Início » Jogos » Nintendo Switch passa pela Anatel e Switch Lite é homologado

Nintendo Switch passa pela Anatel e Switch Lite é homologado

Anatel homologa Nintendo Switch Lite e kit para desenvolvedores; Switch padrão está passando pela agência reguladora

Felipe Ventura Por

A Anatel homologou o Nintendo Switch Lite e o kit para desenvolvedores do Switch e Switch Lite. Além disso, o Switch padrão está passando pela certificação da agência reguladora. Os Joy-Cons e o Pro Controller já foram liberados para venda no Brasil — mas o lançamento oficial do console ainda é uma incógnita.

Review Nintendo Switch Lite 09

Segundo o Plantão Anatel, foram homologados três produtos:

  • HDH-001: Nintendo Switch Lite
  • HDH-002: kit para desenvolvedores do Nintendo Switch Lite
  • HAT-001: kit para desenvolvedores do Nintendo Switch padrão

Além disso, a Anatel está homologando o Switch padrão, cujo número de modelo é HAC-001(-01): ele é sugerido pela função autocompletar do sistema de certificação, indicando que já está em análise. Este é o “novo” Switch lançado em 2019, com mais bateria e outras mudanças em relação ao modelo original de 2017.

DKAF pediu homologação do Nintendo Switch

A homologação foi solicitada a pedido da DKAF Representações, sediada em Poços de Caldas (MG). Ela explica ao Tecnoblog que a Nintendo “provavelmente ainda deverá desenvolver alguma parceria comercial com outra empresa para planejamento das vendas”.

Em comunicado, a DKAF esclarece: “fomos acionados por um agente do exterior para sermos o local holder. A homologação neste momento inicial de regularização junto à Anatel sairá em nosso nome, mas não realizaremos nenhuma venda do produto diretamente”.

A DKAF atua com representação comercial, preparo de documentos e serviços de apoio administrativo. Ela não será responsável pela venda do console: se houver mesmo um lançamento no Brasil, isso ficará a cargo de outra empresa.

A Anatel também homologou o Pro Controller (HAC-013) e os Joy-Cons (HAC-015 e HAC-016) após solicitação da DKAF. O Switch padrão havia sido homologado em 2018 a pedido de uma empresa que não existe mais; a certificação perdeu a validade em dezembro de 2019, por isso precisa ser feita novamente.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

“A homologação foi solicitada a pedido da DKAF Representações, sediada em Poços de Caldas (MG).”

“A DKAF atua com representação comercial, preparo de documentos e serviços de apoio administrativo. Ela não será responsável pela venda do console: se houver mesmo um lançamento no Brasil, isso ficará a cargo de outra empresa.”

Everton Favretto (@evefavretto)

“ A DKAF atua com representação comercial, preparo de documentos e serviços de apoio administrativo. Ela não será responsável pela venda do console: se houver mesmo um lançamento no Brasil, isso ficará a cargo de outra empresa.”

Ou seja, um tipo de “despachante” pra coisas de Anatel.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Sim.

Uma pena que, mesmo assim, não dá pra ter esperanças.

Todo mundo vai esperar que seja a própria Nintendo que solicitou a preparação da papelada, mas no fim, pode ser que seja outra empresa que ninguém esperava (ou conheça).

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Eu nem nutro esperanças, pois viria a um preço absurdo.

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

O povo fica todo feliz quando algo é homologado no Brasil, porém videogames sempre a maioria vai comprar no mercado negro ou trazer de fora em viagens.
O preço Brasil claro tem uns doidos que pegam parcelados em várias e várias vezes nos cartões de loja, como já vi um amigo pegar em 20x no cartão submarino, porém é loucura total.

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

Eu já perdi as esperanças. Tem jogo recente da Nintendo que tem duas dublagens distintas em Espanhol e não tem sequer uma legenda em Português ¯\_(ツ)_/¯