Você já pode usar o WhatsApp para fazer pagamentos a pequenas empresas

É preciso ter cartão de débito, crédito ou pré-pago para pagar compras no WhatsApp; novidade é extensão das transferências entre pessoas físicas

Emerson Alecrim
Por
Pagamentos a empresa no WhatsApp (imagem: divulgação/Meta)
Pagamentos a empresa no WhatsApp (imagem: divulgação/Meta)

A partir desta terça-feira (11), usuários do WhatsApp no Brasil poderão usar o serviço para fazer pagamentos a pequenas empresas. O recurso é uma forma de melhorar a experiência de compradores e vendedores que já fechavam negócio na plataforma, mas tinham que recorrer a outros meios para concluir a transação.

Pizzarias, farmácias, mercados, papelarias e pequenas lojas de roupa estão entre os vários negócios que já aceitam pedidos por WhatsApp. Além de permitir um atendimento mais personalizado, o serviço de mensagens possibilita que compras sejam negociadas sem as taxas que são cobradas em aplicativos como o iFood.

A liberação de pagamentos era o que faltava para o WhatsApp se tornar uma ferramenta de compra e venda completa. O recurso era esperado pelo menos desde março, quando o Banco Central autorizou a realização de transações financeiras via WhatsApp Pay.

Hoje, o recurso entrou em operação de modo oficial no Brasil, sendo inclusive divulgado por Mark Zuckerberg:

Como o pagamento por WhatsApp funciona?

Para começar, o usuário precisa ter um cartão de débito, crédito ou pré-pago emitido por uma das instituições participantes. Entre elas estão:

  • Banco do Brasil: Visa
  • Banco Inter: Mastercard
  • Bradesco: Visa
  • BTG+: Mastercard
  • Caixa: cartão de débito virtual Visa
  • Mercado Pago: Visa
  • Neon: Visa
  • Next: Visa
  • Nubank: Mastercard
  • Santander: Mastercard e Visa
  • Sicoob: Mastercard
  • Sicredi: Mastercard e Visa
  • Woop (conta digital da Sicredi): Visa

Para cadastrar o cartão, basta abrir as configurações do WhatsApp e, em Pagamentos, adicionar uma forma de pagamento.

Já as empresas interessadas devem usar o WhatsApp Business e vincular a conta a um parceiro de pagamento compatível, como Cielo, Mercado Pago ou Rede. Depois disso, é só criar um pedido para receber o pagamento de um cliente.

De acordo com o WhatsApp, os números dos cartões cadastrados são criptografados e armazenados de forma segura. Para cada transação, o usuário tem que informar um PIN (código personalizado) de pagamento.

O WhatsApp não faz cobrança de taxas para os usuários ou as empresas participantes. No entanto, taxas poderão ser cobradas das empresas pelos parceiros de pagamento.

Só no Brasil

Por ora, a novidade está disponível somente no Brasil. Contudo, o recurso está sendo liberado gradativamente às empresas. Nesta fase inicial, somente algumas delas têm acesso à modalidade.

O WhatsApp explica que o serviço de pagamentos é mantido pela plataforma Meta Pay (outrora, Facebook Pay), mas que todas as transações são processadas pelas instituições parceiras.

De certo modo, os pagamentos para pequenas empresas são uma extensão das transações financeiras entre pessoas físicas no WhatsApp, que começaram a funcionar timidamente em 2021.

Receba mais sobre WhatsApp na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados