Microsoft conversa com parceiros para lançar loja de jogos para Android e iOS

Microsoft está falando com empresas interessadas em uma alternativa às lojas oficiais do Android e do iOS, mas ainda não há data de lançamento prevista

Giovanni Santa Rosa
Por
Logotipo do Windows sobre logotipos da Microsoft
Microsoft comprou Activision como parte de estratégia (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A Microsoft está conversando com seus parceiros e procurando ajuda para lançar uma loja Xbox de jogos para celulares. A ideia é concorrer com a App Store, da Apple, e a Play Store, do Google.

Quem disse isso foi ninguém menos que Phil Spencer, CEO da divisão de Xbox da Microsoft. Ele participou da CCXP, em São Paulo (SP), nesta quinta-feira (30).

Spencer disse que os dispositivos móveis são parte da estratégia do Xbox e que a empresa está trabalhando nisso ativamente, em conversas com outros parceiros que também desejam mais escolhas para ganhar dinheiro nos celulares.

“Hoje, nos celulares, nós não temos escolha”, declarou Spencer. “Para garantir que o Xbox seja relevante não só hoje, mas nos próximos dez, 20 anos, temos que fortalecer nossa presença em diversas telas.”

Apesar disso, o executivo se recusou a dar uma data para o lançamento da loja — Spencer se limitou a dizer que não deve levar “múltiplos anos”.

Activision e presença no mobile

Como nota o TechCrunch, já faz tempo que a Microsoft pretende lançar sua loja mobile. O que mudou de lá para cá é que, agora, ela é oficialmente a dona da Activision Blizzard.

Tela do Call of Duty Mobile
Call of Duty Mobile é um sucesso da Activision (Imagem: Reprodução/Leandro Kovacs)

Durante os processos para conseguir aprovação das autoridades, a Microsoft declarou que um dos motivos para a compra era aumentar sua presença no mercado de celulares — a Activision Blizzard tem títulos de sucesso, como Candy Crush e Call of Duty Mobile.

A empresa, inclusive, planeja incluir estes e outros jogos em uma possível Xbox Mobile Platform.

Microsoft está de olho no mercado brasileiro

Durante a entrevista, Spencer comentou sobre o mercado latino-americano, em especial o brasileiro.

Em 2023, o Game Pass passou a ser oferecido em 11 novos países da região, levando a um aumento de 7% no número de consumidores. Peru e Costa Rica corresponderam a metade dos novos assinantes.

Já o Brasil é o segundo maior mercado mundial para o PC Game Pass. “Em vários sentidos, o Brasil lidera várias tendências que vemos globalmente”, comentou o executivo. Mas, como nota a Bloomberg, o mercado mobile é muito importante por aqui, e a Microsoft tem uma presença tímida nele.

Com informações: Bloomberg, TechCrunch

Relacionados