Início » Antivírus e Segurança » Google bloqueia extensões de fora da Chrome Web Store para todos os usuários de Windows

Google bloqueia extensões de fora da Chrome Web Store para todos os usuários de Windows

Versão para OS X também adotará medida de segurança para evitar extensões maliciosas

Por
4 anos atrás

chrome-icone

Para evitar a instalação de extensões maliciosas no Chrome, o Google começou a bloquear complementos que não estivessem listados na Chrome Web Store. A medida foi implantada para todos os usuários das versões estáveis e betas do Chrome no Windows em maio de 2014. Agora, o Google vai reforçar essa política, que será aplicada a partir de julho no OS X.

Atualmente, as versões do Chrome para Windows disponíveis nos canais stable e beta não permitem o uso de extensões de fora da loja. Normalmente, esses complementos chegam silenciosamente ao navegador a partir da instalação de malwares, que alteram configurações sem autorização e chegam a modificar alguns recursos, como a página de nova aba.

O Google não havia aplicado a medida de segurança no canal developer para permitir que os desenvolvedores pudessem testar facilmente suas extensões. Os malwares foram rápidos em explorar a brecha e passaram a forçar os usuários a instalarem a versão para desenvolvedores do Chrome. Isso não funcionará mais: a partir desta quarta-feira (13), o bloqueio vale para todos os canais do Chrome para Windows.

Segundo o Google, o Chrome para OS X também não aceitará mais extensões de fora da Chrome Web Store a partir de julho. Assim como no Windows, isso valerá para todos os canais. A versão para Linux não foi afetada. Desenvolvedores que precisarem testar suas extensões no Chrome poderão usar um dos métodos listados pelo Google.

A mudança faz parte de um conjunto de medidas que o Google vem tomando para tentar melhorar a segurança do Chrome. Recentemente, a empresa bloqueou o uso de plugins NPAPI no navegador, impedindo que Java, Silverlight, Unity e módulos de bancos continuassem funcionando. Fizemos um artigo para explicar como habilitar esses plugins no Chrome — pelo menos temporariamente.

Mais sobre: ,