Início » Negócios » Correios têm lucro de R$ 102 mi e alta em encomendas do exterior

Correios têm lucro de R$ 102 mi e alta em encomendas do exterior

Correios tiveram queda de 37% no lucro e alta de 41% em encomendas internacionais; estatal está em processo de privatização

Felipe VenturaPor

A ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) divulgou nesta quarta-feira (17) seu resultado financeiro de 2019: a estatal teve lucro líquido de R$ 102 milhões, queda de aproximadamente 37% em relação ao ano anterior, em parte devido aos gastos relacionados ao plano de desligamento de funcionários. A empresa está em processo de privatização.

Correios e Sedex

Em 2019, os Correios tiveram receita bruta de R$ 19,1 bilhões, crescimento de 1% se comparado ao ano anterior. O faturamento nacional corresponde à maior parte desse valor (R$ 18,2 bilhões) e teve leve queda de 0,4%, enquanto a receita de encomendas internacionais teve forte alta de quase 41%. A empresa cobra taxa de R$ 15 sobre pacotes vindos do exterior.

A maior parte do faturamento dos Correios vem de quatro serviços. O Sedex teve queda de 1,2%, enquanto o PAC saltou cresceu 18% no mesmo período. O FAC, serviço para empresas que postam grandes volumes de cartas, caiu 12%. Os envios de carta, no entanto, tiveram leve alta de 1,7%.

ServiçoFaturamento bruto em 2019% em relação ao total
SedexR$ 4,2 bilhões22,1%
PACR$ 4,1 bilhões21,3%
FAC (franqueamento autorizado de cartas)R$ 3,9 bilhões20,6%
CartaR$ 2,7 bilhões14,0%
Serviços de DistribuiçãoR$ 766,3 milhões4,0%
Logística ReversaR$ 477,4 milhões2,5%
MaloteR$ 370 milhões1,9%
Mala Direta PostalR$ 333,6 milhões1,7%
Remessa ExpressaR$ 264,8 milhões1,4%
Correio Híbrido PostalR$ 233,7 milhões1,2%
Demais receitasR$ 1,7 bilhão9,3%
TotalR$ 19,1 bilhões100%

Correios fazem corte de custos

Os Correios também vêm se esforçando para reduzir custos. A estatal abriu um PDV (plano de demissão voluntária) para os funcionários, fechou diversas agências e reduziu o horário de funcionamento de outros estabelecimentos.

Ela também comprou máquinas de triagem para automação de encomendas; e fez ajustes nos benefícios trabalhistas, como retirar dependentes pais e mães, e aumentar o custeio para os empregados.

Ainda assim, os Correios tiveram lucro menor que em 2018. Segundo a empresa, isso ocorreu “em função do registro de despesas referentes aos contratos de arrendamento; despesas decorrentes do Plano de Desligamento Voluntário 2019; e reconhecimento de precatórios em volume superior a exercícios anteriores”.

Os números divulgados pela ECT ainda não refletem os efeitos da pandemia da COVID-19. “O momento é de recessão na economia global, e ainda é cedo para mensurar o real impacto do novo coronavírus nas atividades dos Correios”, diz Floriano Peixoto, presidente da estatal, em mensagem publicada no Diário Oficial da União.

Os Correios estão em processo de privatização desde o ano passado: o PPI (Programa de Parceria de Investimentos) vai decidir como repassar a empresa ao setor privado. O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer vender a estatal ainda este ano junto à Eletrobras, segundo O Globo.

O resultado financeiro dos Correios em 2019 está disponível no DOU.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
14 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alex (@wuhkuh)

E vamos de outras empresas, o Correios chegou num nível tão ruim, que nem o Sedex presta, você paga um dinheirão e ele chega como se fosse um PAC!

Felipe Ventura (@felipe)

Faturamento = receita (não lucro)

Felipe Ventura (@felipe)

Ah, agora entendi! O texto foi corrigido.

Felipe Ventura (@felipe)

No texto mencionamos apenas a receita bruta (R$ 19,1 bilhões), que os Correios detalham por serviço (Sedex, PAC etc.). Eu troquei a expressão “receita total” por “receita bruta” pra deixar isso mais claro, obrigado pelo toque.

Danilo (@dabilo)

Empresa estatal que opera com lucro, pq fazer um processo de privatização?

Lembrando que Correios não tem monopólio de encomendas. Ele tem monopólio de correspondências.

