Início » Carro » Brasil pode proibir venda de carros a gasolina e diesel em 2030

Brasil pode proibir venda de carros a gasolina e diesel em 2030

PLS 304/2017 quer prioridade sobre carros elétricos ou movidos a biocombustíveis

Emerson Alecrim Por

1º de janeiro de 2030. A partir dessa data, nenhum veículo novo movido a combustível fóssil, como gasolina ou diesel, poderá ser vendido no Brasil. É o que propõe o Projeto de Lei do Senado Nº 304/2017, de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI).

A proposta foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na última quarta-feira (12). Na próxima etapa, o projeto passará por votação na Comissão de Meio Ambiente (CMA) do Senado.

Ao apresentar o projeto, o senador explicou que veículos movidos a combustíveis fósseis são responsáveis por um sexto das emissões de dióxido de carbono na atmosfera, principal causador do chamado efeito estufa.

Tanque de combustível (Foto: PXHere)

"Felizmente, já estão disponíveis soluções tecnológicas que permitem o enfrentamento dessa questão", diz Nogueira, que destaca entre elas os automóveis movidos por eletricidade.

É por isso que o projeto propõe que, a partir de 2030, a grande maioria dos automóveis fabricados em território brasileiro seja do tipo elétrico. Carros movidos a biocombustível, como o etanol, também seriam permitidos.

O PLS 304/2017 propõe ainda que, a partir de 2040, a circulação de qualquer veículo movido a motor de combustão seja proibida, com algumas exceções: carros de colecionadores, veículos oficiais ou diplomáticos e automóveis de visitantes estrangeiros poderiam circular pelo país, mesmo que usando combustíveis fósseis.

No projeto, o senador Ciro Nogueira destaca ainda que vários países desenvolvidos já discutem iniciativas do tipo. Reino Unido e França, por exemplo, querem proibir a venda de veículos movidos a combustível fóssil até 2040.

"O Brasil não pode ficar à margem dessa discussão, já que a indústria automobilística aqui instalada tem todas as condições de produzir automóveis tão avançados quanto os usados no exterior", conclui Nogueira.

Com informações: Agência Senado.

Comentários da Comunidade

24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

bcayres

O pior é encontrar defensores desse tipo de absurdo. Muitos já se manifestaram no grupo do Facebook, mas a verdade é que esse tipo de pensamento só vem de gente que mora em metrópole, que não faz ideia da realidade do interior do Brasil, onde ainda se vive em 1950 (mas com 3G).

Daniel Soares

O que poderia ser mais importante que o futuro próximo da nossa espécie (e de todas as outras) nesse planeta?

Ou você é do time que pensa que aquecimento global é uma conspiração globalista para difundir o marxismo cultural e dominar a mente dos nossos jovens?

Matheus R

Seria uma excelente proposta se nós fôssemos um país desenvolvido, infelizmente somos 3º mundo. Temos muitas coisas ainda a resolver para termos maturidade de veículos 100% independentes de combustíveis fósseis, sem contar que tem de melhorar e muito a geração de energia elétrica…

Leandro Alves

Carros estão aí a mais de 100 anos e nada mudou, mesmo se quiséssemos não conseguiríamos acabar com um planeta. Ele está aí a milhões de anos. Vai cair um asteroide na terra e ela vai continuar aí de boa.

Toda década tem seu alarmismo, tinha o buraco na camada de ozônio causada pelo CFC e agora o tal aquecimento global. Sempre vivendo em pró do medo, lembro das reportagens na globo falando que onde moro estaria alagado pela subida do nível do mar. Vinte anos de passaram e nada mudou aqui.

Somos um país em desenvolvimento, temos muito crédito de poluição para gastar. Todos países desenvolvidos poluíram e acabaram com sua riquezas naturais.

Agora que estão ricos querem que todo mundo sigam padrões impostos por eles.

MAIKEL

Imagina toda frota de caminhões que é o único meio de transporte para escoacao de grãos todas as milhões de máquinas que estão em uso constante na agricultura usando baterias q teriam q ser maiores que elas mesmas ex um trator que gasta 18 lt de combustível hora com um motor de 6 cilindros imagina a bateria que teria q ter pra gerar tamanho torque kkk isso é coisa de político de fundo de quintal mesmo

Jacques

Não vejo sentido em proibir, seria mais interessante criar mecanismos pra que carros populares de hoje migrem naturalmente para os motores elétricos.

Outra coisa que deve ser pensada a longo prazo é: carros elétricos farão o consumo de energia aumentar, tem que prever e aumentar a geração de energia limpa senão vai apenas mudar a geração de poluição do escapamento do carro pra usina termo elétrica (que geralmente é essas que são ligadas quando as hidros do brasil não dão conta)

Participe da discussão