Início » Mobile Negócios » Lenovo decide voltar a usar marca da Motorola

Lenovo decide voltar a usar marca da Motorola

E volta o cão arrependido...

Por
25 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Lenovo fez de tudo para esconder a Motorola, adotando o nome Moto by Lenovo em detrimento da marca icônica de celulares — tente procurar por “Motorola” nos anúncios oficiais do Moto Z ou Moto G5 para entender o que estou dizendo. Pelo visto, a estratégia não deu muito certo: agora, a fabricante quer colocar o antigo nome em todos os lugares, inclusive em mercados onde a Motorola não era uma marca tão forte.

Em entrevista ao CNET, o presidente da Lenovo na América do Norte, Aymar de Lencquesaing, diz que a empresa pretende migrar para a marca da Motorola em todas as regiões no futuro, mas o prazo depende da força do nome no país. O Brasil é citado como um dos mercados onde a Motorola ainda tem uma marca forte, enquanto na Rússia é a Lenovo quem se dá melhor.

A mudança deve acontecer até mesmo na China, país de origem da Lenovo. Por lá, a empresa possui uma marca própria para smartphones, a Zuk — que deve sumir gradativamente para dar lugar às asas da Motorola. Só não está claro quanto tempo a transição vai demorar: “Você não vira a chave e avisa os consumidores do dia para a noite”, diz Lencquesaing.

O timing é bem curioso, para dizer o mínimo. Para começar, estamos vendo marcas icônicas ressurgirem no mercado: a BlackBerry, que desistiu de produzir smartphones, vê sua marca estampada em aparelhos direcionados ao público corporativo produzidos pela chinesa TCL, dona da Alcatel. O maior caso de sucesso, claro, é a marca da Nokia, que voltou a fazer barulho com um produto chamado de Nokia 3310.

Mas o principal motivo deve ser o dinheiro: a Lenovo simplesmente não anda bem no segmento de smartphones. Ela foi atropelada por suas rivais conterrâneas, como Huawei, Oppo e BBK, que já ocupam a terceira, quarta e quinta posição no mercado global de smartphones, e demitiu 97,5% dos funcionários da Motorola Mobility em quatro anos. Na própria China, as vendas de smartphones e tablets da Lenovo chegaram a despencar impressionantes 85%.

Mais sobre: ,
  • Henrique Queirós

    Medo da Lenovo cair. Gosto muito da marca, o Ulefone principalmente, estou indo pagar a taxinha de 370 reais agora mesmo pra pegar o Ulefone Power nos correios…

  • Pio ♙

    Faz bem.Motorola® é marca consagrada☝🏻

  • Alberto Prado

    Melhor coisa que eles podem fazer.
    Eu não vejo problemas na Lenovo ter duas linhas no mercado mundial já que cada uma se sai melhor em determinados mercados. Ela pode fazer um hardware base e as empresas fazem um design diferenciado para cada um deles. Não tem como correr muito disso. A cultura ocidental é diferente da oriental. Eu mesmo, salvo raríssimas exceções, não curto o design oriental. Acho sem graça. Se colocar android puro, ou quase, pode adotar o mesmo time de desenvolvimento.
    E talvez um ou dois projetos personalizado pra cada uma no máximo, como foi o caso do moto snaps que tem tido um relativo sucesso pra cá.

  • Vinícius

    A marca Motorola é fortíssima no Brasil. Foi um grande erro tentar apagá-la.

  • André G

    Antes de querer apagar a Motorola eles deviam fazer a marca Lenovo crescer, mas não conseguiram, no Brasil os smartphones da Lenovo não fizeram sucesso.

  • Edvaldo Andrade Almeida Neto

    Possuo um Notebook da Lenovo e não tenho nada para reclamar, mas quanto aos Smartphones, realmene eles são bem fracos (pelo menos por aqui). Nenhum amigo meu tem rs

  • Don Ramón

    Queria entender o que se passa na cabeça de quem toma as decisões dentro de algumas companhias. A Lenovo comprou uma marca extremamente conhecida e conceituada no universo mobile, e em vez de explorar e faturar com tal feito, escondeu a marca famosa. Ora, por mais que o Google tenha “depenado” as patentes da Motorola, sua marca num smartphone vale muito mais que a própria marca Lenovo! E eu achando que o que a Microsoft fez com a Nokia (uma das maiores sacanagens e BURRICES da história do mundo da tecnologia) tinha servido de “amostra grátis” para as demais companhias do ramo…

  • Rodrigo Gomes

    A linha Moto ficou uma bela b*sta depois que a Lenovo comprou a Motorola.

  • Leonardo Teixeira

    Finalmente uma boa ação.

  • Emerson Fiore Palma Guesa

    Pra mim Motorola é bem mais “top of mind” no Brasil do que Lenovo.. a galera aki só conhece lenovo pelo notebook e olhe lá…!!

  • A maior burrice da Lenovo foi mexer em algo que não sabe. Pode até ter uma marca forte na China com essa tal de Zuk, Zuckerberg, sei lá, mas no ocidente, o buraco é mais embaixo. Motorola sempre foi forte por aqui, aí do nada chegam executivos, os que se acham o tal, querem ditar as próprias regras e tomam naquele lugar. O mundo corporativo não é fácil! Não basta ter apenas dinheiro pra comprar marca A ou B e depois fazer o que quiser dela. Planejamento, análise de mercado etc são coisas fundamentais pra um negócio dar certo. E desde que a Lenovo comprou a Motorola, ainda não conseguiu lucrar. E foi por causa de um errinho simples. Lenovo é forte em PCs, Motorola no mundo mobile. Os chineses tem que entender que as coisas funcionam com cada macaco no seu galho.

  • Um remake do v3 nem seria tão mal assim X________X

  • JOSE HAROLDO SENA DE O. FILHO

    Eu gostaria que o fabricante resolvesse de vez o problema de meu MOTO G 4 PLAY antes de qualquer mudança de marca.

  • JOSE HAROLDO SENA DE O. FILHO

    A Motorola tem primeiro fazer smarts decentes. Façam uma busca no Google: Moto G4 Reclame aqui. Ninguém satisfeito. Inclusive eu.

  • Lenovo e sua mania de tira e bota casaco.

  • Ricardo da Silva

    Não adianta querer usar a marca Motorola se o hardware é de qualidade de um Lenovo chinês.

    Vi um G4 ser aberto por um colega meu e me deu vergonha o que vi ali. Uma placa que lembrou aqueles primeiros PCB de fenolite mais baratos usados em videocasse dos anos 90/ 2000: Uma fibra de vidro daquelas baratinha e duvidosa!

    Tinha uma blindagem que cobria o SOC e circuito aixiliares feita toda de Cobre com uma finissima camada de verniz transparente. A impressao é que se pegasse com ali com a mão ia tudo oxidar ( ficar preto) com o tempo.

    Ja abri um V3i e a PCB de fibra de vidro dava orgulho de ver. Coisa de primeirissima linha, era fina e super resistente. Meu V3i caiu no chao centenas de vezes e nunca queimou.

    Os Samsung de hoje também são exemplares na construçao das placas. Os que tive nunca queimaram ou deram defeitos ao cair da minha mão.

  • Ricardo da Silva

    Posso afirmar categoricamente: a construção do hardware de um celular Samsung intermediário de hoje, em especial a PCB, supera muito o hardware de um Motorola G4 e outros intermediarios da Motorola !

    A qualidade de construção do hardware se truduz em certeza de maior segurança, de que se o celular cair várias vezes da sua mão ele vai continuar funcionando!