Há anos, o Google vem ajudando fabricantes selecionadas a criar smartphones baratos com Android puro e atualizações de sistema garantidas — é o Android One, que já contou com dispositivos da Kyocera, Sharp e várias outras. Agora é a vez da Xiaomi.

O smartphone Mi A1 possui tela Full-HD de 5,5 polegadas, processador Snapdragon 625, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. O corpo é todo de metal, com leitor de digitais na traseira.

A bateria tem 3.080 mAh. Há ainda um amplificador de som de 10 V e um blaster IR para controlar sua TV e home theater.

A câmera frontal tem 5 megapixels. O destaque fica para a câmera traseira dupla com sensores de 12 megapixels, que permite aplicar zoom óptico de 2x nos objetos, além de desfocar o que está em segundo plano. A Xiaomi até diz que isso é “semelhante ao iPhone 7 Plus”:

Como nota o Engadget, esta é basicamente uma versão do Xiaomi Mi 5X: as especificações são as mesmas, assim como o design e até mesmo o preço — o equivalente a R$ 730.

A diferença é que o Mi A1 não roda MIUI 9, e sim Android puro com aplicativos como Google Assistente e Google Fotos. Ele será atualizado para o Oreo até o final do ano, e a Xiaomi diz que ele será “um dos primeiros” smartphones a receber o Android P em 2018.

O Xiaomi Mi A1 será lançado em cerca de 40 países, começando pela Índia em 12 de setembro. Chile, Colômbia, México e Uruguai estão na lista; o Brasil, não.

Pelo visto, o Android One continuará sendo usado pelo Google para se expandir fora de países desenvolvidos. Este ano, a empresa também apresentou o Android Go, uma versão otimizada do sistema para smartphones low-end.

Com informações: Engadget, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Como assim?
https://forum.xda-developers.com/mi-5s/themes/flashabel-google-camera-camera-api2-fix-t3655211
Gabriel Brito
Até eu que não gosto dessas coisas fiquei interessado.
Theo Queiroz
Qual app da câmera vc está usando? É aquele do xda, portado pra processadores Snapdragon 8xx?
Bruno
tributador mais famoso da alfandega brasileira.
Cristina Nascimento
Pior q nós, só o Haiti, cara. Até a India recebe aparelhos melhores q a gente.
TIGOS

Igual a qualquer outro do mercado. A graça dos aparelhos da Xiaomi é justamente a interface e a rapidez nas atualizações.

Anderson Freitas
Igual a qualquer outro do mercado. A graça dos aparelhos da Xiaomi é justamente a interface e a rapidez nas atualizações.
FSchmitt

Pena que chega no huehuebr com preço de iPhone tbm....

TaSerto Schmitt
Pena que chega no huehuebr com preço de iPhone tbm....
Cristiano Viana Alves
Paçoquita! Será o nome do Android P.
FSchmitt

É que o Brasil nem em desenvolvimento está, estamos em decrescimento/degradação.

TaSerto Schmitt
É que o Brasil nem em desenvolvimento está, estamos em decrescimento/degradação.
#VAICORINTHIANS
Cara será que isso só ocorre no Mi5? pq pelos relatos ai em baixo todo mundo fala o mesmo aparelho. Eu tenho o note pro 4x, não uso o spotify, mas uso o notify and fitness em segundo plano, whats, gmail... e todos funcionam perfeitamente bem. Inclusive gostei muito da MIUI, pra mim o único porém é esse lance de deslizar os dois dedos pra ver notificação, isso ai é horrivel.
Rod
Fernando?
Saulo Benigno
Sensor digital na traseira? Sério?
Exibir mais comentários