Início » Celular » Galaxy S10 Lite e Note 10 Lite: a volta das versões “lite”

Galaxy S10 Lite e Note 10 Lite: a volta das versões “lite”

Galaxy S10 e Note 10 têm versões com telas gigantes e design mais simples, mas ampliam ainda mais a linha confusa da Samsung

Paulo Higa Por

Direto de Las Vegas — Lembra de quando a Samsung lançava versões “lite” ou “mini” de seus celulares mais caros? Os últimos de que me recordo são o Galaxy Note 3 Neo e o Galaxy S5 Mini. Pois bem: a Samsung voltou com a estratégia de reutilizar o nome de seus smartphones premium em versões mais em conta: na CES 2020, a empresa demonstrou o Galaxy S10 Lite e o Galaxy Note 10 Lite.

São celulares que podem causar confusão porque são mais simples, mas têm nomes parecidos com os aparelhos mais sofisticados da Samsung. Pelo menos, desta vez, a Samsung usou componentes de respeito: tanto o Galaxy S10 Lite quanto o Galaxy Note 10 Lite têm baterias gigantes, telas de alta resolução e processadores que devem nada ou muito pouco em relação aos usados nos topos de linha.

Galaxy S10 Lite e Note 10 Lite em vídeo

Samsung Galaxy S10 Lite

O Galaxy S10 Lite é um smartphone “quase topo de linha”. Por dentro, ele tem processador Snapdragon 855 octa-core, 6 ou 8 GB de RAM, 128 GB de armazenamento e painel Super AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ e um buraco central para a câmera (diferente da linha Galaxy S10, que tinha um entalhe no canto superior direito).

Samsung Galaxy S10 Lite

E onde a Samsung economizou? Basicamente, no design e nas câmeras. O Galaxy S10 Lite não possui uma tela com laterais curvadas como o Galaxy S10 ou S10+ e os materiais são claramente mais baratos: tem muito plástico brilhante ou cromado e nada de alumínio ou vidro. Não parece um produto mal acabado, mas fica longe da boa impressão que os modelos mais caros passam quanto à construção.

Samsung Galaxy S10 Lite

A câmera traseira é tripla: uma principal de 48 megapixels, uma ultrawide de 12 megapixels e uma macro, que entrou no lugar da lente telefoto com zoom óptico. Os componentes da câmera são teoricamente inferiores, e na prática devem se sair pior em fotos noturnas, mas só saberemos quando fizermos uma análise completa. Curiosamente, essas lentes estão organizadas em um “dominó” na traseira que bate com os rumores de como deve ser o Galaxy S11 (ou S20).

Samsung Galaxy S10 Lite

Mas existe algo positivo: a bateria é de 4.500 mAh, maior que os 3.400 mAh do Galaxy S10 e até do Galaxy S10+, que tem capacidade de 4.100 mAh. Como a tela também ficou gigante, é provável que o ganho de autonomia na prática não seja tão alto, mas temos um avanço aqui. Ele também tem suporte a carregamento super rápido, mas a Samsung não confirmou se envia o adaptador de tomada compatível na caixa.

Samsung Galaxy Note 10 Lite

Samsung Galaxy Note 10 Lite

Já o Galaxy Note 10 Lite é internamente mais parecido com o Galaxy Note 9 do que com o Galaxy Note 10. Isso porque o processador é um modelo octa-core de 10 nanômetros com frequência de até 2,7 GHz — a Samsung não divulga qual é o chip, mas esses são os mesmos números do Snapdragon 845. Além disso, o aparelho tem entrada para fone de ouvido, um recurso que foi aposentado no Galaxy Note 10.

Samsung Galaxy Note 10 Lite

De resto, temos características bem parecidas com as do Galaxy S10 Lite: a tela continua sendo uma Super AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD+, a bateria permanece em 4.500 mAh, a câmera frontal é a mesma de 32 megapixels e a combinação de memória é a igual: 6 ou 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. O sistema operacional de fábrica também é o Android 10.

O aparelho tem a câmera com lentes dispostas em dominó, mas com componentes tecnicamente melhores que os do Galaxy S10 Lite: a principal é de 12 megapixels com abertura f/1,7, a ultrawide tem resolução de 12 megapixels e a terceira lente é uma telefoto com estabilização óptica de imagem, também capaz de tirar fotos de 12 megapixels.

Samsung Galaxy Note 10 Lite

O principal fator de diferenciação acaba sendo a presença da S Pen, que tem o mesmo formato encontrado no Galaxy Note 10 padrão — e com Bluetooth integrado, o que significa que você pode usar a caneta como um controle remoto para tirar selfies ou avançar de slide em uma apresentação, por exemplo.

Nem o Galaxy S10 Lite e nem o Galaxy Note 10 Lite foram confirmados para o Brasil, mas ambos já aparecem no sistema de homologação da Anatel, indicando que eles devem dar as caras por aqui também.

E, claro, esta é mais uma confusão na linha de celulares da Samsung, que voltou a ser gigantesca como nos velhos tempos: tanto o Galaxy S10 Lite quanto o Galaxy Note 10 Lite são visualmente muito parecidos com os novos Galaxy A51 e Galaxy A71, que também estavam sendo expostos na CES 2020.

Paulo Higa viajou para Las Vegas a convite da Consumer Technology Association (CTA).