar é se o Exynos 2400 pode acabar com a má fama dessa linha de chips. Os números no Geekbench 5 são animadores, mas testes de benckmarks são apenas referências. Eles podem não indicar com precisão o desempenho do chip em cenários de uso real.

Além disso, se o Exynos 2400 for realmente lançado, terá que mostrar serviço diante do Snapdragon 8 Gen 3, que também está em desenvolvimento.

No momento, a única certeza é a de que a Samsung passa por um dilema. Se por um lado a divisão de dispositivos móveis precisa buscar o máximo de desempenho para a linha Galaxy S, por outro, a divisão de semicondutores tem o desafio de não se tornar tecnologicamente deficitária.

Com informações: Android Authority, SamMobile.

Receba mais sobre Exynos na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados