Início » Gadgets » Como comprar um smartwatch? [Guia & Dicas]

Como comprar um smartwatch? [Guia & Dicas]

O que você precisa considerar ao comprar um smartwatch; confira essas dicas antes de escolher um modelo para usar no dia a dia

Lucas Lima Por

Escolher um smartwatch não é tão complicado quanto parece. Isso porque são poucos modelos que cumprem a real função de ser um relógio inteligente, alguns são apenas pulseiras fitness que não trazem nenhuma outra funcionalidade. Antes da compra, é preciso considerar qual o perfil do usuário — como ele vai usar o relógio. Confira algumas dicas e considerações antes de comprar seu smartwatch.

Apple Watch Series 4 (o smartwatch da apple)

Apple Watch Series 4

Smartwatch é diferente de smartband

Antes de tudo, quero deixar claro que smartwatch é diferente de smartband. Eles são até semelhantes em algumas funções — como mostrar notificações e registrar atividades físicas —, mas um relógio inteligente vai muito além disso ou, pelo menos, deve ir.

O básico de um smartwatch:

Um smartwatch deve se integrar ao celular para permitir que o usuário faça mais tarefas do dia a dia com facilidade, de forma simples, no pulso. Assim, ele deve cumprir mais do que monitorar exercícios. Não se deixe enganar por relógios que se dizem inteligentes e não fazem mais nada além do que uma smartband pode fazer.

Algumas características comuns em um relógio inteligente é a presença de um GPS, possibilidade de instalar aplicativos de terceiros (para expandir as funções nativas dele), integração com as contas do celular para que o usuário veja agenda, lembretes e e-mails e conectividade Bluetooth para ouvir música com fones de ouvido sem fio.

Alguns ainda têm suporte a redes móveis, tornando-se mais independente do celular: possibilitando que o usuário faça ou atenda ligações mesmo se estiver apenas com o relógio, durante um exercício, por exemplo.

As marcas que dominam o mercado de smartwatch

Não são poucas as marcas que vendem relógios inteligentes pelo mundo. Apple é a empresa com maior fatia desse mercado: só em 2018, um relatório da Strategy Analytics mostrou que 50% dos relógios vendidos foram Apple Watches.

As outras duas marcas que disputam o pódio da pesquisa são a Fitbit, com 12,2% do mercado e a Samsung, com 11,8% das vendas desses wearables (nome dado aos dispositivos "vestíveis").

Samsung Galaxy Watch

Samsung Galaxy Watch

Destas, só a Fitbit — recentemente comprada pelo Google, para fortalecer o Wear OS — não tem operações no Brasil, Samsung e Apple sempre trazem os novos modelos para o país. São as principais recomendações deste guia, pelo menos para o ano de 2019

Ainda que a Huawei também tenha trazido o modelo Watch GT, a fabricante peca em entregar funções e recursos básicos para um relógio inteligente: não é possível ter interação com notificações, instalar aplicativos de terceiros, controlar ou armazenar músicas e os dados coletados são imprecisos, por conta do GPS — se for apenas para monitorar exercícios e ver notificações, smartbands dão conta do recado.

Qual smartwatch comprar para o meu perfil em 2019?

Quer comprar um smartwatch para quê?

É claro que relógios inteligentes são acessórios que têm um foco em saúde. Seja para praticar atividades físicas, monitorar sono e batimentos cardíacos ou só contar passos. Se você procura este tipo de dispositivo, só para essas funções, é melhor focar em uma smartband e economizar dinheiro.

Por outro lado, se você procura algo para ser uma extensão do seu celular, executar ações simples e mais rápidas sem ter que tirar o telefone do bolso, daí então é bom pensar em um relógio inteligente.

Claro que, exceto pelo monitoramento de atividades físicas, eles ainda não são acessórios indispensáveis, como smartphones. Uma pessoa consegue muito bem viver sem um relógio inteligente, economizar dinheiro e fazer um esforço a mais ao tirar o telefone do bolso.

Mas é aquela coisa: uma vez que você use o controle remoto, nunca mais quer levantar para mudar o canal na TV.

Apple Watch Series 5

Apple Watch Series 5

Usa Android ou iOS (iPhone)?

Esse é um fator crucial para se considerar antes de comprar um smartwatch. Dado que o Apple Watch só é compatível com iPhones, ou seja, também é necessário ter o telefone da Apple para que o relógio seja emparelhado e configurado.

Já a linha Galaxy Watch é compatível com qualquer smartphone Android e também com o iPhone. Mas eu não recomendaria comprar um Galaxy Watch se você usa iPhone, porque:

  • As integrações serão limitadas: você não poderá interagir com notificações, atender chamadas; ver os lembretes do iPhone, sincronizar configurações (como senhas do Wi-Fi), etc;
  • Não será possível usar o Samsung Pay no Galaxy Watch;
  • Não será possível configurar a mensagem de SOS do relógio da Samsung;
  • Não será possível transferir capturas de tela do relógio para o iPhone.

