OpenAI removeu voz do ChatGPT após pedido de Scarlett Johansson

Atriz revelou em comunicado que foi procurada pelo CEO da OpenAI para gravar voz para ChatGPT. Ela recusou por questões pessoais e pediu a regulação da IA.

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 3 semanas
Montagem com fotos de Sam Altman (homem) e Scarlett Johansson (mulher) se entreolhando
Scarlett Johansson recusou proposta de Sam Altman para colocar voz no ChatGPT (Ilustração: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Resumo
  • Scarlett Johansson revelou que recusou a proposta do CEO da OpenAI, Sam Altman, para emprestar sua voz ao ChatGPT em setembro de 2023. Ela ficou chocada ao descobrir que o recente GPT-4o possui uma voz semelhante à dela.
  • Johansson e seus advogados pediram formalmente a remoção da opção de voz Sky do aplicativo, o que foi feito pela OpenAI.
  • Os representantes da atriz também exigiram que a OpenAI explicasse o processo de gravação das vozes. A empresa afirmou que a voz Sky não foi criada para imitar a atriz e que o tom de voz é natural da pessoa que a gravou, cujo nome não foi revelado por questões de privacidade.

A atriz Scarlett Johansson revelou na noite desta segunda-feira (dia 20/05) que foi procurada pelo CEO da OpenAI para emprestar sua voz para o ChatGPT. As tratativas teriam ocorrido em setembro de 2023. A vencedora do Oscar em 2020 recusou a proposta, e se disse chocada quando descobriu que o recente GPT-4o traz uma voz parecida com a dela. Johansson também disse que seus advogados entraram com um pedido formal para que a empresa retirasse a opção de voz Sky do app.

De acordo com a atriz, Sam Altman insinuou num tweet que a semelhança foi proposital. Ele publicou na rede X apenas a palavra “Her” — uma referência ao filme de 2013 no qual Johansson dubla uma assistente virtual. A acusação de que a semelhança foi intencional ganha força com a revelação da atriz.

Cena de Her (Imagem: Divulgação/Warner Bros)
Em Her, Joaquin Phoenix se apaixona por assistente virtual dublada por Scarlett Johansson (Imagem: Divulgação/Warner Bros)

Segundo Johansson, Altman a procurou novamente dois dias antes do lançamento do GPT-4o. Ele teria novamente tentado contratá-la para gravar uma das vozes do ChatGPT no smartphone.

Atriz pediu que OpenAI explicasse processo de gravação

Em nota, a atriz revela que seu conselho jurídico pediu extrajudicialmente que a OpenAI explicasse como foi a gravação das vozes do aplicativo do ChatGPT. Isso explica a publicação oficial na qual a companhia dá mais detalhes sobre o processo de captura do material.

A OpenAI disse no texto que a voz da Sky, modelo de comparado com Scarlett Johansson, não foi produzida para imitar a atriz. A empresa não quis revelar o nome da dona da voz por questão de privacidade, mas afirmou que a Sky repete o tom de voz natural da autora.

Scarlett Johansson (Imagem: Gage Skidmore)
Scarlett Johansson revelou que pediu que OpenAI removesse a voz Sky do ChatGPT mobile (Imagem: Gage Skidmore)

Resta saber se Johansson acreditou na explicação. Na nota, a atriz disse que nem mesmo seus amigos próximos foram capazes de notar a diferença entre Sky e a voz da atriz.

Johansson conta que, após muita consideração, rejeitou a proposta de Altman por razões pessoais. No parágrafo final, ela afirma que estamos num momento de luta contra deep fakes e de proteção da identidade. A atriz se posicionou favorável a uma legislação que garanta os direitos individuais num ambiente repleto de IAs.

Com informações: The Washington Post

Receba mais sobre OpenAI na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados