Início » Gadgets » Venda de iPads e tablets da Samsung cresce durante pandemia

Venda de iPads e tablets da Samsung cresce durante pandemia

Mercado de tablets global tem crescimento de mais de 20% no segundo trimestre de 2020; Apple iPad lidera no período

Bruno Gall De Blasi Por

A venda de tablets cresceu mais de 20% no segundo trimestre de 2020, durante a pandemia de COVID-19 (novo coronavírus). Segundo um levantamento da Canalys divulgado nesta segunda-feira (3), Apple e Samsung assumiram a liderança no período. Ao todo, mais de 37,5 milhões de dispositivos foram vendidos no mundo inteiro.

Venda de iPads (foto) e tablets da Samsung cresce no segundo trimestre de 2020, durante a pandemia

As medidas de isolamento social para combater o novo coronavírus surtiram impactos no mercado de tablets. Segundo a Canalys, as vendas tiveram aumento de 26,1% no 2º trimestre de 2020. Entre os motivos estão a busca por gadgets mais baratos para facilitar o trabalho remoto, estudos, lazer e afins durante a pandemia.

“A pandemia de coronavírus aumentou a concorrência pelo acesso comunitário à tela entre os membros da família forçados a ficar em casa. Os tablets ajudam a superar esse problema, permitindo que cada membro da família tenha seu próprio dispositivo. E eles são mais baratos que os desktops e notebooks”, explica o analista Ishan Dutt.

A Apple é a empresa que mais comercializou tablets no período. Ao todo, mais de 14 milhões de iPads foram vendidos no segundo trimestre, quantia que reserva à Apple uma fatia de 38% do mercado. O crescimento anual é de 19,8% em relação ao mesmo período em 2019, que acumulou cerca de 11,9 milhões de unidades.

Samsung é a segunda fabricante que mais vendeu tablets no 2º trimestre, segundo Canalys

A Samsung vem em segundo lugar, com market share de 18,7% e crescimento de 39,2% em 2020. A Huawei é a terceira colocada, com participação de mercado de 12,7% e aumento de 44,5% em 2020. Ambas as companhias comercializaram por volta de 7,02 milhões e 4,8 milhões de unidades, respectivamente.

Amazon e Lenovo ocupam as quarta e quinta colocações, com fatias de 8,4% e 7,5% do mercado, respectivamente. A marca chinesa, porém, chama a atenção pelo maior crescimento  anual do período entre as cinco empresas, de 52,9%. Demais fabricantes acumularam 14,7% de market share e 5,5 milhões de unidades comercializadas.

O levantamento da Canalys ainda trouxe resultados referentes ao mercado de computadores como um todo, que cresceu 14,3% neste ano. Segundo a consultoria, mais de 110,5 milhões de dispositivos foram vendidos no segundo trimestre de 2020. Lenovo, Apple, HP, Dell e Samsung lideram no mercado global.

Com informações: Canalys

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

CAV (@cav)

Aqui no Brasil, a LG está comendo bola ficando de fora do mercado de tablets.
A linha G Pad (que teve modelos lançados no Brasil entre 2013 e 2015) seria uma boa concorrente para os Galaxy Tab A.