Não faz sentido comprar um smartwatch da Samsung para usar com um iPhone, a não ser que seu perfil seja de uma pessoa que troca frequentemente de celular e entre Android e iOS.

Neste caso e já que o Apple Watch não funciona no sistema operacional do Google, o Android, talvez seja viável um Galaxy Watch, apesar das limitações (e se você deseja muito um smartwatch).

Fora essa exceção, consideramos: Apple Watch para quem usa iPhone (e pretende continuar usando) e Galaxy Watch para quem tem Android.

Que modelo de smartwatch comprar em 2019?

Se você escolher um Apple Watch:

Apple watch series 3

Apple Watch Series 3

A Apple vende oficialmente os modelos Series 3 (lançado em 2017) e Series 5 (de 2019), porém ainda é possível encontrar o Series 4 em sites do varejo online. Entre as principais diferenças, temos:

Recurso Apple Watch Series 3 Apple Watch Series 4 Apple Watch Series 5
Dimensões da caixa 38 mm ou 42 mm (11,4 mm de espessura) 40 mm ou 44 mm (10,7 mm de espessura) 40 mm ou 44 mm (10,7 mm de espessura)
Memória interna 8 GB  8 GB ou 16 GB 32 GB
Bússola Não Não Sim
Detecção de queda Não  Sim Sim
Tela sempre ligada Não Não Sim

Todos estes modelos de Apple Watch também têm uma versão com suporte à rede de celular. Então, é possível configurar um chip eSIM em algumas operadoras para usar o relógio para fazer ligações, enviar mensagens e usar a internet sem que o iPhone esteja por perto.

Ah, claro, todos eles têm GPS, são resistentes à água e suporte ao Apple Pay. Portanto, a dúvida sobre qual modelo de relógio da Apple comprar ficam basicamente sobre os critérios:

  • Tela (se você acha necessário que ela fique sempre ligada, descartando a necessidade de girar o pulso);
  • Memória interna para armazenar músicas e aplicativos;
  • Recurso de bússola;
  • Função de detecção de queda (pode ser importante para algumas pessoas, já que com isso ele pode ativar a chamada de emergência);
  • Suporte à rede de celular para ligações de emergência, uso de internet e mensagens sem depender do iPhone.

Se você escolher um Galaxy Watch:

Galaxy Watch Active 2 (o smartwatch da Samsung)

É possível encontrar pelo menos três modelos do Galaxy Watch ainda no varejo: o Galaxy Watch (anunciado em 2018) e os Galaxy Watch Active e Galaxy Watch Active 2 (ambos de 2019). Entre as principais diferenças, temos:

Recurso Galaxy Watch Active Galaxy Watch Active 2 Galaxy Watch
Coroa giratória para navegação no sistema Não (apenas coroa digital, pelo sistema) Não (apenas coroa digital, pelo sistema) Sim
Dimensões da caixa 40 mm (10,5 mm de espessura) 40 mm ou 44 mm (10,9 mm de espessura) 42 mm ou 46 mm (13 mm de espessura)
Suporte à rede celular Não Sim Sim
Memória interna 4 GB 4 GB 4 GB
Detecção de queda Não Sim Não

Em comum, ambos têm GPS, resistência à água e NFC para pagamentos com o Samsung Pay. A principal diferença fica por conta do visual e tamanho da caixa: se você prefere os relógios grandes, o Galaxy Watch é o único com a caixa de 46 milímetros, enquanto os modelos Active têm modelos de 40 ou 44 milímetros.

Samsung Galaxy Watch

Se a dúvida fica entre o design mais simplista do Galaxy Active, vale considerar:

  • Tamanho da caixa (apenas o Active 2 tem um modelo de 44 milímetros);
  • Necessidade de suporte à rede de celular;
  • Recurso de detecção de queda.

Para quem pratica exercícios, o leitor de batimentos cardíacos é mais preciso no Galaxy Watch Active 2. Com o treinador de corrida, também é possível monitorar o ritmo em tempo real neste modelo.

Agora é com você…

Dadas as características de um smartwatch e as considerações sobre o perfil do usuário, a escolha de qual caminho seguir torna-se mais fácil. Comprar um relógio inteligente ainda não se tornou uma necessidade dos tempos modernos, como eu disse. Mas, uma vez que alguém adota um ecossistema de relógio, é importante saber se conseguirá sair dele, se precisar.

Por exemplo: se uma pessoa comprou um Apple Watch, ela não poderá emparelhar o relógio com um Android, se trocar de telefone no futuro. Entretanto, o relógio da Apple permite a instalação de aplicativos de terceiros e desde que estes aplicativos também estejam em outros relógios, como o da Samsung, a migração torna-se menos dolorosa.

Cada modelo e plataforma tem suas particularidades e atendem um público. Agora é com você. E aí, decidiu qual seu próximo relógio inteligente? Deixo abaixo o review feito pelo Tecnoblog de alguns smartwaches.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.