Xiaomi 14 roda apps de 32 bits mesmo que o Snapdragon 8 Gen 3 seja incompatível

Novos telefones topo de linha da marca chinesa usam um conversor binário integrado para conseguir executar softwares mais antigos

Lupa Charleaux
Por
• Atualizado há 6 meses
Xiaomi 14 seguirá usando lentes da Leica (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Recurso de conversão binária deve ser usado por mais fabricantes no futuro (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A linha Xiaomi 14 estreou recentemente na China com o chip Snapdragon 8 Gen 3 da Qualcomm, primeiro SoC da marca estadunidense de apenas 64 bits. A plataforma não traz núcleos de CPU com suporte para antigos apps de 32 bits. Contudo, a fabricante chinesa conseguiu driblar o “problema” de forma inteligente.

A desenvolvedora chinesa MlgmXyysd descobriu que os novos telefones usam um conversor binário integrado de 32 bits para 64 bits chamado Tango. O recurso aprimora a compatibilidade e permite executar apps mais antigos. Por exemplo, o jogo clássico Flappy Bird.

Solução deverá ser adotada por mais marcas

Conforme as informações, o Tango basicamente simula um ambiente de 32 bits em processadores de 64 bits, como o Snapdragon 8 Gen 3. Então, para reduzir o tempo de carregamento dos apps, a ferramenta prioriza arquivos cache “pré-convertidos”.

Os testes técnicos realizados pela desenvolvedora indicam uma certa perda na conversão dos aplicativos mais antigos no Xiaomi 14. Contudo, eles tiveram desempenhos mais estáveis do que nas versões nativas.

O especialista em Android Mishaal Rahman previu que as marcas de celulares usariam “camadas de compatibilidade” ao adotar o Snapdragon 8 Gen 3. Assim, o dispositivo poderia rodar softwares antigos mesmo sem o suporte do chip da Qualcomm.

Essa é uma solução alternativa para que usuários possam continuar usando os aplicativos preferidos de 32 bits em novos aparelhos. O que inclui também aqueles softwares “esquecidos” pelos desenvolvedores e que não recebem mais atualizações.

Play Store (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)
Google Play Store exige que os apps tenham versões em 32 bits e 64 bits (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Google Play Store só permite apps com versões 64 bits

Há alguns anos, a Google Play Store não aceita mais aplicativos apenas com versões de 32 bits. Todos os softwares obrigatoriamente devem ter uma versão de 64 bits para serem disponibilizados na loja do Android.

Em 2022, a plataforma passou a exibir avisos informando que apps de 32 bits devem ser atualizados. A nota sugere que a pessoa busque por atualizações do software ou entre em contato com os desenvolvedores.

Então, a expectativa é que os donos de celulares Android com Snapdragon 8 Gen 3 não sentirão os efeitos de usar um chip exclusivamente de 64 bits. Seja pelas medidas adotadas pelas fabricantes de celulares ou por conta das regras da Google Play Store.

Com informações: Android Authority, Mishaal Rahman e MlgmXyysd (em chinês)

Receba mais sobre Xiaomi na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Lupa Charleaux

Lupa Charleaux

Repórter

Nerd por natureza, Lupa Charleaux é formado em Jornalismo Multimídia pela São Judas Unimonte (2012). Iniciou a carreira como repórter de entretenimento em 2013, mas migrou para a editoria de tecnologia em 2019. Construiu experiência na área ao produzir notícias diárias sobre eletrônicos (celulares, vestíveis), inovação, mercado e conteúdos especiais sobre os temas. É repórter do Tecnoblog desde outubro de 2023. Anteriormente, atuou como redator de tecnologia e entretenimento no TecMundo (2019-2021/2022-2023) e redator de produtos no Canaltech (2021-2022).

Canal Exclusivo

Relacionados