Início » Telecomunicações » Nextel pode ficar sem dinheiro em 2020 se venda para Claro não for aprovada

Nextel pode ficar sem dinheiro em 2020 se venda para Claro não for aprovada

Claro comprou Nextel por US$ 905 milhões; operadora se tornará inviável se venda não for aprovada pela Anatel e Cade

Por
06/08/2019 às 16h47

A NII Holdings, dona da Nextel Brasil, divulgou seu balanço financeiro do segundo trimestre de 2019 e continua no vermelho: a operadora teve prejuízo líquido de US$ 12,15 milhões e diz que, se a venda para a Claro não for concluída até o final do ano, ela não terá dinheiro para continuar operando em 2020. A aquisição precisa ser aprovada pela Anatel e pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Nextel

Devido ao novo prejuízo, a Nextel precisou de novos aportes de seus acionistas, somando USS 18 milhões. A receita operacional foi de US$ 144,8 milhões, e os investimentos na rede (Capex) ficaram em USS 13 milhões.

A operadora fechou o trimestre com 3,5 milhões de usuários, crescimento anual de 12,2%. O TeleSíntese aponta que o ARPU da operadora foi de R$ 53, queda de R$ 2 em relação ao ano anterior. Ainda assim, é um valor muito superior ao da concorrência, uma vez que seu foco está no pós-pago; os plano do pré-pago (Nextel Happy) até ficam separados em um site diferente.

A Nextel apenas mantém operações em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Nos outros estados, a operadora atende sua base através de um acordo de roaming com a Vivo, que recentemente foi expandido para permitir o acesso à rede 4G.

Nextel corre risco se venda para Claro não for aprovada

A Claro comprou a Nextel por US$ 905 milhões no mês de março, mas o negócio ainda está sujeito à aprovação da Anatel e do Cade. Na divulgação do balanço, o diretor financeiro da NII Holdings diz esperar que a venda seja concluída até o final de 2019, e que a operadora possui a estratégia de focar no aumento da liquidez.

No entanto, a empresa admite a possibilidade de o negócio ser concluído em 2020, e, nesse caso, só há fundos para bancar a operação do primeiro trimestre. Caso ocorra um atraso ainda maior, a Nextel precisará alterar seu plano de negócios para reduzir gastos ou buscar novos financiamentos.

Caso a venda não seja concluída e a operadora não consiga recuperar o dinheiro depositado na conta garantia, a Nextel pode se tornar inviável. “Há dúvidas substanciais sobre nossa capacidade de continuar operando”, afirma a empresa.

Com informações: Nextel, TeleSíntese.