Acho que as pessoas confundem muito isso e reclamam de entregas que poderiam ser feitas por outras empresas. Se os correios são sua única opção para encomendas é devido a falta de interesse ou capacidade da concorrência.

imhotep (@imhotep)

Se fosse privatizar com prejuízo iam dizer que sucatearam os Correios pra vender barato.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Você é adorável.

Todos os outros vieram com essa mesma falácia do verdadeiro escocês, e foram devidamente inteirado do quanto essa empresa é um lixo, e usou o judiciário pra manter monopólio na entrega de encomendas.

Não vou discutir de novo esse assunto que tá mais do que batido.

Danilo (@dabilo)

Tranquilo, também não vou discutir com você, acho que já coloquei os pontos que acho mais importantes.

Uma última observação é que esse “lixo” de empresa na minha visão é um patrimônio da sociedade brasileira. Para os municípios que não possuem agência bancária o Correios é uma possibilidade de pagar suas contas, sacar dinheiro da conta do Banco do Brasil. Hoje o Correios também é uma possibilidade para pessoas que não tem acesso a internet se cadastrarem e receberem o dinheiro do auxílio emergencial em meio a pandemia. Para municípios que não tem uma loja física de operadora de celular o Correios é a possibilidade do atendimento para contratação do Correios Celular.

A capilaridade dos Correios é algo que pode ser colocada em cheque com a privatização, por mais que atualmente a empresa consiga operar com lucros.

@ksio89

Já vi muita gente ingênua, mas você se supera.

Empresas privadas não têm imunidade tributária e não são custeadas com o dinheiro do contribuinte como a estatal. Mas ainda assim não é difícil cobrarem menos que os Correios cobram e prestarem um serviço melhor.

E você mesmo diz que transportadoras privadas não têm interesse em atender muitos endereços pois não dão lucro. Ora, o mesmo vale para os Correios, não existe almoço grátis. Se a estatal atende essas regiões que não são rentáveis é porque o serviço está sendo subsidiado pelos impostos, ou seja, pelo dinheiro que sai do seu, do meu e do bolso de todos os brasileiros.

Danilo (@dabilo)

Acho que ingenuidade é das pessoas que acham que a privatização resolve algo. Caso a privatização infelizmente aconteça vocês serão os primeiros a reclamar da provável agência reguladora das correspondências. Ou vocês realmente acham que será um “livre mercado”? Todo dia nesse site vocês reclamam da anatel.

Ainda bem que você reconhece que por conta de nossos impostos milhões de brasileiros são beneficiados por uma empresa estatal e que esses milhões de brasileiros podem ser prejudicados no momento que a empresa se tornar privada e provavelmente passe a sucatear ou se retirar dos lugares que não geram lucro. Aliás, é justamente para que isso não aconteça que uma agência reguladora provavelmente será criada em um cenário de privatização e irá operar com nossos impostos.

Repetindo, mesmo com o investimento dos nossos impostos essa empresa estatal opera com lucro, pq privatizar?

@ksio89

Quero ver operar no lucro pagando imposto e não tirando dinheiro do bolso do contribuinte. Na verdade o maior problema da estaral é a ingerência política, pois políticos usam a estatal para distribuir cargos, inclusive o atual, pra financiar campanhas eleitorais e até mesmo para distribuir cartas pedindo voto e criticando o candidato concorrente como a ex-presidente fez.

imhotep (@imhotep)

Se tem plano de demissão voluntária significa q está gastando demais com salários e não tendo retorno. Ninguém faz PDV se não tem necessidade de reduzir custos e aumentar eficiência. E eficiência é algo q os Correios podem até já ter tido há 30, 40, 50 anos, mas perderam o bonde do tempo. Como a maioria das estatais, é cabide de emprego, sujeitos a corrupção e de eficiência duvidosa.

Schio ☭ (@Sckillfer)

“Tem que privatizar, estatal só da prejuízo”

Sim, Correios tem problemas, mas se privado fosse a solução mágica, Transfolha prestaria, Correios mal seria usado porque todo mundo usaria UPS, Braspress e outras transportadoras que já existem no Brasil… Não usam porque privado é caro enquanto dizem “prefiro pagar mais caro por um serviço melhor”… Enquanto pede pro vendedor mandar por carta registrada no ML

Uriel (@Uriel)

Correios só tem monopólio em cartas.
O resto tudo livre pra qualquer empresa concorrer.

Mas não vão, não da lucro

Igor (@igor_meloil)

Compram da china com frete baratinho pra não pagar impostos de importação e querem ter moral pra falar que empresa privada resolve algo.