X/Twitter agora tem plano sem propaganda por R$ 84 mensais

Rede social de Elon Musk também lançou plano Básico, com ferramentas extras, mas sem monetização nem selo azul de verificado

Giovanni Santa Rosa
Por
Logo do X (antigo Twitter)
Twitter virou X (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A rede social X, antigamente chamada Twitter, lançou nesta sexta-feira (27) duas novas opções de assinatura. Uma delas é a Básico, que traz ferramentas extras e custa R$ 15,75 mensais. A outra é a Premium+, que remove a publicidade dos feeds da plataforma ao preço de R$ 84 mensais.

Plano Premium+ dá mais visibilidade

O pacote Premium+ traz todos os recursos do pacote Premium, antigamente chamado Twitter Blue. O principal diferencial é não ter propagandas nas seções “Para Você” e “Seguindo”.

Além da remoção dos anúncios, o serviço também terá impulsionamento máximo nas respostas. Isso significa que, quando um assinante responde uma publicação, essa resposta aparece antes das respostas de assinantes dos outros planos e de usuários gratuitos.

Assim como o plano Premium, o Premium+ tem ferramentas para criadores de conteúdo, como o X Pro (antigo TweetDeck), dados de audiência e opção para seguidores assinarem (e pagarem) o perfil. O novo plano mais caro também tem acesso à monetização.

O Premium+ custa R$ 84 mensais no site do X — nos apps para Android e iOS, ele pode ser mais caro. Quem paga o plano anual tem desconto.

Plano Básico não inclui selo azul

Já o plano Básico parece voltado para quem quer apenas acesso às ferramentas do Premium, como posts de até 10 mil caracteres, edição de publicações e vídeos mais longos. Ele também conta com um impulsionamento pequeno de respostas: elas aparecem antes das respostas dos usuários gratuitos, mas depois das respostas dos assinantes Premium e Premium+.

Por outro lado, ele não conta com o selo azul de verificação, não tem as ferramentas de criação de conteúdo e não dá acesso ao programa de monetização do X. A quantidade de propagandas é a mesma que na versão gratuita.

O Básico custa R$ 15,75 mensais no site do X — nos apps, o preço pode ser mais caro. O plano anual oferece desconto.

Novos planos foram anunciados há uma semana

Após muitas especulações, Elon Musk, dono do X, confirmou, no último dia 20, que duas novas opções de assinatura seriam lançadas.

A empresa parece estar tentando aumentar suas receitas. Na Nova Zelândia e nas Filipinas, novos usuários precisam pagar uma taxa anual de US$ 1 para poder postar, responder ou curtir publicações. Musk diz que a medida é para evitar que robôs se aproveitem da rede social.

Com informações: The Verge

Relacionados