Início » Telecomunicações » Claro inclui roaming internacional em todos os planos do pós-pago

Claro inclui roaming internacional em todos os planos do pós-pago

Claro Pós passa a incluir Passaporte Américas sem custo adicional, que permite usar o plano brasileiro em 18 países

Lucas Braga Por

A Claro fez um pequeno ajuste no seu portfólio de pós-pago e incluiu o Passaporte Américas em todas as versões do plano. A novidade permite que clientes utilizem o celular em 18 países das Américas sem custo extra, utilizando a mesma franquia de internet do Brasil e com ligações ilimitadas.

Anteriormente, a Claro já incluía o Passaporte Mundo no plano com 60 GB de internet, e no ano passado os planos de 15 GB e 30 GB também embutiram o Passaporte Américas. Agora o serviço está presente mesmo no plano mais barato, com 7 GB de franquia e custo mensal de R$ 119,90. O plano de 60 GB continua com o Passaporte Mundo.

Esses são os planos:

  • 7 GB de internet + 7 GB para vídeos e Passaporte Américas: R$ 119,90
  • 10 GB de internet + 10 GB para vídeos e Passaporte Américas: R$ 139,90
  • 15 GB de internet + 15 GB para vídeos e Passaporte Américas: R$ 179,90
  • 30 GB de internet + 30 GB para vídeos e Passaporte Américas: R$ 259,99
  • 60 GB de internet + 60 GB para vídeos e Passaporte Mundo: R$ 399,90

Todos os planos incluem ligações ilimitadas para qualquer operadora do Brasil, além de WhatsApp, Facebook, Instagram, Twitter, Waze, Cabify, Easy Táxi e Claro Música sem descontar dos dados. A franquia de vídeos pode ser utilizada com Netflix, YouTube, NET Now e Claro Vídeo.

Essas franquias diferenciadas e isenção de tráfego de redes sociais valem somente no Brasil, segundo o regulamento do Passaporte; no exterior, você poderá usar apenas o pacote principal do plano.

Quem precisa viajar para fora das Américas pode contratar o Passaporte Europa por R$ 19,90 por mês, ou mesmo o Passaporte Mundo, que custa R$ 29,90 por mês na fatura e também inclui os países do Passaporte Américas e Europa. A contratação mínima dos passaportes é de um ano.

Essa é a lista de países contemplados pelos Passaportes da Claro:

  • Américas: Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai.
  • Europa: Albânia, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Escócia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Geórgia, Grécia, Holanda, Hungria, Inglaterra, Irlanda, Irlanda do Norte, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Malta, Moldávia, Mônaco, Montenegro, Noruega, País de Gales, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia, Rússia, São Marino, Sérvia, Suécia, Suíça, Turquia, Ucrânia e Vaticano.​
  • Mundo: Todos os países do Passaporte Américas e Europa, África do Sul, Austrália, China, Coreia do Sul, Emirados Árabes, Gana, Hong Kong, Índia, Indonésia, Israel, Japão, Nova Zelândia, Singapura e Tailândia

O pré-pago e controle da Claro continuam com tarifas altíssimas para roaming que variam de acordo com o destino. Quem viaja para os Estados Unidos, por exemplo, paga R$ 2,99 por cada megabyte trafegado e R$ 3,39 por cada minuto de ligação feita ou recebida.

Roaming internacional nas concorrentes (Vivo, TIM, Oi)

Paris à noite

É fato que a Claro é a operadora com mais vantagens para quem viaja ao exterior com frequência. A Vivo inclui 7 diárias por ano para uso no exterior nos planos Vivo Família, que custam a partir de R$ 229,90. Quem viaja mais de 7 dias precisa pagar R$ 39,90 pela diária em países das Américas e Europa ou R$ 59,90 por dia nos demais continentes. Quem tem o caríssimo Vivo V, com mensalidade de R$ 899,90, conta com diárias ilimitadas de roaming internacional.

A TIM vende diárias de internet que variam de R$ 29,90 a R$ 89,90, dependendo do destino. A franquia variam de 5 MB a 1 GB. Também existem diárias de ligações, que custam entre R$ 29,90 e R$ 89,90 e incluem 50 minutos de ligações para o Brasil e números locais e recebimento ilimitado de chamadas.

Já a Oi vende diárias com serviço de voz e dados combinados que variam entre R$ 39,90 e R$ 59,90. A franquia de internet varia de 5 MB a 1 GB, dependendo do destino. A diária inclui SMS ilimitado para qualquer operadora do mundo e 50 minutos em ligações locais para o Brasil e o país visitado, mais recebimento de ligações ilimitado.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lívia Reis Regolim

Mas alguém aqui já fez o teste com a claro? Alguém poderia, saberia me dizer se na Flórida a Claro opera no plano pós normalmente? Se ativando esse pacote o serviço funciona normalmente em todos locais nos EUA?

Gabriel Naldis

Depois de reclamar via Anatel, incluíram o serviço sem custo./uploads.disquscdn.com/image...

Diego F. Duarte

Nota: Ja usei o Easy numa viagem pela empresa nos EUA. Quebrou uma ARVORE ENORME p mim, pq eu so consegui pegar um chip da T-Mobile uns 4 dias depois q cheguei lá, por alguns problemas q eu tive.

Cara, era como vc disse... Parecia q eu tava usando um chip local. Se eu n tivesse q ter um numero local pra ter contato com o pessoal lá, acho q eu nem me preocuparia tanto com isso, pq eu tinha wifi na casa e no escritorio, e uso de dados era mto pequeno.

WAGNER DA SILVA

Tem 3 operadoras, a personal, a movistar e a claro. Escolhi a claro. É só levar passaporte ou outro documento efetuar o cadastro e sai usando na hora.

Fred

Comprou lá o chip? Onde?
Qual operadora?

Júlio César

Valeu, é nós

Gabriel Naldis

Taokey. Valeu! 😎

https://tenor.com/0kLc.gif

Gabriel Naldis
Ícaro

Resolução 632/2014 da Anatel: toda promoção destinada a novos clientes pode ser aderida por clientes antigos que tenham o mesmo plano. Se a Claro encrencar, basta mandar uma mensagem na Anatel com um número de protocolo do seu atendimento na operadora que vão resolver tranquilamente.

Gabriel Naldis

Boa pergunta.

Gabriel Naldis

Legal. Valeu, Júlio!

Porto Velho

Porque é mais caro.. fim

Júlio César

Não, pode ligar lá e pedir.

Tiago

Quem não pode assinar um plano pós, mas quer viajar, ao chegar no destino é só comprar um chip de uma operadora local, há muitas opções. Isso nunca foi uma dificuldade. O pós é mais rentável para a operadora, nada mais do que justo ter alguns "mimos" justamente para segurar o cliente. Depois de uma década finalmente as operadoras estão priorizando os clientes pós, antes em muitas situações o pré pago era mais vantajoso.

Gabriel Naldis

Isso eu sei, meu plano e esse, mas, pelo visto, só vale pra novas adesões.

Exibir mais comentários