Galaxy Ring: anel inteligente da Samsung já está em desenvolvimento

Anel inteligente da Samsung, livremente batizado de “Galaxy Ring” será resposta da sul-coreana para Oura Ring; informação sobre desenvolvimento vem de site coreano

Felipe Freitas
Por
Samsung (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Informações sobre anel inteligente da Samsung circula há um bom tempo (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A Samsung iniciou o desenvolvimento do Galaxy Ring, seu primeiro anel inteligente e nova linha de dispositivos em anos. O produto, chamado livremente de Galaxy Ring, rivalizará com o Oura Ring. É esperado que os anéis inteligentes sejam o próximo sucesso no segmento de eletrônicos vestíveis.

A informação do início do desenvolvimento do Galaxy Ring foi divulgada pelo The Elec, site sul-coreano especializado em tecnologia e com um histórico confiável de vazamentos e acertos. Todavia, não é de hoje que se fala sobre o anel inteligente da Samsung.

Em outubro de 2022, a Samsung registrou a patente de um produto do tipo nos Estados Unidos e na Coreia do Sul. Na patente, o anel aparece com alguns sensores na sua parte interna. A proposta dos anéis inteligentes é que ele complemente o monitoramento biométrico com o smartphone — e provavelmente dispensará o uso de smartwatches.

Já no início deste mês, foi a vez da Samsung registrar três marcas no Reino Unido: Circle, Index e Insight. Nesse caso, há mais dúvidas sobre uma possível relação entre os nomes e um anel inteligente. E há forte chances que um desses nomes seja do óculos de RV que a Samsung lançará no futuro.

Galaxy Ring usará equipamentos fabricados pela Meiko

Oura Ring Gen 3 (Imagem: Divulgação/Oura)
Imagem ilustrativa do Oura Ring, anel inteligente que será concorrente do Galaxy Ring (Imagem: Divulgação/Oura)

De acordo com as fontes do The Elec, o Samsung Galaxy Ring usará placas de circuito fornecidas pela Meiko, fabricante japonesa de eletrônicos. Como explica o site, a fabricação das placas é a primeira etapa no desenvolvimento de um produto eletrônico.

A “corrida” para lançar um anel inteligente visa oferecer ao público um vestível que capta resultados biométricos mais precisos. Por estar mais “apertado” no corpo do que um relógio, que nem sempre terá uma pulseira que firme completamente, os sensores tendem a funcionar melhor na sua função.

E ao contrário de um relógio inteligente, cuja bateria pode ser de até pouco mais de 3 dias em um Galaxy Watch 5 Pro (segundo a Samsung), um anel inteligente contaria com bateria para algo em torno de uma semana.

Todavia, os primeiros protótipos do Galaxy Ring (lembre-se, nome livre) passarão por testes e avaliações para verificar o seu desempenho. Se algo não sair como planejado, a Samsung pode interromper o desenvolvimento. Se isso acontecer, temos duas possibilidades: a empresa volta para a parte “teórica” ou, no pior dos casos, cancela o projeto.

Com informações: The Elec e The Verge

Receba mais sobre Samsung na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados