O que é um browser?

Muito conhecido como navegador, um browser é um programa que nos permite navegar por páginas, imagens, vídeos e textos; saiba mais

Ana Marques
Por

Quando falamos em internet, é comum vir à cabeça a web e as diversas ferramentas que usamos para explorá-la. O browser, mais conhecido como navegador, é uma delas, já que é a partir dele que conseguimos acessar várias páginas e demais conteúdos disponíveis na internet. Veja abaixo o que é um browser e como ele surgiu.

Browser é um programa que nos permite navegar pela internet, encontrar páginas e exibir imagens, textos, vídeos e demais informações no desktop, celular, tablet e até na TV. São softwares como Microsoft Edge, Google Chrome, Safari, Firefox e tantos outros que surgiram com o passar dos anos.
O que é um browser? (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Browser é um programa que nos permite navegar pela internet, encontrar páginas e exibir imagens, textos, vídeos e demais informações no desktop, celular, tablet e até na TV. São softwares como Microsoft Edge, Google Chrome, Safari, Firefox e tantos outros que surgiram com o passar dos anos.

Para transferir esses dados para você, os navegadores utilizam o protocolo de transferência de hipertexto, o HTTP. Ele é o responsável por definir como as informações chegarão aos usuários de forma consistente, em qualquer browser e parte do planeta.

A estrutura básica de um browser consiste na área de visualização, que ocupa a maior parte da tela, e em uma barra de endereços, onde você geralmente escreve o “www” seguido pelo restante da URL.

Em 2009, o Google fez o seguinte vídeo que resume muito bem o que é browser:

YouTube video

É claro que com a evolução da tecnologia, os navegadores passaram de simples meios para acesso de websites. O Chrome e o Firefox são grandes exemplos: com seus diversos plugins, os browsers oferecem funções complementares aos usuários, como captura de tela, tradução inteligente, integração com apps de produtividade e muito mais.

O primeiro browser

Sem dúvidas, o Internet Explorer foi o primeiro navegador de muita gente. Mas o primeiro browser da história foi criado por Tim Berners-Lee, o inventor da World Wide Web. Sim, a web foi lançada com o navegador WorldWideWeb, que, posteriormente, foi renomeado para Nexus.

Este browser era, de certa forma, bastante interativo e avançado para a época, já que permitia ao usuário não somente ler, mas também editar páginas. Entretanto, para operarem em sistemas populares, como Windows e Mac, os navegadores perderam a característica de edição e tiveram que percorrer um longo caminho até chegarmos no que usamos hoje.

A Guerra dos Browsers

Em 1993, diversos navegadores concorrentes foram lançados, dentre eles o Mosaic, o mais influente de todos. Ele foi licenciado por diversas empresas que queriam criar seus próprios navegadores, e estava em vias de se tornar a interface padrão no mundo todo.

Posteriormente, um dos desenvolvedores do Mosaic, Marc Andreessen, foi um dos fundadores da empresa que criou o Mosaic Netscape – do Netscape você provavelmente já ouviu falar.

Mas o sucesso deste navegador estava com os dias contados: em 1995, o mundo viu o início da “Guerra dos Browsers” – na qual o Netscape começou a disputar mercado com o Internet Explorer 1.0.

Para criar o IE, a Microsoft licenciou o Mosaic. O browser foi então lançado como parte de um pacote do Windows 95 Plus. A partir daí, o navegador da Microsoft começou, aos poucos, a evoluir e ganhar popularidade, à medida que o Windows se espalhava e se tornava o OS mais usado.

Mais detalhes sobre a Guerra dos Navegadores você pode conferir no Tecnocast 070:

Qual é o browser mais usado?

De acordo os dados do StatCounter (maio de 2021 – maio de 2022), o Chrome é o browser mais usado, apesar do seu alto consumo de memória RAM e de bateria. Veja o gráfico abaixo:

gráfico brownser mais usado
Chrome é o navegador mais usado. (Imagem: Reprodução / StatCounter)

Os usuários mais resistentes ao compartilhamento de dados com o Google ainda têm outras alternativas que prometem maior privacidade. Dentre elas, o Firefox, que é uma organização sem fins lucrativos e, portanto, não precisa dos seus dados para vender publicidade.

Outro browser que caiu nas graças dos mais entusiastas recentemente é o Opera GX, uma versão do navegador Opera voltada para jogos. Ele conta com diversos recursos para quem vive imerso no mundo dos games, e pode ser um aliado para o usuário que precisa de máximo desempenho. Por meio de limitadores, o Opera GX permite que você direcione os esforços do seu computador ou internet para o que mais interessa no momento.

Você tem algum browser favorito atualmente? Compartilha com a gente na Comunidade!

Com informações: Mozilla, CERN e W3.org (1 e 2)